Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





31 comentários

Sem imagem de perfil

De 2+1=3 a 24.10.2012 às 14:44

3 terços com força na cabeça do Gaspar.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.10.2012 às 18:53

Calma aí que os terços não são para estragar.
Sem imagem de perfil

De Pedro Barbosa Pinto a 24.10.2012 às 14:59

Isso era o compromisso com a troyka. Infelizmente estamos a levar com um rosário do lado da receita!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.10.2012 às 18:53

Tenho o meu lado da receita cheio de hematomas.
Sem imagem de perfil

De Utópico a 24.10.2012 às 15:12

Nem um milagre nos salvará de tamanha incompetência e arrogância.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.10.2012 às 18:54

Até porque entretanto deve sair o novo Código do Imposto sobre Milagres.
Sem imagem de perfil

De cr a 24.10.2012 às 16:45

Eu apostava todos os terços do lado da receita...mas quem sou eu ?
E também apostava em enrolar um terço bem enroladinho no pescoço do Gaspacho, como disse o nosso amigo mais acima.
Sem imagem de perfil

De cr a 24.10.2012 às 17:10

Claro que me enganei, queria dizer todos os terços do lado da despesa...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 24.10.2012 às 17:03

E uma salve-rainha no fim, dirão os monárquicos. Estou quase a dar-lhes razão...
Sem imagem de perfil

De rosa a 24.10.2012 às 18:37

Eu também! Até porque parece que sai mais barata: sempre se poupa na eleição do Presidente da Républica
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.10.2012 às 18:56

Calma, Rosa. Sempre ouvi dizer que o barato sai caro.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.10.2012 às 18:55

Sempre que tiveres pensamentos desses lembra-te de D. Duarte de Bragança.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 24.10.2012 às 20:05

É uma boa receita. :-)
Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 24.10.2012 às 18:21

Valha-nos Sao Banaboiao, anacoreta e martir!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.10.2012 às 18:57

Por mim, pondero tornar-me politeísta. Um só Deus não é suficiente para ajudar a pôr isto no sítio.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.10.2012 às 18:30

Ó m´ermão, tão nã vê que isso é o Rosário completo. 150 contas, o equivalente a 150 Salmos. Quando chegarmos ao fim estamos dormidos. O Vitinho, aquele da TV, o que nos adormec(e)ia, sabe como levar as pessoas à cama.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.10.2012 às 12:29

Contudo, para despertar, desfiemos as contas do rosário:

http://economico.sapo.pt/noticias/prestacoes-sociais-absorveram-mais-de-90-dos-recursos_154752.html

Não são as prestações sociais que absorvem os recursos. É o desbaratamentio dos recursos, e o onanismo pitagórico conduzido por estes pórceres, que levam a esta política que coloca em causa a dignidade das pessoas.
Eles entendem que se deve reformar o sistema social, mas não dizem que apelam a esta reforma para colmatar a sua inépcia, ignorância e soberba.
As prestações sociais têm vindo a ser cortadas, mas para financiar áreas onde eles, com a desculpa dos compromissos internacionais por outros assumidos, revelam uma autêntica cobardia na implementação de medidas sérias e eficazes.
Eles cortam também a despesa, para não cortar nos encargos. E inventam uma panóplia de investigações e/ou auditorias para deixar tudo na mesma; é só para entreter a politiquice.

Por outro lado, há que ajudar os pobrezinhos:

http://economico.sapo.pt/noticias/governo-mantem-transportes-gratuitos-para-juizes_154748.html

Mas, concorde-se ou não, há bons exemplos neste mar de desgraças:

http://economico.sapo.pt/noticias/louca-renuncia-ao-cargo-de-deputado-ao-fim-de-treze-anos_154761.html
Sem imagem de perfil

De msf a 24.10.2012 às 18:56

Os cortes na despesa só dão frutos a médio prazo e muios já estão a ser feitos (só não vê quem não quer). Concordo que se cortem as subvenções vitalícias, as reformas milionárias dos ex. Presidentes da República e as mordomias como motorista, carro do estado, secretária particular, seguranças e Fundações que só trazem benefícios para o próprio que as cria. Esta pessoas, do bota-abaixo, esquecem-se que foram elas que puseram o país no estado em que se encontra. Pelo menos estejam caladinhos e deixem o governo TRABALHAR !!!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 25.10.2012 às 13:03

