Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Europeias (19)

por Pedro Correia, em 09.05.09

   

 

 QUANDO SE ESCOLHE NÃO SE COMPARA?

 

Lamentável, a entrevista de Manuela Ferreira Leite hoje ao novíssimo diário I. Não por falta de mérito da entrevistadora, Maria João Avillez, autora de algumas das melhores entrevistas publicadas nos últimos 30 anos na imprensa portuguesa. Todo o demérito é da presidente do PSD.

Reparem só neste trecho, que transcrevo com a devida vénia:

 

Mas vetou Marques Mendes na Europa.

Há aí uma confusão: eu não excluí ninguém, escolhi uma pessoa.

Preferindo-a a Marques Mendes?

Não, não preferi porque não fiz comparações. Escolhi. E há muito que tinha escolhido o Paulo Rangel. Estava escolhido, não fiz exclusão de ninguém.

 

Reparem só: Manuela Ferreira Leite admite ter escolhido "uma pessoa" para liderar a lista social-democrata às europeias sem ter feito comparações. Não sou eu a dizer isto: é ela a confessar em discurso directo. E garante que não excluiu ninguém - como se escolher não implicasse exclusões.

Certamente alguém se espantará que possa ter escolhido sem comparar, como ela confessa.

E eu, fiquei surpreendido? Claro que não.

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 09.05.2009 às 23:49

Prefiro destacar a introdução que Mª João Avillez faz à entrevista: "(...) não fiquei surpresa, sei que é comunicativa. Mas e o país, saberá? Saberá que esta mulher que a televisão lhe mostra de rosto fechado e por vezes zangada, é afectuosa, gosta de comunicar, ama a ordem, pratica o rigor sobre todas as coisas e trabalha muito?"

Comunicação e imagem são os grandes calcanhares de Aquiles de Manuela Ferreira Leite. Há equívocos e gaffes a mais, concordo. E tenho pena, porque sei que ela vale mais do que aquilo que consegue mostrar.

Pronto, já podem começar a bater-me.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.05.2009 às 23:55

Para mim, a comunicação ainda é pior que a imagem, Ana. Como este pedaço da entrevista que transcrevo indica. Amanhã volto ao assunto, com outro tema que me parece ainda mais significativo.
Sem imagem de perfil

De 100anos a 10.05.2009 às 00:31

Pois eu acho que a Tia Manuela é uma mulher autêntica.
Até nas atrapalhações e faltas de jeito com a comunicação social ela é autêntica.
Nunca votei à direita, não tenciono de forma alguma votar no PSD e acho que nunca vou "perder a virgindade" nesse aspecto, mas dou comigo a simpatizar instintivamente com a senhora.
(Espero que o fenómeno seja passageiro e que não seja contagioso, mas já me apercebi de que não vou lá com aspirinas ou ben-u-rons).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 00:37

Entendo o seu ponto de vista, e acho louvável a sua independência de espírito na análise da política nacional. Mas o problema de MFL vai muito mais longe do que a simples dificuldade de expressar ideias: o problema dela é a ausência pura e simples de ideias, como procurarei sublinhar noutro 'post' mais adiante.
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 10.05.2009 às 00:37

Não vejo nada de estranho nessa resposta nem concordo que MFL tenha problemas de comunicação ou de imagem. Eu, por mim,agradeço um pouco menos de comunicação e de imagem, e acho que não estou sozinha nisso. Veja-se o anúncio da Coca Cola. Que eu saiba, é a primeira vez que surge uma pessoa com rugas. Que descanso...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 00:45

Cristina,
Acho estranho que a líder do partido tenha escolhido o cabeça de lista às europeias sem o comparar com outros possíveis candidatos, como ela confessa. Um político não deve tomar decisões desta maneira, parece-me. Rangel tem qualidades? Tem. Mas o Parlamento Europeu será melhor palco para ele, nesta altura, do que a Assembleia da República? Tenho as maiores dúvidas.
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 10.05.2009 às 00:51

Pedro, eu acho que Rangel é o melhor trunfo de MFL neste momento por isso tem que ser jogado no primeiro acto eleitoral, para inverter a tendências das sondagens. Nesse sentido, acho que é uma escolha óbvia.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 01:02

O problema, Cristina, é que ele seria muito mais eficaz para o PSD se continuasse no Parlamento português do que transitando para o Parlamento Europeu. Os combates políticos decisivos para o partido vão travar-se em São Bento, não em Bruxelas ou Estrasburgo. Na entrevista, MFL nada diz em concreto que possa justificar esta opção.
Sem imagem de perfil

