Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dia de todos os Santos.

por Luís Menezes Leitão, em 01.11.13

Se Portugal fosse um país normal, assim como quase toda a Europa em que nos inserimos, hoje seria um dia feriado, em que milhões de pessoas aproveitariam para, em recolhimento pessoal ou em visita aos cemitérios, recordar a memória dos seus ente queridos que faleceram, antecipando o Dia de Finados, que se comemora amanhã. Haveria romarias em inúmeras cidades em homenagem aos Santos da sua devoção. Mas Portugal, com este Governo, deixou de ser um país normal. Por isso hoje é o dia em que se vai aprovar o Orçamento do Estado e em que, para protestar contra o mesmo, há uma manifestação em frente ao Parlamento. Querendo destruir os símbolos nacionais para agradar à troika, o Governo acabou por ser altamente simbólico. O Orçamento para 2014 é o seu dobre a finados. Resta saber se apenas do Governo ou também do País.


18 comentários

Sem imagem de perfil

De Não há-de ser nada a 01.11.2013 às 13:12

O que nos vale é que temos o Seguro. E o Jerónimo. E os bicéfalos.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 01.11.2013 às 18:38

Aí estão as razões da nossa tragédia nacional.
Sem imagem de perfil

De Maria a 02.11.2013 às 20:30

E que tragédia. Como é que num país dito "normal" é possível uma tal enormidade de imbecis.
Sem imagem de perfil

De Pedro Santos a 01.11.2013 às 13:25

Na Irlanda, país de reconhecida tradição católica (basta recordar os conflitos no Ulster), não é feriado hoje.

Admito que não sei se tal se deve à Troika, mas saliento também que segunda-feira foi feriado (a última segunda-feira de outubro é feriado).
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 01.11.2013 às 18:41

Tem razão. É estranho. A maioria dos países da Europa tem o 1 de Novembro como feriado. E os que não têm optam pelo 2 de Novembro. A Irlanda não faz nem uma coisa nem outra.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 01.11.2013 às 20:00

Comemora o dia de São Patrício que é bem mais divertido.
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 01.11.2013 às 13:30

Caro Luís,

Só uma correcção: o dia de finados é amanhã. Hoje é o dia de Todos os Santos, o que pode dar uma leitura alternativa interessante à sua prosa.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 01.11.2013 às 18:43

Isso consta do meu texto: "antecipando o Dia de Finados que se comemora amanhã". É tradição em Portugal utilizar o feriado de dia 1 de Novembro para recordar os mortos e visitar os cemitérios.
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 01.11.2013 às 21:44

Caro Luís,

Peço desculpa, vou uma leitura "na diagonal". Ainda assim, acho que a aprovação do Orçamento na generalidade no dia de Todos os Santos (e Mártires, mais estes) sendo que a discussão na especialidade teoricamente se inicia no dia de Finados (não fosse Sábado) é... interessante.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.11.2013 às 16:14

assim como quase toda a Europa em que nos inserimos

Refere-se certamente à Europa católica.

Na Europa protestante hoje não é feriado. Os protestantes não celebram santos.

Portugal é um país laico e não deveria ter feriados religiosos.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 01.11.2013 às 18:48

A Europa católica festeja o dia de todos os santos. A Europa protestante festeja o dia de finados que se comemora amanhã. Alguns países festejam os dois, como sucede com a Suíça e alguns Estados alemães. São poucos os Estados como a Holanda e a Irlanda, que deixam passar esta época em branco.

O carácter laico de um país não implica proibir o povo de festejar as suas tradições, incluindo as religiosas. É uma violência abolir por esse motivo os feriados religiosos. Também defende a abolição do feriado do dia de Natal?
Imagem de perfil

De João Campos a 01.11.2013 às 19:56

(e o subsídio, não esquecer o subsídio...)
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 01.11.2013 às 20:00

Qual subsídio?
Sem imagem de perfil

De Maria Ana a 01.11.2013 às 19:48

Como é óbvio não estamos num país católico normal, onde hoje se comemora dia de TODOS OS SANTOS, não de finados. Estamos num país onde não há regras nem direitos e o que havia foi decapitado. O governo corta pensões, salários, feriados, usa e abusa do poder, do qual não tem legitimidade. Sim, não tem legitimidade porque em campanha eleitoral prometeu X e fez Y e um governo que faz isto, não é governo legitimado pelo povo, assim como o presidente que jurou ser presidente de todos os portugueses e cumprir e fazer cumprir a constituição e tem feito exactamente o contrário. Qual foi o lucro do país com a retirada deste feriado? Nenhum e os que disserem que o país beneficiou, mentem. Hoje, em vez de se comemorar dia de TODOS os SANTOS, comemorou-se a tortura da aprovação do orçamento que irá destruir a vida do cidadão humilde, enquanto a deles continua sem atropelos. Que futuro terá um país, onde não importa se as pessoas têm pão, água, luz, ou uma vida digna dum ser humano? Que futuro tem um país, onde não importa se o outro ao nosso lado, fica sem casa e sem direitos? Não tem futuro, porque é um país com gente pobre de ESPÍRITO e VAZIOS de SENTIMENTOS e assim jamais terá um futuro risonho, mas antes um inferno de futuro........
Sem imagem de perfil

De Drº José Povinho a 01.11.2013 às 23:03

Escolham qual das seguintes afirmações esta correcta:
1-Se tivesse-mos uma esquerda forte, não estava-mos entalados em dividas.
2-Se tivesse-mos uma esquerda forte, hoje, todos os que se sentem violentados pelas politicas austeras, estariam organizados e com alternativas, dispostos a tudo fazer para derrubar o actual governo.
3-Hoje, todos os que são violentados pela austeridade não vêm na esquerda capacidade de oposição.
4- O maior partido de esquerda esta admitindo que é também o maior responsável pela situação em que nos encontramos.
5- O maior partido de esquerda não faz oposição porque esta concertado com o governo, pois não reage para o povo não ter alternativa.

P.s - Santos, quais santos?


Sem imagem de perfil

De Irra a 02.11.2013 às 16:19

tivesse-mos e estava-mos é mesmo de dr. (nem li o resto)
Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 02.11.2013 às 00:36

Este dia é um daqueles muito anterior ao cristianismo, como o solstício de Verão (os santos populares) e o de Inverno (o Natal). O quarto, penso que é o 30 de Abril/1 de Maio, mas não tenho a certeza. É tão importante que sobrevive à queda das religiões (era o Samhain gaélico, que se transformou na espécie de carnaval fora do sítio que é o Halloween. Aliás, aqui na zona onde vivo, é o "dia dos bolinhos", que as crianças pedem de porta em porta muito antes do desembarque dessa americanice. É de uma extrema curteza de vistas acabar com ele, e não consigo entender a escolha da igreja católica.
(É muito curioso que não seja feriado na Irlanda, porque era precisamente uma festa do calendário irlandês. Talvez seja mesmo essa a razão!)
Sem imagem de perfil

De Vento a 02.11.2013 às 19:38

As leituras de hoje revelam-nos, para além do discurso de Paulo, a atitude de Judas Macabeu e a de Jesus na conversa com Marta.
Tudo isto para dizer que não se pode ressuscitar um morto que não quer viver.

Resta-nos orar pelos que já partiram e necessitam dessa outra Vida, em pleno.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D