Posso concordar que é necessário que o governo trabalhe.
Sem imagem de perfil

De LMTV a 24.10.2012 às 19:14

Ora tal como já foi mencionado, os cortes do lado da despesa estao a acontecer a ritmo nunca antes visto mas seja porque a CS insiste em prejudicar a comunicaçao, seja porque eles demoram a aparecer, as pessoas não têm noçao. É normal que apos 15 anos de xuxalismo todos nos estejamos confusos, baralhados e descrentes mas se queremos um pais mais agil e mais produtivo temos que fazer por isso. Temos que nos convencer que nao somos um pais rico, que nao podemos ter varios carros, casas e afins e nao podemos ter ordenados milionarios a menos que sejamos excelentes na profissao que desempenhamos. Os cortes na despesa sao feitos em salarios, pensoes e apoios sociais e como tal, na quebra de rendimento. É abrupta? É com certeza mas a culpa é de todos aqueles que acreditaram que se podiam baixar impostos quando a conjuntura afirmava ser imperativo subir, que pediram prestaçoes sem ter direito a elas, que nao pedem recibos ou lesam o Estado das mais variadas formas achando que sao mais inteligentes por isso. Neste hiato de tempo, Portugal produziu dois bens de forma exaustiva: divida e desemprego. Chegou a hora de mudar de vida e em vez de quererem que os governantes expliquem tudo ate ao mais infimo promenor, ate àqueles que nada percebem, peçam a revisao da CRP e a aprovaçao da Lei do Enriquecimento Ilicito, isso sim, sao actos de cidadania procurar responsabilizar os culpados pela situaçao em que nos encontramos. De resto e como ja foi dito, deixem-nos trabalhar que é para isso que la estao!
Sem imagem de perfil

De marta a 24.10.2012 às 21:54

não há pachorra, nem deus os atura. e já não vai lá, nem com milagres nem sem eles. a estrutura está tão bem montada e alicerçada que agora é o salve-se quem puder. como aliás sempre foi. só que agora é mais burilada, país de merda.
Sem imagem de perfil

De pedro paulo a 24.10.2012 às 21:58

Mas quem impediu o corte na despesa com pensões e ordenados da função pública ?
Quem impediu o corte de 2 vencimentos das pensões e ordenados da função publica ? Foi Gaspar. Penso que não.
O governo é impedido de cortar na despesa .
E depois é crucificado porque não cortou.
Isto é como alguém a quem se impede de ir ao trabalho e depois se condena porque não foi trabalhar.
É grotesco.
Grande parte da despesa do estado é com salários e pensões.
Todos gritam e berram que não querem cortes salariais.
Mas depois berram porque o governo não poupou nada !!!
Decidam-se.
Ou querem que o governo poupe e aí quem depende do estado tem de ser sacrificado..., ou então quem não quiser ser sacrificado seja coerente : Não ande a gritar que o Governo nao reduziu a despesa.

Imagem de perfil

De Rui Rocha a 25.10.2012 às 13:06

Uma pergunta: quem afirmou que era possível cortar apenas despesa supérflua do Estado, sem que fosse necessário aumentar impostos, nem diminuir salários?
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 25.10.2012 às 13:04

O/a amigo/a, noutra encarnação ou assim, não se chamou msf, não?
Sem imagem de perfil

De Catarina Barradas a 24.10.2012 às 22:45

A comunicação social só escreve o que lhe convém. E quando o faz é só a parte negativa a bater agora "neste governo". Há 18 meses que este Governo está em funções e já fez mais nestes meses, do que fizeram os outros governantes em 15 anos. O descalabro e desgoverno dos governos socialistas foi de tal ordem, que não é em 18 meses que se consegue por em ordem. Nunca antes foram feitos cortes na despesa como agora. As PPP que os Socialistas criaram, já foram cortadas para metade, acabaram-se a obras megalomanas que foram feitas, cortaram-se nas Fundações, Institutos, Observatórios, nilhões e milhões de euros que já foram renegociados. Porque é que estas noticias não são postas em evidencia na c. Social nas TV´s em horário nobre ? para todos verem ? Não falem por falar, não estejam contra, porque sim, se não sabem informem-se, porque os portugueses têm o direito de ser informados, com noticias crediveis e sérias e não com este tipo de noticias que só desprestigia o bom nome de Portugal.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 25.10.2012 às 13:08

Talvez porque algum trabalho feito não é suficiente quando a acção governativa é feita em sentido contrário às promessas eleitorais?

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D