Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

Últimas Ceias #5

Ana Vidal, 06.04.12

É sabido que a PUBLICIDADE (o tema deste post) se apodera dos ícones culturais e os vampiriza, capitalizando a força destes para fazer passar as suas mensagens, mais ou menos inócuas. A Última Ceia e o seu poderoso simbolismo, fortemente implantado na cultura ocidental e veículo privilegiado de emoções, não podia deixar de interessar a este universo de criadores de sonhos. Foi difícil escolher os exemplos de hoje, tal é a variedade de opções. Mas aqui ficam alguns.

 

 

 

Nestes dois primeiros, é o imaginário infantil o alvo preferencial. 1. Mickey Mouse (a primeira grande estrela da banda desenhada, da Disney) está rodeado de outros heróis e figuras bem conhecidas das crianças. E todos eles promovem subtilmente a cadeia McDonalds, cujo logótipo se eleva como um halo sobre a cabeça de Mickey. 2. Uma Última Ceia da Lego, com todos os pormenores.

 

 

 

Caminhando para o target seguinte, os adolescentes. 3. De novo as figurinhas-oferta da McDonaldland, aqui num cartaz anunciando um espectáculo dos Melvins. Lee Zeman foi o seu criador. 4. Personagens de video-jogos da Nintendo, tendo o famoso Super-Mário como figura central.

 

Já no mundo dos adultos. 5. Uma curiosa sobreposição do etrrno provocador Andy Warhol, usando a Última Ceia e duas marcas bem conhecidas: a Dove (note-se a alusão à pomba (dove) que representa o divino Espírito Santo para os cristãos; e a General Electric, a qual, não por mera coincidência, "ilumina o mundo" e tem como slogan We bring good things to life. 6/7. Como não podia deixar de ser, os mais sacralizados objectos de culto da actualidade, aqui num aproveitamento da omnipotente Apple, destacando acima de todos os outros os seus iphone e ipod.

 

3 comentários

Comentar post