Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ao que parece, D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias tem andado de trombas. Sabe-se de ciência certa que o sangue azul, por condição e natureza, tem especialíssimas características. Se, por um lado, a sua extrema fluidez permite assegurar uma irrigação privilegiada das zonas cerebrais responsáveis pela clarividências das decisões e pela luminosidade da visão, é bem possível que, por outro lado, esteja sujeito, por isso mesmo, a condições de fervura que carecem de pouca água. Tal circunstância, que se tem por absolutamente real em não poucos dos melhores tratados que sobre estes temas se têm escrito explicará, por exemplo, a irreprimível necessidade que o Príncipe Harry tem demonstrado em se colocar em pelotas para assegurar uma adequada refrigeração da corrente sanguínea. E já por aqui percebemos a origem factual e profunda da célebre expressão o Rei vai nu, sendo que no caso de Harry ali onde se escreve Rei deverá ler-se Príncipe, a benefício do rigor histórico (não vá aparecer-nos por aí a palmatória do Manuel Loff) e da rectidão das linhas sucessórias que se querem tudo menos enviesadas. Ora, se juntarmos a falta de uso do fuzil, a memória de elefante dos súbditos e a elevada concentração de glóbulos azuis própria das cabeças coroadas, veremos que se reúnem as condições para que D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias ande por estes dias ainda a reinar, é certo, mas sempre com real irritação. E há regras da vida que se aplicam tanto a predistinados como a plebeus, por muito injusto que isso possa parecer. Uma delas diz que quando as coisas começam a correr mal, até o motorista nos causa problemas. Isto, claro, se tivermos um. Motorista, entenda-se. D.  Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias, por exemplo, tem. Motoristas, entenda-se. E até tem um que, e aqui se vê como a referida regra não poupa as cabeças mais coroadas, por inépcia, insensatez ou vulgaríssima má vontade não pára a viatura no exacto local onde o predestinado monarca previra que o fizesse. E já se sabe como  D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias é sensível em questões de pontaria. Vai daí, leva o atarantado motorista uma reprimenda. Bem real. E um calduço. Sim, que isto aqui ainda não é o Botswana.

 

Tags:


25 comentários

Imagem de perfil

De Alice Alfazema a 01.09.2012 às 11:48

Talvez D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicílias tenha inalado restos de pólvora...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 01.09.2012 às 16:40

É bem capaz, Alice. Anda muito explosivo.
Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 01.09.2012 às 12:24

Parece que uma universidade privada fez um estudo acerca do sangue azul, revelando que este tem características que afectam o bom funcionamento do cérebro, sendo este responsável por doenças como o Autismo, Alzheimer e Parvoeira.
Segundo o estudo, a tonalidade própria deste sangue deve-se a um vírus já classificado com o grau de: altamente contagioso e foi baptizado com o nome de: Fascist-Virus-Prævaricatrix . Adiantaram, que ainda não se conhecem métodos de quarentena capazes de travar a sua propagação, pois nem matando os seus portadores travamos a sua propagação, pondo assim por terra a antiga teoria de que este era um vírus que só afectava a cor do sangue e portando só podia ser transmitido através da consanguinidade. Os investigadores descobriram ainda, que a coisa aloja-se noutro hospedeiro, atacando desde logo o tecido cerebral e só mais tarde o sangue. Também foram detectados casos deste entrar em hibernação durante longos períodos de tempo, só se revelando quando reunidas as condições mais favoráveis. São casos muito raros mas convenhamos que todo o cuidado é pouco.
Bom meus caros, não sei o que pensam acerca desta doença, quanto a mim, só peço a Deus para não ser contaminado.
Um conselho: muito cuidado que ela anda aí, já é quase epidemia.
Sem imagem de perfil

De c. a 01.09.2012 às 19:31

Fascist-Virus-Prævaricatrix?
O nome deve estar errado. Será comunist-virus-praevaricatrix?
É que nenhum dos monarcas da Holanda, Inglaterra, Dinamarca, Suécia, Noruega, ou Luxemburgo - entre outros - parece ter sofrido dele.
Mas se falar de Stalin, Mao, Honecker já a coisa ganha verosimilhança.
Quanto a Sua Majestade, o Rei de Espanha, conduziu com Adolfo Suarez, o seu País, de uma ditadura para uma democracia moderna.
É interessante que se mantenha, por manifesta demência, o hábito de nos compararmos com os nossos vizinhos, fingindo não sabermos que os cidadãos da República Portuguesa têm menos 10 000 dólares per capita de rendimento/ano do que os súbditos espanhóis e que a república está 21 (vinte e um) lugares, igualmente abaixo, na lista dos países alfabetizados.


Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 01.09.2012 às 20:49

Sr, c, não se ofenda, é só uma pequena comédia :)
Sem imagem de perfil

De c. a 01.09.2012 às 23:41

Caro Açoriano,
A questão não é ofensiva mas é séria: ilustra a nossa facilidade em assestar o olhar crítico para o vizinho e esquecermo-nos dos nossos ridículos.
Ver chegar o aníbal bpn silva, o presidente ignorante de um país falido cheio de pompas e batedores é verdadeiramente cómico e não vejo ninguém a rir.
Sem imagem de perfil

De portuguesacoriano a 02.09.2012 às 12:00

Caro c. eu brinquei mas não olhava para o vizinho Espanha, no momento até estava a brincar com o nosso país.
Fascismo e Comunismo são meros conceitos perdidos no tempo, o que vivemos hoje, praticamente por todo o planeta, é capitalismo puro sem escrúpulos e sem moral, a humanidade anda desnorteada.
O fascismo das teorias é basicamente unir pela força. A "força" actual é a do dinheiro, este em si contem uma força colossal , é tanta que não há ideologia que trave a tirania do poder concentrado na mão de um só homem. O capitalista acumulador de dinheiro é o materializador de uma força ancorada nas teses que defendem que o homem é livre à auto determinação de trabalhar para o seu próprio bem, relegando assim para segundo plano, o bem comum. Naturalmente que o Homem ao ter esse caminho aberto vai seguir num sentido sempre inverso a tudo o que se entende por ser Democracia e Justiça.
Ao longo dos tempos cultivou-se a ideia de que ninguém esta a cima da "lei", creio que é nesta máxima onde reside o maior erro da humanidade, pois no meu entender a Justiça é que deve ocupar esse topo representado por um Governo que deveria ser o grande justo, arbitrando e regulando as vontades dos seus entes, naquele que devia ser o único interesse de todos os povos: A Paz.
Hoje os governos e as leis são uma espécie de carrascos servindo os interesses do senhor capital. Neste sentido vão caminhando "direitinho" para a concretização das antigas profecias.
Imagem de perfil

De Ana Lima a 01.09.2012 às 13:28

Bem, o que me traz aqui a comentar não é o acto do rei de Espanha que, a bem da verdade, deve pagar tanto ao motorista que este bem pode parar, milimetricamente, onde o seu "amo e senhor" entenda. :)
Mas nunca me passaria pela cabeça que, sobre este episódio, se escrevesse um texto tão engraçado...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 01.09.2012 às 16:39

Ainda bem que gostaste, Ana.
Sem imagem de perfil

De xico a 01.09.2012 às 15:12

Esqueceu-se de ver que o rei vai, ao contrario de muito presidencial republicano, lado a lado com o motorista, ensinando-lhe o ofício, numa camaradagem bem visível. É que o rei sabe que não é ele que é importante, mas o cargo, e que rei morto, rei posto. E ter motorista é privilégio?
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 01.09.2012 às 16:39

Caramba, afinal o assunto é mesmo sério. E o calduço deve ser uma manifestação de camaradagem.
Sem imagem de perfil

De xico a 01.09.2012 às 20:07

Calduço, na minha terra, é uma pancada na cabeça de outrém. Se alguém viu o rei dar um calduço ao motorista, por favor digam-me em que ponto do vídeo, que é para ver se tenho ou não que marcar consulta ao oftalmologista.
Sem imagem de perfil

De c a 01.09.2012 às 18:51

Perigo que não correm os motoristas do presidente da república aqui do rincão.
O Aníbal BPN Silva, ao contrário de Sua Majestade o Rei de Espanha, do descendente de Carlos V, do defensor da democracia, não se senta ao lado do motorista, como se pode verificar.
http://youtu.be/oM0m67dr5ps
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 01.09.2012 às 22:09

