Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dia da Criança (3)

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 01.06.09

Números divulgados pela UNICEF indicam que cerca de 250 milhões de crianças, entre os 5 e os 14 anos, trabalham em todo o mundo. Cerca de metade, fazem-no em condições inaceitáveis, dez a doze horas por dia, sem ir à escola e em troca de salários de miséria. O trabalho de muitas destas crianças destina-se a encher de produtos as montras das lojas onde satisfazemos a nossa ânsia de consumir.
Infelizmente, nem todas as empresas se comportam de acordo com a credibilidade de que desfrutam no mercado, como podem ler aqui


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Zé a 01.06.2009 às 19:39

Isto é serviço público. Parabens ao blog.
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 01.06.2009 às 20:02

Excelente série, Carlos. Nunca é demais lembrar esta realidade. Confesso que uso algumas das marcas. Ou melhor, usava.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.06.2009 às 20:59

Parabéns por toda a série, Carlos. Oportuníssima.
Ficamos sem palavras...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.06.2009 às 22:05

Temos todos de rever comportamentos automatizados.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.06.2009 às 00:10

Tens toda a razão. Falar destas coisas nunca é demais. Nunca.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 02.06.2009 às 00:19

Peço desculpa por não responder individualmente aos vossos comentários, mas estou no Portugal profundo, só com Internet sem fios e as novas tecnologias ainda não chegaram aqui a tempo inteiro.
Obrigado pelas vossas palavras, extensíveis a todos quantos comentaram nos outros posts sobre este assunto, que tenho procurado estudar aprofundadamente desde 1994.
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 02.06.2009 às 02:53

Parabéns pelo despertar de consciências que esta série suscita.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 02.06.2009 às 09:47

"O trabalho de muitas destas crianças destina-se a encher de produtos as montras das lojas onde satisfazemos a nossa ânsia de consumir."

E depois? É evidente que o trabalho, de seja quem fôr, se destina a produzir produtos que as pessoas, sejam elas quais forem, desejam consumir. E isso é bom.

Qual era a solução? Que nós não consumíssemos esses produtos? As crianças ficariam sem trabalho e morreriam à fome. Ou julga que, pelo facto de nós não consumirmos os produtos, as crianças imediatamente deixarão de trabalhar e passarão a ir para a escola e brincar, felizes e de papo cheio?

As crianças trabalham, primariamete, porque as suas famílias são miseráveis e não têm com que as alimentar. Felizmente as crianças encontram trabalho e têm quem consuma os produtos desse trabalho.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.06.2009 às 13:34

Felizmente, claro. Infelizmente, são exploradas, maltratadas, vilipendiadas, abandonadas, abusadas, mortas...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D