Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Arménio Claros

por Rui Rocha, em 27.01.13

Secretário-geral da CGTP chama "rei mago escurinho" a representante do FMI.

Autoria e outros dados (tags, etc)


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Copabacano a 27.01.2013 às 10:50

O camarada precisa claramente de ver isto:

http://www.youtube.com/watch?v=0qg7UOMIcj4&feature=player_embedded
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:05

O bem que lhe fazia.
Sem imagem de perfil

De GONIO a 27.01.2013 às 10:55

Como é um comunista a chamar isto aos outros, fica bem.
Se fosse um não-comunista a chamar coisa menor a outro, seria imediatamente trucidado na praça pública.
Mas eles é que têm razão e são bem pensantes, pois claro.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:06

Sim, a maioria dos jornais nem sequer mencionam o facto. E também só o CM refere o tipo de linguagem utilizado por Mário Nogueira.
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 27.01.2013 às 11:16

Se a minha vista não me engana o homem não é de raça branca. O problema é que não chamou aos outros dois branquinhos...........teria ficado melhor na fotografia.
Porque será ofensivo chamar preto a um preto? O problema não é o que ele disse, mas sim a forma como o fez.
São estes os homens que estão á frente dos destinos daquele rebanho.
E a FRENPROF não se manifesta? se não se manifesta é porque apoia, e apoiando, estarão á frente dos nossos filhos para os ensinar, um bando de racistas?

Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:06

Concordo. O problema é que não referiu que os outros reis magos eram clarinhos.
Imagem de perfil

De Gui Abreu de Lima a 27.01.2013 às 12:59

Saltar-lhes estes perdigotos, é de utilidade pública. Fica a gente a saber que teor de sal lhes corre nas entranhas. Ponderamos, então, passar a ouvir-lhes os discursos de boca e olhos fechados.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:07

Exacto, Gui. A conhecê-los pelas patacoadas e barbaridades que vão dizendo e que os definem.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 27.01.2013 às 15:40

Peço desculpa o Abebe Selassie é branco?
Bem me parecia que tenho de trocar de óculos.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:08

Pena Carlos não ter feito referência aos clarinhos que integram a troika.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 27.01.2013 às 22:27

São negros, os outros membros da troika?
Porra tenho mesmo de ir trocar de óculos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.01.2013 às 22:43

Você é vermelhinho, Jojó.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 28.01.2013 às 23:17

Tem toda a razão, sou do Benfica mas também do grande
Atlético Clube de Portugal.
Como pode constatar, pluralista e democrata.
De nascença.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.01.2013 às 23:25

Você em tempos também tiveram um "rei escurinho" no Benfica. Deve ter sido aí que o camarada anti-racista se inspirou para proferir aquela frase tão elegante e civilizada.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 28.01.2013 às 23:38

Acho uma graça tremenda a quem se ofende, por alguém chamar escurinho a um negro.
E chega ao pé de um amigo que é branco e lhe diz após reparar que ele está bronzeado, é pá estás preto.
Como gosto de ver estes indignados, distraindo o pessoal
da miséria em que vive este país.
Como se chama esta gente?
Imagem de perfil

De jose-catarino a 27.01.2013 às 16:27

Em tempos, li um artigo que situava os etíopes nas raças brancas de pele negra, tal como considerava os Ainos (Japão) negros de pele branca. Segundo esse texto, o que define a raça não é apenas a cor da pele, mas um conjunto de pormenores físicos, como a pilosidade, nariz, lábios, e outros de que me esqueci.
Mas o que está em causa é o insulto e não a respectiva fundamentação. Também não aprecio o cavalheiro e as suas conferências de imprensa. E pergunto-me se, por partilhar o mesmo apelido, o senhor da Troika não será descendente do último imperador da Etiópia.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:10

Creio que o problema está exclusivamente na necessidade de referir concretamente esta pessoa e não as outras, com um único critério, manifestamente inaceitável, a ditar a diferenciação.
Sem imagem de perfil

De Teresa Castelo a 28.01.2013 às 11:05

O problema está aí e não só. "Escurinho" tem uma conotação paternalista, de superioridade. Falar dele como se fosse uma criança por ser africano, é das coisas mais racistas que há.

Já vi muita esquerda referir-se ao senhor, que pode ter os seus defeitos não sendo porém a sua origem e cor um deles, em termos que nunca admitiriam se fosse a direita a fazê-lo. É uma hipocrisia que deve ser denunciada.
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Correia a 27.01.2013 às 16:49

Primeiro, declaração de interesses: não simpatizo com a gente “troikiana”.

Este exemplar de sindicalista retrata uma boa parte da classe dirigente deste país. Na minha opinião, maior do que o défice financeiro/orçamental, o nosso maior défice relaciona-se com a incompetência, a falta de bom senso, o débil sentido comunitário e, consequentemente, os elevados níveis de corrupção (ou clientelismo). Este sindicalista (?!) é um entre muitos energúmenos que pastam um pouco por aí... A forma racista desta frase só podia ter origem num autêntico energúmeno. Por sua vez, uma boa parte da comunicação social e outros moralistas “do costume” tentarão abafar e relativizar esta postura energúmena. Por que será?
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.01.2013 às 21:10

Fica a pergunta, Gonçalo.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 28.01.2013 às 05:21

"Por que será?"

Porque são de Esquerda e das redacções às direcções estão cheias de gente de Esquerda. Logo é uma Não Notícia.
Salva-se o Correio da Manhã.
Sem imagem de perfil

De Honolulucas a 27.01.2013 às 21:56

Imagine-se o que aqueles em que estou a pensar não diriam se Mitt Romney se referisse a Obama como o "escurinho do Hawai".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2013 às 12:31

Há algo que eu não entendo na tão indignada gente: O cavalheiro é ou não é escurinho? Que é que tem de mal chamar escurinho ou chocolatinho a um escurinho e chocolatinho?
Creio que se anda a fazer uma tempestade num copo de água. Já Marcelo, ontem na TVI, veio com a mesma conversa. Professor Marcelo, como não há escurinhos e clarinhos? Há sim senhor. Hoje vive-se o preconceito de se ser bem, de não se ser racista e, como tal, não se pode chamar escurinho a alguém que é escuro. Mas isto é preconceito de quem diz não o ter.
Sem imagem de perfil

De marta a 28.01.2013 às 18:16

escurinho, dêem-se as voltas que se vierem (ou não) a dar, é sempre de um paternalismo racista tremendo.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D