Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dia 6 de Maio o PSD apresenta a sua lista às eleições europeias na "Sala Broadway de um hotel de cinco estrelas, com tanta pompa que a circunstância exigiu a melhor roupa de domingo, os perfumes mais activos, um teleponto à moda de Sócrates e Obama e um filme a relembrar Sá Carneiro. Mas que ninguém se iluda, Manuela Ferreira Leite não gosta de espectáculo. [declarações de Manuela Ferreira Leite] "Esta além de simbólica é uma cerimónia muito simples porque nós não gostamos de espectáculo".

No dia 7 de Maio, a primeira edição de um jornal ao qual ainda ninguém pode reconhecer nome ou credibilidade, porque isso surge com o tempo, fala numa loja onde eventualmente o Primeiro-Ministro comprará a sua roupa, descrevendo inclusivamente o modus operandi do estabelecimento.

De um lado está em questão o dinheiro e a prática de um partido, do outro a vida privada e o património de um Homem, coisa com a qual ninguém têm nada a ver. Quero ver por que ruas andará agora a coerência...

 

(Também no Câmara de Comuns)

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.05.2009 às 13:11

Se o primeiro-ministro 'socialista' de um país em crise, com dois milhões de pobres e meio milhão de desempregados, faz compras na tal loja milionária das estrelas de Hollywood que ainda por cima se serve do nome dele como cartaz, publicitando-o, isso é notícia. Mais: isso seria notícia em qualquer outro país nas mesmas condições. A não ser assim, é melhor que divulguem rapidamente o 'index' das notícias que não podem ser difundidas para a gente se ir habituando. Em alternativa sempre se poderão ir desenterrando os velhos lápis azuis da censura. Deve haver ainda alguns por aí.
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 08.05.2009 às 14:18

A ir pela sua ideia, acho que o melhor seria começar por fazer a resenha completa dos moradores da Quinta da Marinha, o que fazem, se as casas estão pagas e os bólides também, as piscinas e os jacuzzis , etc. , além das contas das agências de viagens de cada um, com especificação dos destinos, hotéis , e uma lista do que lá fizeram.
Assim, ou há moralidade ou comem todos. Num país de miséria como afirmam, todos esses actos de opulência devem ser denunciados pela CS .
Querem ?
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 08.05.2009 às 14:40

Porquê os moradores da Quinta da Marinha? Foram eleitos para governar um país em crise?
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 08.05.2009 às 17:18

Cristina,
enquanto os States não deram com os burrinhos n'água, o actual governo fez o que lhe competia no que respeita à crise interna, e isso é indesmentível, e para isso foi eleito.
Depois da bronca dos neo-cons, este governo como qualquer outro no Mundo, viu-se a braços com uma crise para a qual não foi eleito. Nem ele nem qualquer outro, seja de direita ou de esquerda.
Donde, o problema passou a ser de todos porque é geral e os vícios, os excessos, as excentricidades e até as coisas comuns como comprar roupa, nem que sejam umas boxerzitas onde melhor desejarem passou a ser, na sua maneira de ver, um assunto de toda gente e criticável.
No meu não é, mas há quem se preocupe com isso.
Sem imagem de perfil

De JMG a 08.05.2009 às 17:44

Os moradores da Quinta da Marinha não são eleitos, não administram fundos públicos, não tomam decisões que afectam directa ou indirectamente o património e os rendimentos dos cidadãos enquanto tal nem foram contratados, como o PM foi, para gerir o que é de todos. É assim natural que o grau de escrutínio não seja o mesmo. É pena ter que dizer estas coisas, que deveriam ser truísmos.
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 08.05.2009 às 18:40

JMG,
essa do primeiro ministro ter sido contratado é boa.
Deve julgar que o estado é uma empresa para a qual se contrata um presidente de conselho de administração. Mas não é. E por não ser, o escrutínio a que querem ter direito não pode ser igual àquele que se faz nas empresas em que, de um momento para o outro, se pode despedir o fulano, com ou sem indeminização.
Política é mais sério, mais grave e requer mais respeito.
Daí que, o escrutínio, a ser feito, tem o seu tempo e o seu modo.
E olhe que eu não sou dado a verdades inabaláveis.
Como dizia Nietszche , "não há factos eternos, como não há verdades absolutas" .
Mas existem modos e comportamentos perante as diferentes situações que se nos deparam.
Sem imagem de perfil

De JMG a 10.05.2009 às 19:52

Os políticos eleitos exercem o poder a prazo, vinculados por um contrato de representação dos cidadãos. Claro que o País não é uma empresa, mas a importação de termos do Direito Comercial e das Sociedades não é deslocada no contexto, e é aliás comummente usada. Não entendo por que razão a afirmação de que o PM foi contratado (FOI, tal como qualquer outro político eleito) lhe causa engulhos.
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 10.05.2009 às 22:06

José M. Graça,
Nada é insanável nem a contraposição é um defeito.
Por isso aqui estamos em profundo desacordo.
Para mim a NOBRE actividade política é muito mais que a gestão do que quer que seja .
É um SERVIÇO que não se compagina com certo tipo de designações e/ou comparações.
E como sempre, apesar do descaordo,
Saudações.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D