Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dos comentários a uma nova teoria do oásis

por José António Abreu, em 04.09.12

Em Dublinesca, de Enrique Vila-Matas, o editor que serve de personagem principal coloca um comentário agressivo no blogue de um barcelonês que não gostou do livro de Paul Auster que levou consigo numa viagem ao Japão. O editor apenas publicou um livro de Auster e não foi aquele (que nem leu) mas, apreciando Auster (sempre irónico, Vila-Matas não nos informa se o editor também aprecia a obra de Auster), sente-se pessoalmente incomodado. Por isso, ataca o blogger na caixa de comentários. Quando termina de o insultar sente-se mais descansado do que nunca. Ultimamente, anda tão susceptível e com a moral tão em baixo, que considera que, se tivesse deixado passar por alto esta injusta opinião sobre o livro de Auster, teria ficado ainda mais deprimido do que estava. (Da edição da Teorema, com tradução de Jorge Fallorca.) Devíamos lembrar-nos disto, ao ler as caixas de comentários de alguns blogues e, em particular, das edições online dos jornais. E depois devíamos ser magnânimos. Afinal, muitas pessoas nem conhecerão aquilo sobre que escrevem. Como o editor, nunca terão lido Brooklyn Follies, o tal livro de Auster. Mas precisam de desabafar. Se não o fizessem, ficariam ainda mais deprimidas. E convenhamos que já andamos todos demasiado deprimidos. Preparava-me assim para terminar este post com «Estejam à vontade: a caixa de comentários é vossa» quando me lembrei de que os comentadores do Delito são inusitadamente ponderados. Se calhar, ao contrário dos dos outros blogues – vá-se lá saber porquê: será o efeito Rui Rocha? –, não andam deprimidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De rosa a 04.09.2012 às 21:11

hum...também pode ser que sejam pessoas educadas, certo? (embora deprimidas eventualmente) Ou que se esforçem por ser educadas :)
Imagem de perfil

De José António Abreu a 04.09.2012 às 21:40

Bolas, uma pessoa sensata! Onde raio vim parar?
Sem imagem de perfil

De rosa a 04.09.2012 às 22:47

...ou que se esforça por ser sensata! Não desdenhe á partida de esforços que desconhece! :)
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 04.09.2012 às 21:49

Tenho o Dublinesca algures para ler. Li as primeiras páginas e não me prendeu. Já vi que recomendas.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 04.09.2012 às 21:57

É demasiado cedo para eu ter uma opinião definitiva. Só o comecei ontem e ainda nem cheguei à página 60. A cena que menciono ocorre logo na 47.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.09.2012 às 23:57

Eheheh. Tu e o Rui Rocha são uma espécie de marretas do Delito. E o que é um blogue sem marretas? Uma coisa chata. :-)

(ai de ti que te vingues chamando-me Miss Piggy...)
Imagem de perfil

De José António Abreu a 05.09.2012 às 08:54

Miss Piggy? Longe de mim tal ideia.

http://www.youtube.com/watch?v=qLIDuu1XsRc
(Eu sou o que tem cócegas.)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 06.09.2012 às 19:17

LOL. A Julie Andrews?? Só é parecida comigo na cinturinha de vespa...
Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 05.09.2012 às 00:12

Os meus também o são, não vejo mal nenhum nisso, pelo contrário. Neste espaço, dos autores que já li, todos têm brio e uma certa dose de magia nas palavras. Isso faz pensar com qualidade, e, puxar pela escrita, por isso virou meu blog preferido. Apanhei-lhe o gosto...
(admito também algum interesse pelo Quarta República)
Quanto ao Rui Rocha, tem um óptimo sentido de humor, é sempre divertido acompanhar um texto dele.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 05.09.2012 às 08:58

Eu também não vejo mal nisso, portuguesacoriano. Em nome de todos, obrigado pelas palavras amáveis. Quanto ao humor do Rui Rocha, é muito sobrevalorizado.






(Estou a brincar, Rui!)
Sem imagem de perfil

De CeC a 05.09.2012 às 11:08

É, nós humanos gostamos do capricho de contrariar a Natureza. Se os protões e electrões se atraem, por este mundo da blogosfera já serão os idênticos a serem atraídos - fico até a pensar num certo blog mais.. *procurando termo*... in extremis.

Que por lá fiquem, e nos deixem cá numa elegante e respeitadora ponderação e debate.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D