De Chloé a 10.05.2009 às 05:27

Portugal no seu melhor.
Eu nem o conheço, Pedro Correia, mas como costumo lê-lo, esta sua saída deixou-me a suspirar.
De desalento...
Nunca fui de Messias nem Sebastiões , nem Anti-Cristos .
Só que em Portugal esta resmunguice entediada e permanentemente insatisfeita tornou-se profissão, velha e re-velha quanto o rotativismo.
Somos assim, nós, os nativos: - morremos de sede à beira da fonte.
Por tudo e mais alguma coisa mas, acima de tudo, porque sim.

Triste gesta.
Poor us :-(



Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 10.05.2009 às 10:22

Não concordo nada contigo, sinceramente.

Li a entrevista toda e, tirando um ou outro ponto menos bom, como é o caso desse, a entrevista está excelente. A 'velha' portou-se muito bem, mesmo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 10:28

Totalmente em desacordo, Tiago. No essencial, nada disse - ou mais valeria não ter dito o que diz. Daqui a umas horas explicarei aqui o que quero dizer. Destacas o quê daquela entrevista? A separação de águas relativamente ao 'bloco central'? Chega com duas semanas de atraso. A polémica só está aí, na praça pública, graças a MFL devido às declarações canhestras e atabalhoadas que prestou ao Mário Crespo. Agora corrigiu o tiro. Nada haveria a corrigir se tivesse falado claro da primeira vez.
Quanto ao resto, meu caro, tudo muito fraquinho. O modo como chuta Marques Mendes para canto fica-lhe mal. A justificação que dá para a 'escolha' de Santana em Lisboa é de deitar as mãos à cabeça. E fico-me por aqui.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 10.05.2009 às 17:26

Totalmente de acordo, Pedro. O "nihilismo" de MFL é de tal forma confrangedor, que a introdução à entrevista, feita pela Maria João Avilez, soa a um pedido de desculpas aos por não ter conseguido extrair da entrevista uma única ideia da líder do PSD.
Confrangedor!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 23:50

Pois, Carlos. Achei profundamente decepcionante a entrevista. Cheguei a pensar que ao menos a Maria João conseguiria arrancar um pensamento mais elaborado a MFL. Mas não foi assim.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.05.2009 às 20:54

qUEM ESCOLHE EXCLUI À PARTIDA NÃO? aNDAMOS COM QUESTÕES SEMÂNTICAS À FALTA DE ARGUMENTOS. pAULO rANEL É MUITO BOM E VITAL É MOFO COMUNISTA, ALIÁS OS CANDIDATOS DO PS SÃO BONS, SÓ ASSINAM O NOME , SE VIER A cÂMARA...... PENSAM QUE SOMOS ESTÚPIDOS?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 23:48

Esse teclado anda a precisar de arranjo. Achei as letras um pouco... invertidas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.05.2009 às 09:13

Pena que não tenha comentado o conteúdo. Gostos. Espero que melhore da sua tendinite aguda. Porque não escreve sobre as declarações de Elisa Ferreira? Essas sim, dignas de valor. Porque não escreve sobre o Rodeo Drive de Sócrates? Meu Deus, quando nos livramos de tendinites?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.05.2009 às 11:37

Boas perguntas. Aqui vai mais uma. Porque tem vergonha de usar o seu próprio nome?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.05.2009 às 16:58

Declaro que não gosto de mexer em computadores.
Declaro que nem tento aprender mais que o óbvio, mas ,se isso o incómoda tanto aí vai, Ana Maria Farinha, a própria, anónima neste mundo graças a Deus.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.05.2009 às 12:02

E por que não escreve sobre o que quer que os outros escrevam?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.05.2009 às 13:54

E se têm alguma coisas contra quem não coloca o seu nome, porque é que aprovam os respectivos comentários?

Será porque assim ficariam a falar apenas uns com os outros, como se vê por esta caixa de comentários?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.05.2009 às 14:02

Vê-se, vê-se. Por isso é que você está aqui, não é?
Sem imagem de perfil

De Borges a 11.05.2009 às 15:37

Francamente Sr. Pedro Correia. Não encontrou mais nada com que implicar? A resposta de MFL é perfeitamente natural numa lider política. Se as gaffes de MFL fossem deste tipo e não houvesse outras, seria excelente. Não li a entrevista. Mas se os críticos se agarram a isto é porque não devem ter mais nada que criticar.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D