D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias assumiu o trono de Espanha por graça de Francisco Franco, ditador. Por esses anos, Portugal já tinha feito a sua revolução, por muitos considerado apenas um golpe de estado que acabou com uma ditadura.
Mas, D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias fez a revolução sozinho. Simplesmente marcou eleições livres em Espanha. Um pequeno revés no parlamento, uma troca de tiros, polícia, e a ordem democrática restabelecida.
Como em qualquer monarquia constitucional, D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias considera o seu governo e a sua leal oposição, escolhidos em eleições livres.
Ao que parece, D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias, está farto de sua mulher, a rainha D. Sofia Margarida Vitória Frederica Glucksburg da Grécia e Dinamarca. Sente o seu fim aproximar-se e quer variar um pouco, não fora os paparazzi e tudo se resumia a um conflito familiar. É claro que D. Sofia Margarida Vitória Frederica Glucksburg da Grécia e Dinamarca não gostou muito, como é normal em qualquer casal. Deve achar que D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias está a ficar ché-ché. Mas não tanto para dizer ao Sr. Hugo Chavez “porque não te calas?”.
Hugo Chavez, filho de Hugo de los Reyes Chávez e de Elena Frías de Chávez, casou-se duas vezes: a primeira com Nancy Colmenares, com quem teve três filhos (Rosa Virginia, María Gabriela e Hugo Rafael) e a segunda com a jornalista Marisabel Rodríguez, de quem se separou em 2003 e com quem teve uma filha, Rosinés. Além disso, Chávez também manteve uma relação amorosa por cerca de dez anos com a historiadora Herma Marksman enquanto era casado com a sua primeira esposa. Hugo Chavez que resolveu, um dia, dar petróleo venezuelano aos seus amigos, como se fosse o seu dono.
E não apenas ela, D. Sofia Margarida Vitória Frederica Glucksburg da Grécia e Dinamarca, considera que o Rei está ché-ché, se calhar todos os súbditos que não votaram nele nem nela. Mas a vida do Rei interessa a todos. Tem uma caso amoroso? Harry fumou haxixe? Despiu-se a jogar poker? Porque será que todos se interessam comovidamente?
A realidade é que um Rei não é um meritocrata. Não foi o seu sucesso como advogado, nem o seu mérito, nem uma fulgurante carreira política que o puseram como chefe de estado. Ao contrário de todos os outros cargos importantes numa democracia, o Rei mais se parece com o normal dos cidadãos. E, ao contrário dos políticos, tem um povo atento à sua vida pessoal, como se ele representasse, imagine-se, o passado e o futuro do seu país.
Para um cargo que pouco mais tem de representativo e valor simbólico, nas repúblicas é apenas o funcionário público mais bem pago do país, para quem o governo pode ser do seu partido ou não.
Não sou espanhol mas, tal como o Rui Rocha, também me interesso sobre o mau humor do rei de Espanha. Está talvez na altura de abdicar em favor do filho, Don Felipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia, príncipe das Astúrias.
Sem imagem de perfil

De c a 01.09.2012 às 23:53

Deixo a questão da abdicação aos espanhóis.
Chamo-lhe a atenção de que Sua Majestade o Rei de Espanha tem legitimidade democrática "reforçada": é rei de Espanha por direito de sucessão, e por ele mesmo, já que a constituição espanhola lhe faz expressa referência (artº 57) e foi referendada pelo povo espanhol - coisas democráticas que não se usam em Portugal, por não ser preciso - nem, parece, desejável.
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 02.09.2012 às 00:04

:)
Sem imagem de perfil

De Zuruspa a 02.09.2012 às 19:49

Direito de sucessäo... a Francisco Franco! Por Franco escolhido para continuar o franquismo (e por isso é que o reizinho nada diz quando os neofranquistas do PP tentam voltar com o calendário para trás).

Sim, porque o avôzinho do Joäo Carlos abdicou, implementando-se a República a 14 de Abril de 1936!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.09.2012 às 23:28

O dos Sícilias bateu no braço direito e não no braço "izquierdo" como nos dá conta a notícia que aqui deixo:
http://www.perfil.com/contenidos/2012/08/31/noticia_0002.html

Como o mês de Agosto foi um mês em que me vi às aranhas, decidi perguntar, em Setembro, se alguém sabe alguma coisa sobre as teias que se tecem:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=575581

http://casadasaranhas.wordpress.com/2012/07/19/a-maconaria-em-portugal-uma-historia-de-corrupcao-e-conspiracao/

http://casadasaranhas.wordpress.com/2012/06/27/participantes-da-conferencia-ultra-elitista-bilderberg-2012/

Parece que a casa das aranhas...
Sem imagem de perfil

De c. a 02.09.2012 às 00:03

Por cá tudo vai bem. Uma gigantesca P2. O aníbal pechicha ao FMI e UE em recados pelos facebook, o passos coelho, que faz de primeiro-ministro, não pede facturas, o relvas dá recados através do borges, o déficit já está um rapazinho crescido e promete sair ao padrinho, alto e gordo. Não há notícia de uma única reforma - felizmente.
Ah, o Isaltino, condenado com sentença transitada em julgado continua à solta - e parece que a maçonaria não dá ordem para ser preso.
Em Espanha é que parece que aquilo está muito mau, com o Rei a bater no motorista.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.09.2012 às 11:27

Obrigado, c. Muito me conta. Quanto ao rei, parece que aquilo faz parte da fisioterapia.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 02.09.2012 às 03:41

Rui, não me digas: estás candidato ao DN? isso porque a Caras era de menos para ti.
As fontes. E a ética.
Que fardos, Dio mio!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.09.2012 às 11:25

Ética? Isso é algum prato da nouvelle cuisine. Se tiver tempo, por favor, diga-me onde está a ser servido. Será que vem no guia Michellin?
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 03.09.2012 às 00:09

Perfeito. Nada mais actual


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151138901901182&set=a.103516141181.92271.836546181&type=1&theater
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 05.09.2012 às 18:25

Será que o Rui Rocha viu o vídeo?

Atrás dele, confiei e acreditei no murro. Não verifiquei.

Mas, ó Rui Rocha, não há murro nenhum. Talvez o D. Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Dos Sicilias, não esteja completamente ché-ché. Só talvez zangado com qualquer coisa (um tabu?).

Vamos admitir que se zangou com o motorista e vai andar uma semana amuado. Porreiro.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D