Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cândida

por Teresa Ribeiro, em 02.09.12

Portugal, um país onde até é os grandes negócios do Estado são investigados, mas onde as leis-anti-corrupção têm várias lacunas e o número de sentenças com penas de prisão efectiva a punir a corrupção é quase inexistente será um país corrupto? Não, diz Cândida Almeida. Os relatórios que são feitos regularmente sobre a transparência dos Estados com o patrocínio da UE e que penalizam Portugal por sistema é que são uma falácia.

Preferia ter uma PGR que visse o copo meio vazio, mas claro que há gente que não partilha esta preferência. Será que temos procuradora? 


13 comentários

Imagem de perfil

De monge silésio a 02.09.2012 às 16:35

Especulação pura. O próximo PGR não é magistrado.
Sem imagem de perfil

De Albino Forjaz a 02.09.2012 às 17:41

"Será que temos procuradora?"

Pobre país!

Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 02.09.2012 às 19:31

Teresa, parabéns pelo alinhamento, contém boa matéria e em quantidade mais do que suficiente para desbravar essa coisa que chamam de corrupção.
O termo indica que é um estado oposto à funcionalidade da organização, ou seja: Corrupção não é coadunável com boas praticas de organização, entre estas, a mais impertinente é a transparência , talvez por isso vivemos atolados de legislação, facultadora de inúmeras interpretações a pontos de um bom advogado transformar uma injustiça, uma imoralidade numa legalidade. Como exemplo bem claro disso, temos aqui, pela mão da Teresa, a conclusão do estudo: "O sistema nacional de integridade" do qual transcrevo a seguinte obra da artimanha: "No período de nojo para os políticos, criou-se um alçapão na lei que inviabiliza esse período para quem regresse às funções de origem", também do estudo sociológico "Transparência Internacional" retiro um bom exemplo demonstrativo do processamento da coisa : "...o tipo de corrupção a que Portugal é propenso foi construído socialmente ao longo do tempo, através da troca de favores...
Alguém que diz que não há corrupção, em particular se referindo a Portugal, pode até estar perfeitamente a par das leis em toda a sua multiplicidade mas isso não significa que esse ponto de vista seja justo.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 02.09.2012 às 23:16

E o pior é que se fala nesta senhora para exercer as funções de Procuradora Geral da República.
Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 03.09.2012 às 01:10

Pois, já reparei. A dita até já faz campanha pelo PSD.
Belo andamento que isto leva, um Procurador a falar numa universidade de verão. Estas podem até ser muito livres, mas no fundo não são mais do que um centro de cultura partidária e de recrutamento de jotas . Ainda por cima o espécimen foi lá para dizer que não há corrupção em Portugal, como que numa tentativa de jogar agua quente nas mentes dos pupilos, que já devem estar a ficar confusas com o sobreaquecimento do défice, ou com os boatos que correm acerca do canudo e dos clientelismos, cozinhados no clube do avental. Ou será que foi lá dizer que eles devem aprender a praticar os bons exemplos dos seus mentores? (fica a dúvida) Já agora, alguém sabe se a senhora estava de avental?
Sem imagem de perfil

De Vasco a 02.09.2012 às 19:56

Essa mania de que Portugal é um país de gente porreira e de brandos costumes... Experimentem olhar para trás.
Sem imagem de perfil

De CeC a 03.09.2012 às 07:26

A parte 'boa', disto tudo, é que, ao menos, não são criadas nenhum tipo de expectativas sobre o(a) futuro(a) PGR.
Admito que até tinha algumas, pelo Pinto Monteiro.
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 03.09.2012 às 12:31

Não sei porquê então a minha desconfiança. Estava mesmo enganado.
Receber dinheiro para aprovação de projectos ou por encomendas militares não são corrupção. É tudo "normal".

E que tal esconder o detector da via verde? Fazer by-passes no contador de electricidade? Exigir luvas para o "sindicato" quando queremos exportar mercadorias pelo aeroporto Sá Carneiro. As viagens turísticas de TAXI.

E os projectos de apoio ao investimento promovidos pelas câmaras municipais?

E os projectos do QREN que são cumbados quando não são feitos por empresas de consultoria "recomendados"?

Os institutos públicos criados para dar emprego aos coitados da oposição que entretanto ficaram desempregados?

Não há muitas acusações porque Portugal funciona assim.
Sem imagem de perfil

De c a 03.09.2012 às 18:43

Demonstra grande sensatez ao não crer nesses relatórios desagradáveis.
Tem todas as condições para ser procuradora.
Imagem de perfil

De monge silésio a 03.09.2012 às 18:58

Enfim, repete-se "pura especulação". Prova: a própria Dra Cândida Almeida. Se ela lá foi...deu um sinal claro que não quer o lugar! Porque não quer.Ok?
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 03.09.2012 às 19:27

Neste caso, monge, teremos oportunidade de ver em breve quem tem razão.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.09.2012 às 13:51

Portugal não é um país corrupto? Pois não. E eu sou um piano de cauda.

Mais do mesmo? Se continuarmos a ter responsáveis que empurram as verdades desagradáveis para debaixo do tapete, não vamos a parte nenhuma. Caramba, espero que seja escolhido alguém com mais... hum... pulso.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 05.09.2012 às 16:00

E menos miopia, Ana.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D