Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tempus fugit

por Ana Vidal, em 01.10.12


Ouço um amigo dizer - filosofando sem dramatismos nem pieguices - que está pronto para morrer, e fico a pensar como estou a anos-luz dessa serenidade resignada. A vida é como a democracia: está muito longe de ser perfeita, mas ainda não inventaram nada melhor.

 


20 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2012 às 11:34

Muito bem, Ana. Aplaudo. Subscrevo.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.10.2012 às 00:21

Só um desabafo, Pedro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2012 às 13:46

É verdade, Ana, viver é porreirito. Seu amigo está preparado para o tempo, melhor, para intemporalidade; e, neste sentido, o tempus "num" fugit, num fugit num senhora.
Deixe-se levar,deixe-se levar porque ainda há muito tempo.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.10.2012 às 00:17

Nem sempre é porreirito, Anónimo, mas cheira-me que morrer deve ser pior.
O meu amigo é mais sábio do que eu, provavelmente.
Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 02.10.2012 às 08:45

Atrás de tempo, tempo vem, não é verdade? :-)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 03.10.2012 às 02:05

Dizem que sim, Isabel. :-)
Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 01.10.2012 às 15:10

"Je veux qu'on agisse, et qu'on allonge les offices de la vie, tant qu'on peut : et que la mort me treuve plantant mes choux, mais nonchallant d'elle, et encore plus de mon jardin imparfait." Montaigne
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.10.2012 às 00:19

C'est bien ça, Isabelle. :-)

(enfim, acho que ainda tenho alguns choux para plantar)
Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 01.10.2012 às 22:35

Filosofa, sim, você é uma pensadora.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.10.2012 às 00:20

Não somos todos? :-)
Imagem de perfil

De Mário Pereira a 01.10.2012 às 23:12

A vida é como a democracia também noutra coisa: há vidas e vidas, há democracias e democracias...
Quanto à serenidade perante o fim da vida, para mim faz sentido se ocorrer no final de uma vida longa e preenchida. Mas, mesmo nessas condições, não há pressa...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 02.10.2012 às 00:27

Não é o caso, Mário. O meu amigo é muito novo para isso, embora tenha uma vida bem preenchida. Mas talvez ele nunca tenha estado tão perto da morte como eu já estive, e por isso não sinta tanta vontade de celebrar a vida.
Sem imagem de perfil

De rosa a 02.10.2012 às 01:34

Não sei se admiro a serenidade do seu amigo,mas admiro as suas certezas!A morte parece-me o grande Mistério da vida.Perante cada corpo que vejo, a pergunta que me surge é :"que t'aconteceu?Onde estás agora?".Não sabemos, a verdade-verdadinha é que ninguém sabe!
Talvez a Vida continue, para lá do limite a que chamamos Morte.
Eu já tenho dado por mim a sentir a sentir curiosidade, mas entretanto, um raio de sol, uma um golpe de vento, um grito de passaro faz-me sentir que é Bom estar Aqui! :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 03.10.2012 às 02:08

Certezas? Rosa, é por não ter certezas que prefiro o que conheço: a vida. O que não significa que não tenha muita curiosidade por saber o que será o "outro lado", se é que existe algum.
Sem imagem de perfil

De rosa a 03.10.2012 às 22:55

...ou seja é o que diz aquele proverbio : "mais vale mau e conhecido, do que bom por conhecer"?
Escrevi certezas, porque parece ter a certeza que não existe nada,depois da morte.Mas a parece que segue aquela posição de Woody Alle: "-eu não sei se exite uma vida depois da morte,mas sei que existe uma morte, depois da vida"!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.10.2012 às 10:55

É mais ou menos isso, Rosa. O velho Woody acerta sempre. :-)
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 02.10.2012 às 16:22

E eu assim de repente também não me lembro de uma analogia tão brilhante como esta
Sem imagem de perfil

De Tamborim Zim a 07.10.2012 às 00:28

Sem dúvida bem melhor q o seu oposto, lilianamente evocando.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.10.2012 às 00:35

Bem lembrado. A Lili é uma filósofa.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D