Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pastoral paternal

por Cristina Ferreira de Almeida, em 09.05.09

O que terá levado a rapariga gaga a pôr uma bomba que matou uma pessoa no posto dos correios? A angústia atormenta o  pai, cidadão sem mácula, filho de imigrantes, fruto perfeito do american dream. Angustia-me a mim, a tentar ler a Pastoral Americana numa praia deserta, se não contar com aquela família tão barulhenta. O pai revê momentos da infância da filha, os esforços, os efeitos, e tenta encontrar a culpa que terá tido no desfecho brutal da vida da criança, criada para ser perfeita. Mas os gritos da família na praia sobem de tom e desisto do Philip Roth para os observar. Um pai joga à bola com dois filhos pequenos. Pai pesado, sedentário, num esforço gigantesco de corrida pelo areal em simultâneo com um relato histriónico dos passes e dos remates. Pai finge sempre que falha, filhos pequenos estão convencidos de que ganham, nem respiram de felicidade. Pai cai muitas vezes na areia, com a barriga dilatada a arfar, sem nunca deixar de gritar as vitórias dos filhos. Amanhã vai pagar caro este esforço desumano. Sei o que o vai consolar: a ideia do "tempo de qualidade", lido nas crónicas de pedopsicólogos bem intencionados. Serão os filhos cidadãos perfeitos, pela esforço deste amor? Serão os filhos imperfeitos porque os revolta tão parco intervalo de felicidade numa rotina quase sem pai? A dúvida podia não ser relevante, podíamos ficar pelo quadro do pai que joga à bola com os filhos pequenos, não fosse a nota de desespero na estridência da sua voz.

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 09.05.2009 às 19:39

É o engodo do tempo de qualidade a substituir o tempo, sem mais. Mas é o que resta aos pais de hoje, não é? Arriscam uma apoplexia na praia para poderem dormir descansados, ou quase. Esta foi forte, Cristina.
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 09.05.2009 às 22:45

Bem sei que não nos resta mais nada, Ana. Mas penso se a representação de pais perfeitos que o "tempo de qualidade" nos exige será benéfica para os nosso filhos...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 09.05.2009 às 23:12

Essa é a grande questão, Cristina. Porque não somos pais perfeitos, e porque o "tempo de qualidade" é tão pouco que não admite falhas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 00:08

Excelente crónica, Cristina. Tu às voltas com as personagens do Roth, sempre tão intensas, eu às voltas com o Raskolnikov, com as suas eternas inquietações.
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 10.05.2009 às 00:33

Obrigada, Pedro. Este livro é o melhor que li de Roth até hoje, aconselho vivamente. Depois me dirás do teu livro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.05.2009 às 00:47

Anotei a tua sugestão. Do que ando a ler, em breve falarei aqui.
Sem imagem de perfil

De Alexandra Carreira a 10.05.2009 às 17:34

Bela reflexão. Quanto ao livro, estou a relê-lo agora. Depois de ter lido vários do Roth continua a ser o melhor - quase, quase empatado com Conspiração contra a América.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.05.2009 às 01:07

Do Roth, elejo acima de todos 'A Mancha Humana'. Um dos melhores romances que li nesta década.
Imagem de perfil

De João Távora a 11.05.2009 às 10:13

Bela crónica, como sempre Cristina... confesso que invejo a sua escrita. Merecíamos todos que escrevesse (muito) mais.
Beijinho

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D