Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sócrates

por Patrícia Reis, em 27.03.13

Sócrates parou o país. Literalmente. O telejornal foi um preview da entrevista e pouco mais, como se nada de interessante se passasse no mundo (Obama entregou as secretas a uma mulher? Será notícia? Sismo nas Caraíbas? Adiante...). José Rodrigues dos Santos fez uma espécie de crónica/comentário. A grande reportagem eram os contra e os a favor do ex primeiro-ministro às portas da RTP. Até no Japão, Paulo Portas foi incomodado com a entrevista - o fim do silêncio! - de Sócrates. Respondeu inteligentemente, como é seu timbre, e foi à vidinha e fez muito bem. Os dois entrevistadores, um deles sub director de informação, especialista em economia, não acertaram nos números e não tinham capacidade para... bom, para entrevistar um homem que, para todos os efeitos, anda há muitos anos a virar frangos nesta coisa da política e que, tendo repetido a palavra "narrativa" até à exaustão, arrasou o Presidente da República e nem mencionou o nome do primeiro-ministro (leia-se: não lhe deu importância, simplesmente, o que só prova a falta de carisma que o primeiro-ministro em funções exala). Citou Dante. O meu filho comentou: ena pá, o homem é cultural.

A seguir juntaram-se não sei quantos comentadores - não sei se pro bono, mas que importa isso depois do Sócrates ter dito que "tomava a palavra" a convite e sem receber um tostão? - para falar e analisar a entrevista. Portanto, mais uma vez, Sócrates parou o país. Só conheço outra situação similar: um jogo Benfica-Porto ou Benfica-Sporting.


16 comentários

Imagem de perfil

De jpt a 28.03.2013 às 00:23

Ou pior, a selecção de futebol em fases finais. A dar um toque ainda mais supra, patriótico, à coisa
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 28.03.2013 às 10:39

isso:) boa Páscoa
Sem imagem de perfil

De António M P a 28.03.2013 às 02:00

Deixe lá; o futebol pára o país dia sim dia não e a gente acha normal. A vantagem de Sócrates é que fala de coisas que nos interessam - cabe-nos fazer o nosso próprio trabalho crítico. Espectáculo por espectáculo, antes a discussão política (por muito controlada que seja pelo poder dominante) do que a discussão sobre o número de cantos, de cartões amarelos ou de escarradelas que um jogador produziu em 1949, 59 ou 69.
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 28.03.2013 às 10:40

Bom, como não sou adepta do futebol, compreendo perfeitamente:) boa Páscoa
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 28.03.2013 às 03:30

Aqui não parou nada. Nem o vi.
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 28.03.2013 às 10:37

Acredito, onde estou parou tudo como se fosse a bola:) Boa Páscoa
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 28.03.2013 às 19:58

Obrigado e Boa Páscoa também.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 28.03.2013 às 03:38

Patricia acha mesmo que o Sócrates parou o país? não conheço as audiências, mas seria preciso ter muita paciência para ouvir aquela "narrativa" mais de cinco minutos.
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 28.03.2013 às 10:38

Alexandre, onde estou parou, onde está não parou? Pois seja. Talvez as pessoas queiram ouvir as "narrativas" do ex PM para ver se lhe continuam a bater, se o louvam ou nem por isso. Não faço ideia. Boa Páscoa:)
Sem imagem de perfil

De cenas underground a 28.03.2013 às 08:53

Benfica-Sporting, tenho duvidas
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.03.2013 às 10:01

Obama entregou as secretas a uma mulher

Isso é verdade? Olha, não sabia.

Também, não vejo qual a importância de as ter entregue a uma mulher (ou seja, não vejo qual a importância do sexo da pessoa que comanda as secretas).
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 28.03.2013 às 10:37

Importância, Luís, não tem, as coisas de género não deveriam ter. Infelizmente, se olhar para a história verá que é um facto importante, quer a malta queira ou não. Como é importante e curioso saber que as secretas angolanas estão na mão de uma mulher. Não é tão evidente quanto isso e não, não ando a queimar soutiens por aí com um discurso do "ai as mulheres", nada disso, mas trabalho há 26 anos e sei que ter uma mulher nas secretas dos EUA é relevante e notícia. Que o seja por a senhora ter uma vagina e não um pénis é chocante em pleno século XXI? Infelizmente, mas é o que temos, basta olhar atentamente para a História (mesmo a mais recente, para não maçar muito). Uma boa Páscoa, Luís.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.03.2013 às 10:51

Eu o que francamente não entendo é por que é que isso (o facto de a chefe das secretas ser do sexo feminino, ou de o presidente ser mulato - "negro", na ótica deles), que eventualmente será importante e significativo para os americanos, o deva ser para nós, a pontos de ser noticiado cá.
Que raio devemos ter nós a ver com as taras culturais dos americanos?
Boa páscoa também para si.
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 29.03.2013 às 11:42

Luís, eu compreendo e respeito que tenha pouca paciência para as coisas que se passam na América, há muita coisa que me faz confusão para aquelas bandas. O facto do presidente ser mestiço levava-nos a muito e é sexta-feira Santa, não tenho como ir por aí, tenho de ir com o meu marido - igualmente mestiço - às coisas da família. O facto de não se importar com quem é quem nas secretas, eu respeito igualmente. Em ambos os casos, teremos de concordar, de forma gentil, que concordamos que discordamos. O facto de alguém novo, independentemente do género, que está nas secretas americanas há mais de 20 anos, ser mulher, passar a chefiá-las tem influência no que se passa no país, no nosso país e em outros. Chamam-se secretas, não é suposto sabermos o que fazem? Pois. Uma boa Páscoa, Luís, com a família ou com as pessoas que mais gosta. Bj
Sem imagem de perfil

De Bartolomeu a 28.03.2013 às 11:50

E... para além de citar Dante, ofereceu de bandeja a solução para a crise: parar de escavar mais; no fundo do buraco!
Sem imagem de perfil

De beirão a 28.03.2013 às 18:45

Aquela 'narrativa' da criatura, bolçando mentira em cima de mentira, negando a pés juntos qualquer culpa sobre o estado da bancarrota, de que ele foi de longe o principal responsável, deixou-me à beira da náusea e, não sendo eu masoquista, mudei logo de canal.
Ter de levar com com uma criatura destas, um mentiroso compulsivo, era o que faltava.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D