Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Do ginásio. Regresso ao Futuro

por Marta Spínola, em 23.02.13

Fui aos 10 anos para a ginástica rítmica. Nada de competições, era tarde para isso. Eu queria era saltitar com fitas e arcos, e fi-lo em grupo pelo pais. As Besuguinhas, chamavamo-nos. Depois a minha professora foi para o Benfica e a classe desfez-se. Comecei a andar pelas aeróbicas, steps e localizadas até à faculdade. Depois disso só voltei a um ginásio por 2003, mas não durou muito. Retomei uns anos mais tarde e voltei a parar até agora que, quero crer, é para manter.

Isto é um post a mim, se pudesse falar com a eu de 15 anos.

 

"Querida tu (eu)

 

Agora os ginásios são diferentes. Mais que isso, chamam-lhes health clubs e trata-se um pouco disso mesmo. 

Usam-se os balneários e não é só para trocar os ténis por sapatilhas ou pontas tomam-se banhos, secam-se cabelos, aplicam-se cremes. Os ginásios são melhores, mas também há gente a circular de todas (e quaisquer) maneiras no balneário, abstrai.

Sabes quando vês quem agarre o calcanhar em vez do peito do pé nos alongamentos? Vais estar assim, lamento. Há esperança, podes voltar ao antes, mas uma ou outra aula ainda o farás assim. Tem coragem e enfrenta o mundo de mão no calcanhar temporariamente.

Pasma: ainda tens bastante flexibilidade, mas esquece definitivamente a perna esquerda à frente numa espargata, mantém-a direita e corre bem. Tudo ok com as mãos ao chão e a cabeça nos joelhos com as costas direitas, já não é mau. A postura continua a ser importante, a expressão podes deixar cair, já não estás em Torres Vedras de fita rosa a esvoaçar. Por outro lado, vais preferir aulas de grupo e coreografias, podes sempre usar um sorriso. 

Há pessoas de todas as idades, gostos e géneros. Há aulas para todos. Ao molho e fé em Deus. Vais quase enlouquecer quando as pessoas não sabem colocar-se em xadrez para optimizar o espaço na aula. Vais ficar azul com as pessoas que guardam lugar para outra que nunca mais chega numa aula. Vais rir das tricas e intrigas de aulas trocadas (os horários são rotativos, não é bestial? vais achar que sim, contra quase toda a gente). Inspira e vai rindo. Escreve posts em blogs (vais gostar disso). 

Vais nunca perceber a descoordenação das pessoas, como é que na rua andam movendo o braço contrário à perna, e no step sobem com o do mesmo lado? Nisso e acertar passos com braços não terás problemas. Vais querer fazer tudo o que são aulas de danças e saltos. Não serás tough a dançar como imaginas que podes ser. Mas não desistas! Trabalha o fôlego. Respira. Vai correr mais vezes. Eu sei que não vais, mas fica dito.

Há mais instrutores como o Rui, descansa. E mais bem dispostos até. Há opções para quem inicia as aulas e vais achar que para ti são só mesmo para quando estiveres prestes a cair para o lado. Há músicas que não terás no mp4 (depois vês o que é) mas delirarás dançar em sala. E há (os mesmos) instrutores que dizem "estamos no Brasil, mostrem os cocos", vai-te mentalizando que não podes ser transparente por mais que treines o "sou um vaso ming sou um vaso ming sou um vaso ming". Cora se tiver de ser, mas não pares, mexe-te.


10 comentários

Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 23.02.2013 às 14:12

Belo texto Marta. Que também foi escrito para mim, apesar da minha mobilidade ser, certamente, inferior à tua e os anos superiores aos teus.
Também eu fiz esse percurso até ao ginásio. Mas aí e face ao que vi – e vejo bem -, tive a certeza que aquilo não era para mim e que iria sair de cada sessão mais irritada do que poderia lá ter entrado.
Estou, neste momento, a encarar Pilates. Nem sei se irei conseguir de tão “seleccionada” me ter parecido a gente que por lá encontrei...
Talvez acabe a dar a volta ao quarteirão e a dizer para mim “vá, Helena, mexe-te!”
Imagem de perfil

De Marta Spínola a 02.03.2013 às 15:05

Tem de ser mesmo assim, quando e onde nos sentirmos bem. Eu entro numa aula e faço-a, evito pensar ou olhar muito em volta. Acima de tudo neste momento tento divertir-me com as aulas que escolho. E consigo.
Mexamo-nos, Helena. Nem que seja em voltas a quarteirões ou à beira-mar (também pratico).
Sem imagem de perfil

De da Maia a 23.02.2013 às 15:09

Cara Marta,

essa é uma ideia original, pelo menos no que me diz respeito. Já fiz o contrário, um texto para o "eu" futuro, e é sempre engraçado confrontarmo-nos com o que pensávamos há umas dezenas de anos atrás.
É ainda mais estranho quando descobrimos o significado das palavras, e vemos que a mensagem estava certa, só que ainda não a sabíamos interpretar...
Ora, isso deixa as coisas mais enigmáticas, pois a fluidez das palavras parece ajustar-se aos tempos.

De entre os textos a ler no futuro, aconselho um que o Pacheco Pereira escreveu hoje:
http://abrupto.blogspot.pt/2013/02/o-numero-que-esta-tatuado-nos-bracos.html

No fundo a estrutura aparece-nos como uma ameaçadora montanha, em que parece que somos nós ou ela, e só mais tarde perceberemos que seremos ambos.
Imagem de perfil

De Marta Spínola a 02.03.2013 às 15:10

Obrigada. Ao contrário nunca fiz, talvez me assuste não conseguir a ligação que farei ou não com o que previ.

Obrigada, li a sugestão.
Sem imagem de perfil

De jose a 23.02.2013 às 17:18

Se esse rui for por acaso lúcio, como em rui lúcio, tenho-lhe a dizer que tem aqui um colega que a segue nestes meios.
Imagem de perfil

De Marta Spínola a 02.03.2013 às 15:10

:) Creio que era Mendes. Não sei se Lúcio.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 24.02.2013 às 15:40

Marta, se eu escrevesse ao meu eu de 15 anos sobre ginásios, seria para lhe dizer: "Esquece isso, os ginásios são uma chatice. Um dia hás-de fazer caminhadas ao ar livre pelo paredão do Estoril ou pela Serra de Sintra, de manhã bem cedo e com música nos ouvidos - numa coisa que ainda hão-de inventar e se chamará Ipod - e vais ver como é incomparavelmente melhor do que estar a caminhar numa passadeira de dois metros a olhar para ti própria, a única paisagem que um espelho te permite. Ah, e vais fazer yoga. Isso sim, vale a pena." :-)
Imagem de perfil

De Marta Spínola a 02.03.2013 às 15:12

Gosto muito de caminhadas pelo paredão e faço-as. Com o aproximar da primavera e estando desempregada, é das coisas que me anima, confesso.
Ah yoga... acho sempre que não tenho maturidade e por respeito, ainda não me aventurei :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.03.2013 às 15:55

Marta, as minhas aulas de yoga estão cheias de universitários. E há yoga para crianças, até. Quanto mais cedo se começa maior flexibilidade se consegue. Experimenta, é o que te aconselho. :-)
Sem imagem de perfil

De Cat SaDiablo a 11.03.2013 às 21:16

O Benfica já a lixar-te a vida! (neste caso a ginástica)

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D