Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Adormecer e acordar

por Cláudia Köver, em 24.05.12

Acordar é como adormecer. É despertar para uma realidade inversa. É nadar no fundo do mar e por breves instantes não saber se estamos prestes a romper o espelho de água ou a descer ao fundo do mar.

Acordar é como adormecer. Um deles é nos mais querido que o outro. Um deles salva-nos do outro. Dependendo do momento que estamos a viver na realidade ou no sonho.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Bartolomeu a 24.05.2012 às 16:13

Já dizia Pessoa; por vezes, é preciso sabermos descer ao mais fundo de nós, para conseguirmos descobrir o que somos e, íntima e verdadeiramente, o que queremos. Independentemente do que supomos que queremos, ou do que julgamos que devemos querer.
Eu... concordo com o Poeta; temporal e intemporalmente.
Imagem de perfil

De Cláudia Köver a 24.05.2012 às 18:01

Caro Bartolomeu. Uma vez mais agradeço a leitura e o comentário :) Por vezes, uma destas duas "realidades" diz-nos o que realmente queremos. Algo que na outra "realidade" não conseguimos ver.
Sem imagem de perfil

De Bartolomeu a 25.05.2012 às 08:15

E se de cada vez que nos depararmos com uma realidade, pegarmos nela e a virarmos de pernas para o ar, Claudia?
Se a desmontarmos e voltarmos a montar em seguida?!
Se a analisarmos por dentro, se lhe esmiuçarmos as entranahas e subtilmente lhe trocarmos de posição uma ou duas coisitas que achemos se encontram no lugar errado?
Acha que quando a voltarmos a montar, ela permanecerá realidade?
Ou, voltando a Pessoa; iremos encontrar uma realidade transformada, ou uma realidade diferente, menos real e mais consentânea?
;)
Sem imagem de perfil

De Bruno A. a 24.05.2012 às 16:17

Eu gostei do texto. Mas não haverá um limbo? Não podemos sonhar acordados?
:)
Imagem de perfil

De Cláudia Köver a 24.05.2012 às 17:59

Obrigada Bruno. Tantas vezes já sonhei acordada :) é verdade.
Sem imagem de perfil

De vida saudavel a 26.02.2016 às 19:03

e uma cronica não um texto mano aprende a ler o titulo

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D