Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cadáver esquisito (8)

por Helena Sacadura Cabral, em 09.04.12

1. UM LIVRO, 2. CA...... SARKIS G........N, 3. OLHOS4. ESCAVAR, 5. IN VINO VERITAS, 6. TO THE LEFT, AS PERNAS DE STELLA, 7. O MEDALHÃO

8

O SEGREDO

 

João e Eduardo não sabiam que fazer a Vivelinda que, por mais que a abanassem, parecia não dar sinal de vida.

- Porra, será que morreu?

- É pá, não vês que respira?

- Traz vinagre ou amoníaco.

- E onde é que encontro isso?

- In the kitchen, just here, respondeu Stella ainda mal recomposta dos orgasmos que não chegara a ter, com a fuga inopinada de João Cosme.

 

O efeito do vinagre fez-se sentir. A pseudo morta começou a entreabrir as pálpebras. Mas a cor do rosto permanecia cal. Aos poucos e com a ajuda dos dois homens, conseguiu levantar-se e amparada sentar-se numa cadeira junto à mesa. Pediu um copo de água e olhou o medalhão que estava em cima dela, ainda aberto. Como foi possível o medalhão não ter ardido n´Os Freixos, perguntava a si própria, ainda zonza.

- Alexander, exclamou, quando lhe trouxeram a água.

- Quem é o Alexander? perguntou Cosme.

- Alexander, continuava ela.

Who is Alexander? questionava Stella, que ansiava recuperar Cosme para o trabalho inacabado.

- The pianist, exclamou Vivelinda, que deixou todos boquiabertos, perante a correcção do seu inglês.

- Where, where did you find the locket? Inquiria ela sem se dar conta da língua em que falava e do rebuliço que estava a causar.

- Alexander, the man I loved…and the killer…

 

José Augusto, que entretanto acordara, perguntou o que se passava. Eduardo apontou para o medalhão e de repente, viu-o lívido, balbuciar … Alexander?

- Também conhece o homem? ripostou Cosme.

-  Alexander, o assassino, murmurou.

-  Assassino de quem? perguntaram os outros em uníssono.

-  É uma longa história que só a Valeriya pode contar.

-  Quem?!

 

(Este é o oitavo capítulo do nosso 'cadáver esquisito', explicado aqui. A próxima mão a embalar o cadáver é da Ivone Costa.)

 

(Esta é a saga que será o próximo best seller da escrita a várias mãos!)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.04.2012 às 19:30

A dada altura todos os envolvidos na trama entram em transe abesbilicos pela revelação da Vivelinda sobre a origem do seu nome...

Na hora do parto durante o periodo expulsivo é necessário levar a parturiente para o hospital para a criança ser tirada a ferros"forceps" o pai temendo a criança e a mãe em risco grita desesperado Vive Linda. A mãe apreensiva por uma criança pouco saudável no ambito da beleza exclama vive linda e assim nasceu a Vivelinda, que nem duvidamos que o é de qualquer forma...

Isabel Seixas

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D