Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Da tal angústia, meu velho

por Gui Abreu de Lima, em 27.01.13

 

 

Aqui, da Lisboa onde me encontro, que em sorte me calhou este romântico Chiado e uma rua que acaba em rio azul – que meu braço atirado à janela lhe sente a aragem e os olhos míopes me enervam, que não distinguem o que vai nos azulejos que meu vizinho da frente exibe desde o tempo da senhora D. Maria II – sinto-me muda de palavras, essas mesmas que respeito não conhecem, se esgatanham todo o tempo cá por dentro e chegam quando bem lhes apetece. Tenho quilómetros delas e tantas vezes duvidei que fossem minhas. Impossíveis de tanta força. Densas como nunca fui, leves como horas bem passadas. Gozam que nem perdidas, como se fossem donas de todas as avenidas. Ohh, e rimam. Quem manda em ti, sou eu, segredam elas. Engraçadinhas. Quantos estragos já provocastes? Tendes noção? Claro que não. Desgraçadas. Sabem que tenho de escrever à sexta-feira, que a sensação é a de não ter eira nem beira. Aqui, deste Chiado onde me encontro, turvou-se o céu de uma noite que promete, acedem-se todos os candeeiros, e eis-vos, a bailar sem passo certo. Pára com a dança. Agora, nem que queiram, vos soletro. Tenho o meu orgulho e não aturo. Se me der, sou bem capaz de aprimorar uma nova Língua, outro alfabeto. E vós, nem para eco prestarão. Pois se é esta a resposta que dão. A nega, a tampa... ingratas! Logo agora. Quando preciso mais de vós. Ficai. Falai sozinhas, como loucas, presas, encurraladas nas vossas bocas. Eu já me vou. Ah! Não. Agora é tarde. Escusais de ensaiar alarde. Tende um riquíssimo fim-de-semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 27.01.2013 às 13:01

A delícia que é ler-te, Gui!
Essa guerra ganhas tu: Gui-1 / Palavras-0
Imagem de perfil

De Gui Abreu de Lima a 27.01.2013 às 13:09

Tem dias, tem dias. E que honra, agradar-te a prosa.
Sem imagem de perfil

De da Maia a 28.01.2013 às 00:43

Cara Gui,

as palavras esvoaçam num mesmo éter, a que uns chamam acaso... mas não façamos caso do casino.
A casa onde se conjugam é o verbo... e este seu texto, bem como a observação do Pedro Correia sobre a "tensa relação entre a palavra e o silêncio", sugeriu-me que a mesma palavra andou a brincar em diversas cabeças ao mesmo tempo, como se não conhecesse as restrições espaço-temporais que a obrigam a ficar muda.

E para vermos a irreverência da palavra "mudar", veja só o que ela me conjugou:
- Eu muda,
- Tu mudo,
- Ele não muda.
- Nós mudos,
- Vós não mudais,
- Eles mudam.

Esta é uma versão menos trocos e mais "change", só ao alcance de uma língua que muda, muda não pela forma, mas sim pelo entendimento.

Abraçadabra,
da Maia

(*) é mesmo "abraçadabra" e não "abracadabra", que é uma má transliteração do grego, com uns milhares de anos.
Imagem de perfil

De Gui Abreu de Lima a 28.01.2013 às 23:40

Abraçadabra, da Maia
Bem caçadas essas 'mudas' ;)
À Sua!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2013 às 22:11

@tão vamos a uma milonguita:

http://www.youtube.com/watch?v=8J-ueKepEJw

http://www.youtube.com/watch?v=1AnUL70gQho

Tende uma riquíssima semana, o mais endiabrada possível!
Imagem de perfil

De Gui Abreu de Lima a 28.01.2013 às 23:42

segunda de cão. mas já está e já ninguém ma tira.
amanhã é que vou ouvir as milongas, eheh, se não me chatear pelo caminho.
bo@ semana :)
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 28.01.2013 às 22:30

Elas que se vão, as muito sacanas, se for para te ler assim.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.01.2013 às 22:50

Belíssimo texto, Gui. Gostei muito.
Imagem de perfil

De Gui Abreu de Lima a 28.01.2013 às 23:33

Obrigada colegas :)
À do Delito!

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D