Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O desperdício

por José Navarro de Andrade, em 21.11.12

Não desfazendo em Évora, Elvas é uma das cidades mais belas do Alentejo e de Portugal. Nela se reúne um património de arquitectura militar do séc. XVIII provavelmente inigualável na Europa e no mundo. Porém, a burocracia, o desmazelo e a imbecilidade (sobretudo económica, além de patrimonial) abandonaram o Forte da Graça à ruína, como se pode ver aqui.

Outros fazem muito com o que têm; nós fazemos pouco do muito que às vezes temos.

 

Cittadella di Alessandria, Itália

Fort George, Inverness, Escócia

Terezìn, Rep. Checa

Suomenlinna, Finlândia

 

Forte da Graça, Elvas


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 21.11.2012 às 10:20

Quando havia dinheiro da Europa e a economia crescia alguma coisa, Portugal não cuidou do seu património e preferiu fazer obra de "regime", ignorando quase tudo o que tivesse sido construído no tempo da Monarquia que não pertencesse à Igreja. Agora chora-se pelo Forte da Graça, pelo Palácio da Ajuda ou pelo Palácio de Vila Viçosa. Um país de grunhos, é o que é.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 21.11.2012 às 10:24

Que tristeza. Em questões de património devemos ser os reis da incúria, pelo menos na Europa. Fosse uma auto-estrada e estaria um brinco. Deserta, mas um brinco.
Imagem de perfil

De Eduardo Hilário a 21.11.2012 às 11:32

José Andrade,

Cumpri o meu serviço militar em 1996, no Regimento de Infantaria 8, sito em Elvas.

Os serviços de guarda ao Forte da Graça eram assegurados pelos militares do Regimento de Infantaria 8 e muitas foram as noites que dormi por lá.

Subscrevo na integra o que diz e também fico triste porque poucas são as pessoas que conhecem o Forte da Graça.

A construção, as pinturas no interior, a vista...

Simplesmente fantástico!

Espero que reabilitem o espaço e que dêem um uso condigno.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 21.11.2012 às 14:43

Faziam serviços de guarda a um edifício vazio? Para quê? Para impedir vandalismo?
Imagem de perfil

De João Quaresma a 21.11.2012 às 13:15

É um duplo problema: por um lado o abandono, por outro a possibilidade de vandalismo arquitectónico em que o estado central, as autarquias e investidores privados são especialistas. Depois das barbaridades que fizeram à Fortaleza de Cascais ou à de Sagres, arrepio-me de pensar nas "recuperações" e "revitalizações" que poderiam fazer, obedecendo às regras comunitárias de terem de ter elevadores para deficientes, caixilharia de alumínio e vidros duplos para certificação energética.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 21.11.2012 às 14:05

É pedir ao Presidente da Camara Municipal de Elvas para recuperar o Forte. Depois de recuperado passará a chamar-se, em vez de Forte da Graça, Forte Rondão D'Almeida, mas isso é apenas um pormenor.
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 22.11.2012 às 17:40

Eheheheh!

Como Elvenso confirmo que a probabilidade é enorme...
Sem imagem de perfil

De enfim... a 21.11.2012 às 15:28

:(

Uma política cultural e de património=marketing=turismo=subida do PIB=País mais rico

Certo ? :S
Imagem de perfil

De José Navarro de Andrade a 21.11.2012 às 15:58

Não tão linearmente, mas a ideia é ou deveria ser essa.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 21.11.2012 às 17:16

O Rondão prefere fontes, rotundas e cascatas...

Os Elvenses votam e têm o que merecem.
Imagem de perfil

De José Navarro de Andrade a 21.11.2012 às 19:41

Desculpe que lhe diga, mas a sua última frase parece-me um bocado sobranceira. Os eleitores nunca se enganam, nós é que demasiadas vezes não os entendemos.
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 22.11.2012 às 17:43

Como elvense lhe digo que têm o que merecem e choram por mais. Mais uns anitos do mesmo e talvez abram os olhos...
Sem imagem de perfil

De Lily a 21.11.2012 às 19:02

Os vizinhos espanhóis, por cada pequeno pormenor histórico fazem um roteiro turístico.
São pequenos nadas que poderiam fazer também crescer a economia... e preservar o património que (felizmente) ainda temos.
Imagem de perfil

De José Navarro de Andrade a 21.11.2012 às 19:42

E se Elvas tem potencial! Basta pôr os olhos no El Cristo para ver.
Sem imagem de perfil

De Luís de Aguiar Fernandes a 21.11.2012 às 19:02

Vista aérea quase tão bonita como a de Almeida. ;)
Imagem de perfil

De José Navarro de Andrade a 21.11.2012 às 19:38

A belíssima Almeida, que infelizmente nunca visitei, teve melhor sorte, parece-me.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2012 às 23:19

Verdadeiramente lamentável. Senti o mesmo há uns anos, ao visitar o histórico castelo de Jorumenha. Senti isso também ao visitar o convento de Cristo, em Tomar: foi até um dos meus primeiros textos neste blogue.
O desleixo e a incúria a que votamos o nosso património diz muito de nós. E o que diz não é nada lisonjeiro, infelizmente.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D