Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Europa "grillada".

por Luís Menezes Leitão, em 01.03.13

 

No Brasil usa-se muito a expressão "grilado" no sentido de aborrecido ou preocupado. É precisamente o estado de espírito que grassa na Europa depois do extraordinário resultado obtido por Beppe Grillo nas eleições italianas e do regresso à ribalta de Silvio Berlusconi. Na Alemanha o líder do SPD, Peer Steinbrück, em mais uma demonstração da tradicional arrogância germânica, referiu ter ficado chocado com a vitória de dois palhaços. Talvez lhe devessem ter respondido que os italianos gostam mais de palhaços do que de fantoches. Mário Monti, embora tenha feito um bom governo, não passava de um fantoche dos mercados, nunca tendo sido eleito por ninguém. Foi Primeiro-Ministro e como se viu vale eleitoralmente menos que qualquer cómico que surja na política italiana. Ora, nesta fase de crise não há nada pior que um Governo sem legitimidade democrática. Os aspirantes a Monti que se lembrem disso.

 

E, no entanto, o desespero pode levar os eleitores a fugir completamente aos partidos tradicionais, mesmo que seja para eleger palhaços. Há uns anos, ficou célebre no Brasil o slogan do palhaço Tiririca: "Vote no Tiririca, pior do que está não fica". E de facto o palhaço Tiririca lá foi eleito para o Congresso, tendo depois renunciado porque o achou um aborrecimento. Beppe Grillo não é, porém, um Tiririca. Goste-se ou não, é alguém que apresentou um projecto eleitoral e conseguiu 25% dos votos, tendo que ser tomado em consideração para a formação de qualquer governo. Não estou a ver como vai ser possível, no entanto, os outros partidos entenderem-se com ele. Mas uma repetição das eleições seria como dizer ao eleitorado que se enganou, o que até poderia reforçar a votação de Grillo.

 

Por cá, tenho igualmente receio que o eleitorado, completamente desesperado por uma governação sem soluções, e com uma crise que todos os dias se agrava, também caia em qualquer canto de sereia de que "pior do que está não fica". Depois dos protestos contínuos a que temos assistido nos últimos dias, vamos ver no que vai dar a manifestação do próximo sábado. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Beberica a 01.03.2013 às 09:13

Pssoalmente, o meu coração enternece-se com a proposta de Grillo de se trabalhar 20 horas por semana em vez de 40. Se por aqui aparecer alguém que faça o mesmo e que, já agora, jure baixar a idade da reforma para os 40, tem o meu voto, sem espinhas.
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 01.03.2013 às 09:18

Falta de originalidade dos italianos. Nós há 39 anos que andamos a votar em palhaços.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.03.2013 às 11:04

Caro Luís: tal como tu, acho incomparável o Grillo ao Tiririca - e as eleições brasileiras às italianas, de resto. Nem diabolizo sequer as opções populistas dentro do sistema democrático: as minhas precauções, que vêm de longe, são sempre contra o populismo antidemocrático que não vai a votos nem expressa a vontade nas urnas.
A comparação, creio, nasceu de uma 'boutade' do 'Financial Times' depois levada a sério nesta onda habitual das redes sociais de corta-e-cola onde o dedo polegar demasiadas vezes cumpre a função destinada aos neurónios - mal que parece ter afectado também o líder social-democrata alemão. Quando disse o que disse, sem o saber, estava ele próprio a fazer uma declaração digna de um palhaço...
Em Itália há de momento três cenários: um entendimento "à esquerda" (mas como considerar BG de esquerda se ele dispara em simultâneo contra a esquerda e a direita, e é contra a naturalização 'ipso facto' de filhos de imigrantes com base no 'jus soli', bandeira bem visível da esquerda italiana?), uma "grande coligação" (com um putativo abraço de Berlusconi a Bersani que este terá toda a conveniência em recusar) ou novamente um Governo de catedráticos extra-políticos, versão Monti parte II, a designar pelo velho e respeitado Presidente Napolitano - que, no entanto, está mesmo à beira do fim do mandato, que termina em Maio.
Esta última solução - que já não poderia contar com Monti, humilhado nas urnas - seria sim, a meu ver, não-democrática nem respeitadora da vontade popular. Concordo com as tuas precauções, e partilho-as, mas se os partidos (o que inclui o movimento de Grillo, que obteve 8,5 milhões de votos) não produzirem uma solução governativa o menor dos males é ouvir novamente os eleitores.
Tal como sucedeu na Grécia, aliás, e com bons resultados atendendo às circunstâncias. Felizmente a democracia, como a política em geral, tem horror ao vácuo.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 01.03.2013 às 18:05

"embora tenha feito um bom governo, não passava de um fantoche dos mercados"

Verdade?
Nenhum dos governos por cá, que nos dedicámos em 40 anos a subir a dívida de 15% do PIB para 120% PIB seria eleito sem os mercados.

Um Governo com Défice é um Governo que precisa dos mercados. E nunca se ouviu um político a falar de 0 défice.
Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 01.03.2013 às 19:23

O Presidente Napolitano, nessa altura, de visita à Alemanha, cancelou um jantar que tinha marcado com Peer Steinbrück.

Este senhor é o adversário de Merkel nas eleições alemãs, salvo erro, em Setembro. Tem sido muito criticado neste país e não só por ter apelidado Berlusconi e Grillo de palhaços. Desde que foi eleito pelo seu partido para candidato a chanceler, tem metido a pata muitas vezes na poça, principalmente, por declarar que, vencendo as eleições, a sua primeira medida será aumentar o salário do chanceler, ou seja, dele próprio.

Os parceiros de coligação naturais do SPD, os Verdes, também o criticaram muito pelas declarações sobre os políticos italianos (além da CDU e do FDP), o que prova que nem todos os alemães são arrogantes.

Conclusão: prevê-se mais uma vitória de Merkel, não tanto por mérito próprio, mas pelas pataquadas do Sr. Steinbrück!
Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 03.03.2013 às 12:26

"patacoadas", desculpem!
Sem imagem de perfil

De JS a 01.03.2013 às 22:47

Claro como água.

http://www.zerohedge.com/news/2013-03-01/down-reform

Que tal ir pensando seriamente numa saída ordenada do Euro?. Quanto mais cedo, melhor.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2013 às 09:27

Se há algo que Beppe Grillo representa muito bem é o guião de um povo muito "grilado".
Grilado com doutos fantoches que, manipulados por palhaços, pretendem transformar um povo em fantoche de palhaços.
Nas mãos destes grandes fantoches, adornados de palhaços, um povo muito grilado decidiu mostrar o grilo oferecendo ao Grillo sua alface.
Tudo isto é um grilo, deixando abundantemente grilados os fantoches adornados. Esquecem os fantoches adornados que estas reacções griladas não são mais que as serenatas do grilo que só canta durante a noite.
Noite escura que são trevas, trevas por demais escuras quanto mais os fantoches, adornados por palhaços, transformam países em circos tirando aos grilos a alface.
Não bastando estes fantoches, adornados de palhaços, outros fantoches longínquos querem entrar na palhaçada:

http://www.jornaldenegocios.pt/opiniao/visto_por_dentro/celso_filipe/detalhe/carta_aberta_ao_director_do_jornal_de_angola.html

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D