Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Crónicas que o tempo não apagou

por Teresa Ribeiro, em 04.04.12

Toda a gente sabe que "reduzir o peso do sector público" significa "passar a patacos as EP's que dão lucro e fazer os contribuintes pagar os prejuízos das outras", que "competitividade" significa "salários baixos", que "flexibilidade das leis laborais", significa "despedimentos fáceis", que "competência" significa "é do meu partido", que "não tenho nada a declarar" significa "é tudo verdade", que "isto é off the record", significa contem tudo mas não digam que fui eu que disse - se leram até aqui, por favor contenham o bocejo. O desabafo não é meu. Sei que soa a lugar comum e é mesmo. De tão repetida esta conversa cheira mal, mas na data em que foi escrita por Manuel António Pina no Jornal de Notícias, talvez ainda tivesse alguma frescura. Em Crónica Jornalística - Século XX, uma recolha da autoria de Fernando Venâncio (Círculo de Leitores) descubro que em 12.12.1987 se discorria assim nos jornais.

Passaram 25 anos. Bem sei, bem sei. Não é grande proeza. Se consultar o Eça ou o Ramalho encontro mais e melhor. Mas sempre que isto me acontece não consigo evitar o desconforto. E a seguir o cansaço. Ando a ler e por conseguinte a meditar nas mesmas coisas há demasiado tempo. Só pode fazer mal.

Tags:


4 comentários

Sem imagem de perfil

De lucklucky a 04.04.2012 às 16:24

Há coisas que mudam:
The onward march of the Chinese consumer continues, with China overtaking the U.S. as the biggest grocery market in the world in 2011, according to new research out of the United Kingdom.

The Chinese grocery sector was worth $970 billion (607 billion pounds) at the end of 2011, while the U.S. market came in at $913.5 billion (572 billion pounds), research by food industry analysts IGD showed.

http://www.cnbc.com/id/46940039
Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 04.04.2012 às 18:20

A minha modéstia impede-me de a aconselhar a ler o meu blogue mas tratam-se lá esses assuntos que refere com grande parcimónia.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.04.2012 às 23:52

Excelente antologia essa, organizada por Fernando Venâncio. A crónica é um excelente género literário, infelizmente nem sempre muito valorizado entre nós. Mas quando o texto tem qualidade - como é o caso dessas crónicas que figuram na referida antologia - resiste sempre à passagem do tempo, transcendendo o contexto em que foi escrito.
Fizeste muito bem em lembrar isso, Teresa. A importância dos blogues também passa por aqui: é cada vez mais urgente reavivar a memória das pessoas.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 05.04.2012 às 01:09

Teresa, isso só prova que a natureza humana não muda muito ao longo do tempo. Mudam as circunstâncias, mas não as reacções a elas.

A propósito, gosto muito de crónicas.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D