Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O tiki-taka, mais do que futebol, é bola. E há equipas de futebol que detestam a bola. Maltratam-na. Dão-lhe pontapés. Algumas até aliviam. A bola é tormento. Quando a afastam, suspiram de alívio. Não se pode jogar tiki-taka sem amor, posse, partilha e saudade. Da bola. Quem tiki-taka quer bola. E quando passa, tem sempre esperança de a reaver. O tiki-taka é um jogo de crianças que adquiriu maturidade. Que percebeu que pode ser gratificante dar e receber. O tiki-taka nunca foi uma táctica (a tiki-táktica). Mais do que a disposição da equipa no campo, o que importa é a posição dos jogadores em relação à bola. Em busca da proximidade, do contacto, de um afago. E é provável que o  tiki-taka, na versão mais pura, não possa funcionar como estratégia (a tiki-tégia). Para ser uma estratégia futebolística, teria de ter a intencionalidade do golo. Ora, a consequência do golo é a perda de posse de bola. Uma contradição com a essência do tiki-taka. Digo que o destino do tiki-taka é tornar-se uma manifestação cultural. A tiki-tura. Com uma estética. A tiki-tética. Os jogos serão manifestos. Ou instalações. Os campeonatos de tiki-taka disputar-se-ão em Florença, na Piazza del Duomo. Os jogadores equiparão com os trajes de luzes do toureio. Os relatos trocarão a ansiedade pelo temple e pela pausa. As transmissões televisivas não irão bem com cerveja e tremoços. E serão instalados écrans gigantes na Ópera de Viena. Podem não ter percebido, mas Silva deu um passo decisivo nesse sentido no jogo da Espanha contra a Irlanda. Até agora, o tiki-taka sempre fora mais tiki do que taka. Muito tiki-tiki no meio-campo. Mas, perto da baliza, remate, pontapé ou cabeçada. Com Silva, descobrimos a dimensão ataka do tiki-taka. Quando dominou a bola, mais do que isso, parou o tempo. E não procurou, como se faz no futebol, descolocar os adversários. Pelo contrário, com o fio do tempo suspenso, indicou-lhes, com uma finta de corpo, o ponto exacto do espaço em que se deviam colocar. Depois, não rematou. Passou para as redes. No passo seguinte da evolução, um avançado fará uma tabela com o poste da baliza adeversária, prescindindo do golo em nome da perpetuação da posse de bola. Nesse dia, o tiki-taka autonomizar-se-á do futebol. Não será modalidade olímpica. Mas poderá ganhar um Prémio Nobel ou a Palma de Ouro em Cannes.

 


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 15.06.2012 às 15:39

A Espanha poderá ser o adversário de Portugal nas meias-finais, se ambos os países lá chegarem. Antes, Portugal terá de se amanhar com a Rússia (esta deverá vencer o grupo A) se ficar em segundo lugar no grupo B (é improvável que a Alemanha perca com a Dinamarca). Assim, o vencedor do jogo "vencedor grupo A-segundo classificado do grupo B" vai jogar com a Espanha nas meias-finais... se esta passar o segundo classificado do grupo D, que pode ser a Ucrânia, a Inglaterra, ou a França...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 15.06.2012 às 15:56

É como diz, Lionheart. É preciso chegar lá. E que grande jogo seria esse com a Espanha.
Sem imagem de perfil

De Textículos a 15.06.2012 às 16:19

Foi isso que os brasileiros não compreederam em 1994 quando ganharam o mundial e apelidaram a canarinha de pior selecção brasileira de sempre. Parreira primeiro encontrou um líder Dunga que tinha duas características essenciais: liderança e passe preciso. O resto da equipa só necessitava de bom passe, tanto que alguns jogadores ficaram marcados, Zinho que fazia o jogo rodar ainda é lembrado como enceradora. Contavam ainda com Bebeto e Romário que tinham entre a principal das virtudes, a paciência. Mesmo quando Carlos Alberto Parreira em 2003 afirmou que a táctica do futuro seria o 4-6-0 toda a gente riu.
http://www.youtube.com/watch?v=ejidBxd9Yws
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 15.06.2012 às 17:30

Já dizia o outro que ter razão antes de tempo é não ter razão...
Sem imagem de perfil

De JSP a 15.06.2012 às 16:31

O David Silva não lhes fez uma finta - fez-lhes um "quiebro", tal como nas bandarilhas...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 15.06.2012 às 17:31

E o Shay Given atirou-se a toro pasado...
Sem imagem de perfil

De CeC a 15.06.2012 às 17:35

Excelente texto, Rui!
Não sei se "...rumo à tiki-turra", no título, não ficaria igualmente adequado.

No meio de tudo, só espero que "os nossos" tenham visto o jogo. Já cansa ver a selecção sem qualquer tipo de estilo. Longe vão os tempos em que éramos o "Brasil da Europa".
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 15.06.2012 às 18:56

Esperemos que possam assistir dentro de campo. Lá mais para a frente, em jogo contra a Espanha.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.06.2012 às 19:24

Há dois anos, na África do Sul, demo-nos muito mal com a selecção espanhola. Graças a ela, o Mundial para nós terminou mais cedo.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 15.06.2012 às 20:31

E este ano parece-me que no hay tortillas sin huevos. Mas espero estar errado. Afinal de contas, até o Postiga já marcou um golo.
Sem imagem de perfil

De asCético a 16.06.2012 às 14:06

Lembro-me de uma cena do Indiana Jones que diante de um árabe que fazia malabarismos com uma espada, pega na pistola e dá-lhe um tiro. Foi o que a Itália quase fez à Espanha.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 19.06.2012 às 19:03

Certo. Nem sempre a cultura vence...

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D