Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Que barafunda...

por Helena Sacadura Cabral, em 10.05.12

Nem todos podem ser políticos. O exercício desta carreira vai muito para além da profissão. À mulher de Cesar diz-se que não basta ser séria. É também preciso parece-lo.
Na política passa-se o mesmo. Não basta ser bom e competente na área da sua dependência. É preciso saber fazer passar a mensagem. É afinal, também, preciso parecer-se sério. 
Difícil de entender? Nada. Esta é, aliás, a base da actividade política e da sua estratégia: ser sério e parecer sério.
Ontem liguei pela primeira vez a televisão. Apanhei um emaranhado de histórias de espiões, de secretas, de documentos que foram para Bruxelas e não para os deputados, uma salgalhada tal que pensei ter havido uma hecatombe enquanto o aparelho esteve desligado.
Afinal, era a inépcia do costume. Os espiões eram os mesmos, mas acrescentaram-se-lhes outros. E a documentação fora mais rápida para fora do que para dentro, mais célere em inglês do que em português. 
O nosso Parlamento levou dois dias a discutir estes casos. Um que será julgado nas instâncias competentes e o outro, pelo ridículo da questão, até faz pena.De facto, não é político quem quer. Só o é quem tem talento para isso. E quem tem, claro, apetência para tal...


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.05.2012 às 20:41

Helena já vi 3 vezes a sua conversa com o Daniel e não me canso....é um ensinamento de vida!
Já quase a sei de cor...à 4ª de certeza que já respondo "por si". Faz-me lembrar o Cinema Paraíso!
OBRIGADA E UM GRANDE BEIJO POR SER QUEM É!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.05.2012 às 20:43

O meu comentário anterior não tem nada a ver com o seu post, mas tinha de lhe dizer o que sinto.
Imagem de perfil

De Faust Von Goethe a 10.05.2012 às 20:44

I wonder if a tuga watergate silly season is approaching-soon.

Cheers :)
Imagem de perfil

De miminhoscruzados a 10.05.2012 às 21:26

... e quem parece sério!
Sem imagem de perfil

De Vasco a 11.05.2012 às 01:59

Há uma coisa que me desagrada bastante e que reparo ser cada vez mais frequente: é o facto de os nossos representantes no parlamento chamarem "mentiroso" e outros insultos velados quer no plenário quer em sessões diversas, como ontem naquela cena com o M das Finanças, o deputado Galamba e o outro sujeito do PC de quem não recordo o nome neste momento. Atenção, se fosse ao contrário era a mesma coisa. Mas trata-se de um tipo de linguagem que não só causa bastante má impressão, como instala a desconfiança permanente e ficamos sem saber se provém da má cultura cívica fora das paredes da Assembleia ou se, por outro lado, a cria em primeiro lugar. A desconfiança dos cidadãos pelos políticos tem também a ver com a maneira como se comportam entre si.
Sem imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 11.05.2012 às 18:36

Tem toda a razão. Prefiro o mercado do Bolhão porque, ao menos esse, não é elitista. E tem a vantagem de representar um povo autêntico.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D