Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pelos media é que vamos

por Teresa Ribeiro, em 01.04.13

"Foi brilhante", disse Mário Soares. "É o regresso da política a cores", elogiou Marcelo Rebelo de Sousa. Voltou com a "ferocidade e eficácia que é bem conhecida e justamente temida", afirmou Miguel Sousa Tavares. Das omissões e manipulações de Sócrates durante a entrevista que deu há dias na RTP os comentadores também falaram, mas como salientou ontem M.R.S. no seu comentário dominical, isso é "o que todos os políticos fazem", logo há que relativizar.

Resumindo, o ex-PM deu show e foi de imediato premiado com aplausos pela sua brilhante performance e alguma condescendência face ao conteúdo da sua comunicação. Beneficiando da expectativa criada em torno do seu regresso, o animal feroz conseguiu também polarizar audiências. Caso para dizer que a sua reentrada em cena não lhe podia ter corrido melhor.

Para um ego sedento de protagonismo estes dois anos de carência devem ter-lhe custado horrores. A aparição semanal na televisão logo tratará de repor os níveis de adrenalina a que se habituou durante o período de governação. Será uma autêntica terapia. Enquanto cuida da sua saúde mental, o nosso ex vai também tratar da sua vidinha. Diz que não, que não quer nada, mas é blague. O que ele espera é que a sua caminhada triunfal desemboque numa sinecura à medida da sua ambição e vaidade. E a verdade é que tem tudo para conseguir os seus intentos. A desorientação e desesperança dos portugueses, a ambivalência dos opinion makers, que tanto criticam o que fez, como lhe elogiam o estilo, a cacofonia dos media, que seguem sempre o cherne que mais brilha na pantalha e o desgaste do poder.

Quem imaginou que a vinda de Sócrates iria catalisar os ódios dos portugueses e dar folga ao governo não viu bem o filme. Quem domina os media tem mais vidas que os gatos e muitas mais do que os coelhos.


17 comentários

Sem imagem de perfil

De jsp a 01.04.2013 às 20:02

Em português corrente : a merda sempre atraiu as moscas.
Sem imagem de perfil

De c a 01.04.2013 às 20:15

Sócrates, reaparecimento e reacções, tudo muito digno de 3º mundo. É a cafrelização.
A estupidez governamental, a condizer.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.04.2013 às 20:35

Totalmente de acordo, Teresinha: acabaremos sempre por nos vergar à pirotecnia, em detrimento do conteúdo que está escondido por baixo dela? Assusta-me a resposta.
Mas, por amor de Deus, não me mistures este ilusionista de pacotilha com a maravilhosa declaração de Sebastião da Gama...
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 01.04.2013 às 21:28

Adoro esse poema do Sebastião da Gama, Ana. Não misturo, contraponho. Angustiada com as perspectivas.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 01.04.2013 às 22:17

Bem sei, bem sei.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 01.04.2013 às 21:53

Eu acho que o Sócrates tem que contratar, rapidamente, dois ou três seguranças. Se assim não fizer, corre o risco de apanhar, sem perceber, um arraial de porrada, dos seus inimigos de estimação.
É que este país está a ficar muito perigoso...
Sem imagem de perfil

De JS a 01.04.2013 às 23:00

O Soares, o Sousa e o Tavares!?. Ele há gostos para tudo!.
Sem imagem de perfil

De rmg a 01.04.2013 às 23:18

Muito bom .
Os dois últimos parágrafos merecem atenta reflexão , muito para além das leituras rápidas que se fazem com demasiada frequência ...
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.04.2013 às 12:44

Obrigada, rmg.
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 01.04.2013 às 23:58

O meloso Coelho mais o acintoso Sócrates são a cacofonia que nos está destinada ver amplificada por uns tantos adiantados mentais à mistura com senadores de pacotilha.
A realidade, essa madrasta, vai permanecer imersa por períodos sucessivamente mais longos até que uma qualquer paranóia eleitoral a transforme em mera ficção.
A seguir mais choro e ranger de dentes até que a sorte nos bafeje com a prevalência de gente séria, se alguma subsistir para lá de um tal lamaçal.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 02.04.2013 às 04:36

Nada surpreendente. MRS, MST, MS é tudo gente do regime. Do regime que foi parar à bancarrota 3 vezes em 40 anos.
Na essencia populista.
Sócrates é uma produção dos media.
Sócrates é mais um sintoma, que uma causa.
Nunca chegaria onde chegou sem as perguntas inanes dos jornalistas , da ignorância geral, da adoração pelo circo dos gladiadores televisivos.
Pois o caminho, lógica, ADN do regime socialista é sempre caminhar para a bancarrota.
Outro que não Sócrates poderia ter sido mais lento a levar o país para a bancarrota mas o caminho inexorável é esse. Sempre.
Os Media e a Escola Publica são os sustentáculos da lógica do Regime Socialista-Populista. Um construindo um castelo de cartas, um jogo de espelhos, o outro destruindo as crianças.

Populismo que fica bem demonstrado no elogio do combate pelo combate.

Note-se ainda como a palavra "ferocidade" é empregue como elogio. Se fosse alguém de direita seria ao invés cowboyismo, intolerância, brutalidade, insensibilidade... etc...

Quanto ao último parágrafo, sobrestima os media. Não param de perder leitores e espectadores. Tal como o regime socialista a abstenção e votos brancos e nulos não para de crescer.
Sem imagem de perfil

De JS a 02.04.2013 às 13:02

Sem dúvida. ***** para os dois, TR e LL.
O poder está sistematicamente a ficar "desinstitucionalizado", na rua.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.04.2013 às 12:43

Isso é um termómetro, Laura?
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 04.04.2013 às 13:06

Doente, Teresa! Febril! É como fico com estas fénixes que teimamos em ir buscar ao rescaldo do incêndio. O que devastou essa espécie de mansão tipo Dallas em que Portugal se tornou pela mão deste homenzinho... Pindérico como ela.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D