Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Academia & Endogamia

por Laura Ramos, em 02.05.12

 

A endogamia ainda é um problema, nas nossas universidades?

«Basta olhar para os apelidos. Quando a minha universidade fez 100 anos, fui convidada como antiga aluna. Estavam lá professores da Faculdade de Direito e perguntei se ainda existe endogamia na faculdade. “Ah, de todo!”, responderam-me. E dava vontade de rir – bastava olhar para os apelidos iguais, claramente filhos ou sobrinhos. Há endogamia. E há nepotismo.»

Maria Filomena Mónica

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 02.05.2012 às 12:38

Vale a pena ler esta entrevista.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 02.05.2012 às 19:05

Se vale! Todinha.
Lá vai ela em tudo direita ao cerne, sem medo.
Quem não deve não teme...
Imagem de perfil

De José António Abreu a 02.05.2012 às 15:42

Laura: não quero fazer renascer polémicas antigas mas isto vai no sentido do que eu escrevi há uns meses e causou reacções tão fortes (especialmente tuas e da Leonor). Muitas instituições públicas (e privadas mas, em princípio, essas não me afectam tanto enquanto contribuinte) estão reféns de uma teia de cumplicidades (familiares ou não) que se foi desenvolvendo ao longo dos anos. E isto torna quase impossível reformá-las porque serão quase sempre pessoas envolvidas nessa teia a tomar as decisões. No limite, se for preciso despedir, nunca serão escolhidos os familiares, os "amigos", os elementos com cunha. O mérito é secundário.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 02.05.2012 às 19:22

jaa, tanto quanto me lembro tu falaste disso e de muito mais, generalizando de uma forma desfiguradora a administração pública no seu todo.
O que aqui é retratado é bem mais grave e empobrecedor, porque no meio académico o que está em jogo não é só o protectorado em si, condenável, que secundariza o mérito. São sobretudo as gerações e gerações de aprendizes dessa coisa (não por acaso) chamada "universitas" que podem ser privados dos melhores Mestres.
Evidentemente que o fenómeno existe.
Evidentemente que descura a qualidade absoluta.
Evidentemente que também tem excepções, porque alguns 'herdeiros' sê-lo-iam sempre, por mérito próprio, onde quer estivessem.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D