Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Modo de vida (31)

por Adolfo Mesquita Nunes, em 03.09.12

Descubro que a morte não é, afinal, a única irreversibilidade que podemos conhecer. E há algo de muito forte e inaugural nesta descoberta. Como se só agora começasse a idade adulta. E talvez comece mesmo.


10 comentários

Imagem de perfil

De Leonor Barros a 03.09.2012 às 15:41

Não é, mas é a mais definitiva.
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 04.09.2012 às 11:49

E a morte é algo que de certa forma conhecemos. Enfim. Veremos!
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 04.09.2012 às 12:21

Só a conhecemos verdadeiramente quando a temos por perto, Adolfo.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.09.2012 às 01:02

Não sei qual foi a que descobriste, mas também há boas irreversibilidades. Ou quase irreversibilidades, porque só a morte lhes leva a melhor. :-)
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 04.09.2012 às 11:48

esta não é das boas, acho. mas cá estou a tentar tudo por tudo para que a irreversibilidade, afinal, seja mesmo apenas propriedade da morte. wish me luck!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.09.2012 às 12:03

Wish you all the luck in the world, querido Adolfo. E fico a torcer por ti até me doerem os dedos! Beijo
Imagem de perfil

De Ivone Mendes da Silva a 04.09.2012 às 12:54

Há irreversibilidades que se comportam como se fossem a morte. Não são, mas os efeitos são os mesmos. O modo como lidamos com elas é que pode ser diferente. Se pudermos, claro.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 04.09.2012 às 20:33

Penso exactamente o mesmo, Ivone!
Sem imagem de perfil

De silva a 05.09.2012 às 11:57

Se não há corrupção digam como é possivél trocar trabalhadores por outros num despedimento coletivo do casino estoril com milhões de lucros e faz dois anos e meio na justiça e nada.
Cada vez mais se dá a mostrar ao povo os verdadeiros corruptos pela boca de Candida Almeida.
Que país poderá ser mais corrupto que este, quando esta senhora, que nas intervenções públicas aparece sempre revestida de uma serenidade e postura próprias de uma lady, vem com trejeitos histéricos, hiperexcitada, quase verborreica, afirmar o contrário que todos sabem e que ela própria deveria combater com o maior afinco?! Cada vez melhor percebo: não há forma mais perfeita de se roubar e corromper que através da Lei. Quer seja na elaboração de leis com fins protectores de interesses quer, como neste caso, “comprando” a Lei para a ter do seu lado. Portugal não tem futuro.

Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 06.09.2012 às 02:09

o tempo.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D