Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Duas intervenções duas que devem ser objecto de reflexão. Uma de Passitudes Coelho que eu próprio aqui trouxe na passada sexta-feira. E outra de Tó Népias que o José Gomes André já hoje examinou em detalhe:

 

Passitudes Coelho:

 

O primeiro-ministro afirmou ainda que o Governo decidiu pagar os subsídios em Novembro (Dezembro para os pensionistas) porque assim permite aos funcionários saberem quanto vão receber em termos de salário médio. “Se não procedêssemos da forma que procedemos, as pessoas não saberiam qual seria o seu rendimento médio mensal se fizéssemos o encontro com o IRS com essas famílias”.

 

Tó Népias:

 

"Proponho que a UE estabeleça como objetivo para o ano 2020 que nenhum país possa ter uma taxa de desemprego superior à média europeia".


Teremos então motivos para recear o pior, entregues que estão o presente e o futuro a estes produtores inveterados de armas argumentativas de destruição maciça da sagacidade e da inteligência? Digo que não. Se tudo isto prova alguma coisa, é que Portugal é a verdadeira terra das oportunidades. Um tipo distrai-se um bocado e até corre o risco de tropeçar nelas. Afirmações desta natureza são a prova evidente de que num país assim, qualquer um pode ser ou chegar a primeiro-ministro. Não é necessário, sequer, ser-se alguém acima da média. Pelo contrário. O ideal é mesmo passar por cima dela, atropelando-a. Por isso, nada temamos. E rejubilemos.


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Cinco e Três Oito a 16.06.2013 às 15:05

Não há dúvidas de que a dificuldade consiste na assimilação do conceito de média. Ao menos, eles deviam saber aquela de que quando um comeu um frango e outro nenhum, cada um comeu meio frango.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 16.06.2013 às 18:44

Sim, e convenhamos que o conceito não é de fácil assimilação. Apenas uma reserva. Tratando-se, por exemplo, do Tó Zé e do seu escudeiro Zorrinho, creio que depois de partilharem um frango sairiam do restaurante convencidos de que tinham comido um frango cada um.
Imagem de perfil

De João André a 17.06.2013 às 07:28

Cada um pior que o outro. Da forma como as coisas estão, daqui a pouco não vale a pena sequer clamar por um governo de tecnocratas. Estes políticos são tão, mas mesmo tão maus, que qualquer tecnocrata os manipula entre duas dentadas na tosta mista da manhã.

Não se pode instituir uma prova de aferição para chegar a PM? Ou pelo menos um teste de QI?

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D