Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os boys da função pública continuam bem, obrigado. Os bois que saíram foram os do presépio


4 comentários

Sem imagem de perfil

De XVI a 06.12.2012 às 16:26

Os bois e os burros.
Sem imagem de perfil

De Outside a 06.12.2012 às 23:50

Porra! Precisava deste humor físico em mim; humor negro o sinto deste há demasiado tempo.

Bem pá; bom momento.

Abraço Rui.
Sem imagem de perfil

De Estúpido a 07.12.2012 às 15:46

Ele está a referir-se aos concursos "normais" da função pública, que são zero. Porque as admissões estão congeladas há muito. Ou então fala de concursos cujos vencimentos rondam os 500euros. Nesses sim acredito que não hajam boys. Porque os boys, não se ficam com 500. É vê-los a receber 1450euros, sem CV para a função e 12º de escolaridade. "mai nada"!..
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.12.2012 às 16:41

Não há dúvida nenhuma que continuamos a ver conversa fiada. E podemos começar a ver essa conversa fiada nos ditos critérios de selecção: aqui convém referir que não existe ninguém, mas ninguém mesmo, que tenha a percepção e a capacidade de avaliação de todos esses requisitos que vão apresentados pelo tal de Bilhim. Na realidade os critérios de selecção, em toda a parte, aparecem só para preencher espaço, quer no público quer no privado. E isto por uma razão muito simples, nem quem recruta os possui; e quem não possui não pode avaliar. Em resumo, contrata-se por necessidade, ou por amizade, ou por estratégia, e corre-se sempre o risco de dar um tiro no escuro ou no pé. Sejamos abertos às nossas limitações e deixemo-nos de conversa fiada! No estado devia haver mais moralidade, porque pagamos todos aquilo que convém somente a alguns.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D