Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Feira em 2012

por Ana Cláudia Vicente, em 08.05.12

 [Foto: via Desacordo.net]

Fui num pé à sacramental Feira há já vários dias, e lá aproveitei algumas daquelas pechinchas especializadas (coisas do INCM, alfarrabistas & companhia) que todas juntas, só ali.

No meio de muito desconforto e bastante animação, fiquei feliz em dar conta que boa parte dos seus frequentadores estão, finalmente, adaptados à velha máxima "não há mau tempo, só mau equipamento". Vi carrinhos de bebé quitados com os mais variados e coloridos impermeáveis; pais ataviados como quem comprou bilhete para ir à Patagónia; casais de miúdos com aquela pinta de quem acabou de chegar da viagem à Serra da Estrela. Poucos com medo da chuva e de molhar o sapatinho. Sempre gostei deste ambiente  todo-o-terreno.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 08.05.2012 às 19:13

"não há mau tempo, só mau equipamento" - verdade!
Na Alemanha, também andam carrinhos de bebé e crianças pequenas na rua, com temperaturas negativas. E não faz mal a ninguém. O importante é sair, andar ao ar livre (nada de centros comerciais). Faz bem à saúde, física e mental.

Viva a Feira!
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 09.05.2012 às 04:12

De facto, Cristina, muitos dos nossos vizinhos europeus não colocariam os pés fora de casa, se ficassem à espera de dias radiosos e temperaturas amenas.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 08.05.2012 às 20:59

Eu não gosto da feira com chuva, nem sei porque raio é que anteciparam a data nos últimos anos. Os livros nunca se deram bem com a água, como diz o nosso Skywalker. Era muito mais simpática a feira em Maio/Junho, com sol e moscas.
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 09.05.2012 às 04:17

Na questão da data, concordo; não percebo bem as motivações da antecipação da data. E não consigo pensar na Feira sem pensar em sorvetes, um bocadinho de calor, festas da cidade...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.05.2012 às 00:45

Sou fã da Feira do Livro desde sempre. E também desde sempre escuto as mesmas críticas que lhe são feitas. O que não invalida esta evidência: ano após ano, é um dos grandes acontecimentos culturais em Lisboa. Faça chuva ou faça sol. Como a Cristina observa, e bem, em tantos países da Europa com muito pior clima do que o nosso as pessoas andam na rua e não se refugiam em centros comerciais, ao contrário do que continua a suceder em Portugal onde um bocadinho de chuva ou um quase-nada de vento logo afligem tanta gente.
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 09.05.2012 às 04:29

Pois, Pedro: lembro-me de, há uns três ou quatro anos, no regresso a Portugal depois de muitos dias pelo norte de França, reparar precisamente nesse contraste. Por lá chovia quase todos os dias, e cada um seguia o seu caminho sem alarde; à primeira molha para cá dos Pirinéus, julgo que em San Sebastian, foi um desbaratar de gente a acoitar-se onde podia que só vendo.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 09.05.2012 às 01:03

Percebo-te. Mas detesto chuva. Precisamente porque somos meridionais, não lidamos bem com a molha... e ficamos em casa. Além do mais, há tendas e essas coisa modernas.
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 09.05.2012 às 04:35

A intempérie é, para mim, o preço da casticidade desta feira de rua.

Neste caso, digo-te como dizem os brasileiros:

«Chuva não encolhe gente, né?» :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.05.2012 às 19:48

O nosso problema não é a chuva, mas a falta dela.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D