Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Discurso elegante

por J.M. Coutinho Ribeiro, em 05.05.09

Manuel Pinho já nos habituou as umas tiradas espantosas. A de hoje é uma verdadeira pérola e um exemplo de elegância no discurso político:

«O ministro da Economia, Manuel Pinho, disse hoje que o deputado e cabeça-de-lista do PSD às eleições europeias, Paulo Rangel, "tem de comer muita papa Maizena para chegar aos calcanhares de Basílio Horta", a propósito da polémica sobre o programa Vasco da Gama.».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

Imagem de perfil

De ACCB a 05.05.2009 às 16:40

Agora é que ele vai engordar!!!
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:29

Se engordar, depois dizem quer tem de comer danoninhos...
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 05.05.2009 às 16:48

1 - Paulo Rangel disse que iria propor a "tal coisa" na União Europeia. Não disse que o iria propor na Assembleia da República.

2 - É mais do que óbvio (quer queiram, quer não) que o Basílio Horta veio saír em defesa do governo. Veio fazer o papel de defensor do PS.

3 - Ora esse "frete" saiu-lhe mal porque Paulo Rangel falou de um programa a nível europeu e não do pequeno programa (daí lhe ter chamado programazinho) que existe em Portugal.

4 - É mais do que lógico que um funcionário público não deva responder aos políticos da oposição. Haja decoro.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 05.05.2009 às 16:53

Depois do computador Magalhães e do programa Vasco da Gama, para quando o curso de boas maneiras Nun'Álvares?
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:30

Necessário, sem dúvida. A linguagem - e os gestos - da política está a ficar muito rasteira.
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 05.05.2009 às 17:04

a propósito disto, convinha ler:

http://cachimbodemagritte.blogspot.com/2009/05/incompetencia-do-costume.html (http://cachimbodemagritte.blogspot.com/2009/05/incompetencia-do-costume.html)
Sem imagem de perfil

De 100anos a 05.05.2009 às 17:45

Este Ministro Manuel Pinho está sempre a acertar ao lado !
Com aquele ar rechonchudo, o Dr. Paulo Rangel precisa é de comer fibras Kellog magras, eventualmente regadas com iogurte líquido também magro.
Agora farinha Maizena, onde é que já se viu ?
Imagem de perfil

De ACCB a 05.05.2009 às 19:05

100 anos. Não se esqueça que ele está no mercado!
Depois fica muito magrinho. Perde cotação!
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:30

Cada qual é para o que nasce...
Sem imagem de perfil

De mcorreia a 05.05.2009 às 17:51

No contra-informação o boneco de Manuel Pinho chama-se Manuelzinho ". Na minha opinião, nunca uma caricatura colou tanto ao caricaturado como no caso deste senhor. É só mais uma brilhante tirada do Manuelzinho .
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:31

A sorte é que ele não tem andado muito palrador.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.05.2009 às 18:53

É natural que o Manelzinho aconselhe Maizena...não come cornflakes!
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:31

Às vezes, deviam era comer barras de sabão.
Sem imagem de perfil

De Amêijoa Fresca a 05.05.2009 às 19:43

Com um ar pastoso
e verborreias debitando,
este (des)governante deleitoso
passa a vida pastando.

No pasto mediático
com ar emproado,
de discurso enfático
e sentido esboroado.

Não se deixando enrolar
com tantas infantilidades,
o mexilhão não deixa de falar
sobre estas imbecilidades!
Sem imagem de perfil

De mdsol a 05.05.2009 às 22:35

Palavras mais do que obesas!
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:32

são palavras de um peso-pesado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.05.2009 às 23:14

4 comentários:
1. Um político, e um ministro por maioria de razão, deve cumprir os mínimos da elegância no debate público. M. Pinho mostrou, uma vez mais, que não consegue.
2. Este é o mesmo caldo de cultura que dá a frase de outro ministro, Augusto S. Silva: "Eu gosto é de malhar em..." Depois queixam-se das agressões verbais de que são alvo.
3. Este é o mesmo ministro que decretou o fim da crise em 2006. Espero, para bem dele, que tenha comido muita Maizena de então para cá.
4. É enternecedor ver como os socialistas acarinham agora Basílio Horta. Sobretudo depois do que o candidato presidencial Basílio Horta disse do PS e de Mário Soares na campanha de 1991.
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 06.05.2009 às 21:33

Pois foi, lembro-me bem. Disse cobras e largartos de Mário Soares. Num debate televisivo, não foi?
Sem imagem de perfil

De mdsol a 06.05.2009 às 22:03

Foi mesmo mal educado. Lembro-me bem.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D