Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A lição de Van Gogh

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 06.05.09

 

Uma das coisas que aprendi nos meus primeiros tempos de jornalista foi que devia sempre desconfiar da verdade, mesmo quando ela parecia evidente. Não é que isso fosse novidade para mim. Sempre fui céptico em relação à verdade e sempre tentei testá-la. Por mais evidente que uma coisa me parecesse, procurava encontrar outra explicação que me parecesse menos evidente. Creio que essa postura se deve ao facto de ter começado, muito miúdo, a ler os grandes mestres  dos livros policiais.
Quando escrevo nos blogues não estou preocupado com as regras do jornalismo, como é óbvio, mas de vez em quando procuro analisar determinados assuntos pela perspectiva menos consensual. Como fiz ontem, neste post.
Nem de propósito, hoje leio no DN uma notícia sobre Van Gogh que demonstra que as verdades absolutas podem não ser assim tão definitivas.
Sempre me fez alguma espécie que Van Gogh – mesmo a caminho da loucura - se tivesse auto-mutilado e fosse  entregar a sua orelha a uma prostituta. Com que propósito o faria?
Em 2005, numa visita ao Museu Van Gogh, em Amsterdam, confidenciei a quem me acompanhava que aquilo me parecia mais uma cena de romance do que um episódio da vida real. Ouvi severas críticas que se prolongaram no regresso a  Portugal, em círculo de amigos. Um dia, farto de ser instigado a apresentar uma hipótese alternativa, respondi sem convicção, mas aliviado:
Olhem, se querem que vos diga, penso que aquilo foi dor de corno!”
Hoje,ao ler o DN, suspirei de alívio. Afinal, foi Gauguin a fazer o servicinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De lili a 06.05.2009 às 19:43

Mas, eu sempre pensei que tinha sido a Gaugin que Van Gog entregou a orelha mutilada, foi isso que li numa excelente biografia, de que não recordo agora o autor, há uns anos.
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 06.05.2009 às 23:46

Essa versão, na verdade, é bem capaz de ser a real, Lili. E não é difícil imaginar-se a cena:
Gauguin - propositadamente, ou por acidente - corta a orelha a Van Gogh, caindo ao chão. Gogh apanha-a e diz-lhe:
- "Olha o que fizeste! Pega lá. Já que me cortaste, vê lá agora se és capaz de ma pôr outra vez no sítio, que eu não gosto nada destas tipo de desarrumações..."
Sem imagem de perfil

De mdsol a 07.05.2009 às 12:56

eheheheheheh
Boaaaaaaaa! Clap clap clap!

Sem imagem de perfil

De mdsol a 07.05.2009 às 00:58

Este post recordou-me um que em tempos tinha colocado. Retomei a "coisa" por causa desta nova!

:))

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D