Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Matemática ou a falta dela

por Leonor Barros, em 31.08.12

"Ministério promete quadro a 8000 professores" hoje na capa do Diário de Notícias. Por outro lado e "de acordo com o ministério, o número de professores efectivos que integram o concurso de mobilidade interna, no ano lectivo de 2012/2013, é de 5733",  diz-se no Público.

Se bem entendi, existem neste momento mais de cinco mil professores do quadro sem lugar, e já nem falo dos contratados, e o Ministério da Educação, que engendrou legislação, mexeu airosamente na estrutura curricular com pompa e circunstância, aumentou o número de alunos por turma e os horários dos professores e remeteu esses quase cinco mil para a antecâmara do desemprego, quer que oito mil passem a integrar os quadros. Tudo isto numa altura em que Vítor Gaspar se prepara para cortar na Educação. Gostava de saber quem andam a tentar enganar. Já que o Crato é das Ciências Exactas, exactas e precisas na forma como desbaratinando a Educação neste país, podia pelo menos apresentar algo minimamente credível  ou será pedir muito?


Também aqui.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De lagarto a 31.08.2012 às 11:20

Mário Nogueira

" O professor Mário Nogueira aparece na TV sempre que se fala de escolas, escolaridade, alunos, professores, pais, continuos, livros escolares, curriculos, programas, exames, cadernos, esferográficas, pois ele é, na realidade, o único interlocutor dos membros do governo que sabe tudo de tudo, apesar de há mais de 20 anos não dar aulas...
"O que me mexe com os nervos e não consigo desculpar aos sucessivos governos é que ninguem se tenha lembrado de nomear este "estalinista" confesso Ministro da Inducação ou coisa do género só para ter o prazer de o ver concordar consigo mesmo. Seria????
Blog "Arrozcatum"

D. Leonor, não queira ser Nogueira!
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 31.08.2012 às 12:40

Mário Nogueira? Qual Mário Nogueira? Alguém falou dele por acaso? Se me tivesse lido com atenção, saberia que não me interessa o que diz Mário Nogueira. Se quiser comentar o que digo além desse síndroma que uma parte da opinião pública parece ter muito bem. É bem mais fácil usar o sindicalista como bandeira do que pensar de forma independente e lúcida. O ensino não se resume ao nome de um sindicalista ou a um sindicato. Se é para discutir Mário Nogueira encerro aqui o meu caso.
Imagem de perfil

De monge silésio a 31.08.2012 às 13:02

Quantos contribuintes serão precisos para pagar 85 000 professores?

...se tudo fosse para a Educação...
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 31.08.2012 às 15:25

Esse não é o meu ponto. o que quero dizer e que fique bem claro é que Nuno Crato mente quando diz que quer que 8.000 professores passem a ser do quadro. Se estão a dispensar professores e se vai haver mais cortes na educação, como é que vão entrar mais para um quadro que está a dispensar os seus funcionários? Só não vê quem não quer.
Imagem de perfil

De monge silésio a 31.08.2012 às 15:49

Tem razão.

Mas, isto é "soft politics" (está na moda...). Dá-se uma esperança imediata...perante a tragédia do futuro.

Ora, a verdade está na tragédia.
É como no Pontal e com 2013...

Nas alturas de crescimento económico (com dinheiro dos outros...mas deixá-lo!), a populaça gostava deste discurso...mas ainda há resquícios, como bem vê.

A verdade como compatibilidade com o real é algo que está afastado da política. A Ilusão, nascida da estética, passou para a Ética. Não interessa ser verdade, interessa manter o "se"...mesmo que se saiba, como é o caso da educação (e também da saúde e segurança social) que a diminuição de serviços é forçosa: envelhecimento e não há dinheiro.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 31.08.2012 às 16:18

Se tivermos em conta que tanto o Álvaro como Passos Coelho já anunciaram o fim da crise, tem razão. 'Soft politics' é muito bonito mas eu prefiro a verdade e isto é desonestidade. Não adianta ao governo diabolizar Sócrates e os anteriores titulares da pasta da Educação. Estão a cometer outros erros igualmente graves com um mesmo objectivo: cortar desalmadamente. Uma miséria, esta gente que nos governa há quase quatro décadas.
Sem imagem de perfil

De Levy a 01.09.2012 às 19:04

Dos 5733 de que fala, 1872 continuam sem lugar, os outros foram colocados. Ou dito de outra maneira: o MEC tem 1872 professores no quadro que não têm alunos. Apesar disso contratou mais de 7000.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D