Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Gorduras do Estado" (36)

por Pedro Correia, em 20.03.12

A Parque Escolar gastou em 181 escolas o que tinha previsto gastar na totalidade das 332 escolas. Só em cinco estabelecimentos, os mais caros do programa de modernização destinado ao ensino secundário, foram gastos 115,856 milhões de euros


16 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 20.03.2012 às 09:21

A Parque Escolar devia ser posta no álbum de fotografias dos governos de Sócrates.
Sem imagem de perfil

De À GRANDE a 20.03.2012 às 12:44

Uma belíssima ideia.
Algumas escolas de tão luxuosas chocam certamente algumas famílias cujo lanche dos filhos simplesmente não existem. Uma afronta.
Sem imagem de perfil

De Tiago C a 20.03.2012 às 10:56

É tão fácil agarrar em números avulsos, desde que grandes, e escrever um parágrafo assim.
De facto a renovação do parque escolar é mesmo uma gordura do Estado. O melhor mesmo é deixar cair de velho as escolas pelo país. Educação para quê não é?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.03.2012 às 15:00

Uso maciço de "iluminação decorativa", "estores eléctricos", "iluminações de parede". Uma 'direcção de comunicação e imagem' que custava 130 mil euros por ano. Adjudicação de serviços de design e publicidade nas obras da Passos Manuel, em Lisboa - que "entretanto se tornou numa das escolas mais caras de Lisboa", como assinalava hoje Pedro Lomba no seu artigo do 'Público', citando notícia recente do DN.
Etc, etc.
Sem imagem de perfil

De a.m. a 20.03.2012 às 12:33

Alguém abafou alguns destes milhões ... ou será que nos estão a contar uma bela estória?
Sem imagem de perfil

De cr a 20.03.2012 às 12:49

Pode ser uma gordura falsa, há que verificar bem...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.03.2012 às 14:57

Pois, se calhar a procissão ainda só vai no adro. Segundo o 'Expresso', o relatório do Tribunal de Contas - já concluído na versão preliminar - aponta para indícios de crime na gestão da Parque Escolar.
Sem imagem de perfil

De furta maçãs a 20.03.2012 às 13:59

E eu que roubei três maçãs no Continente... é que vou ser julgado!
Sem imagem de perfil

De Carlos Dias Ferreira a 20.03.2012 às 15:04

Pedro:

As coisas finalmente vão-se sabendo e por acaso adoraria ver a listagem das empresas a quem adjudicaram as obras pois ou eu muito me engano ou ser "amigalhaço" da socratice era algo que dava muitos pontos no critério da escolha. Eu como qualquer Português gostava de saber para onde voaram tantos milhões de euros e para que bolsos. Já agora como é possivel estar a tirar um curso em Paris se os proventos anuais não chegam para tal. Eu começo a ficar desconfiado que ainda estamos a pagar a fuga deste "trapaceiro" o que seria de uma gravidade imensa. Porreiro, pá.
Sem imagem de perfil

De Já foi a 20.03.2012 às 15:38

Eram, gorduras do Estado ... agora são de outros ...
Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 20.03.2012 às 16:30

em 5 escolas foram gastos 115.856 milhões de euros?
como se lê esse número?
porque o pib de portugal é de cerca de 170 mil milhões, mais ou menos tanto quanto a dívida pública, e o empréstimo da troika vai ser (?) de 70 mil milhões.
contas à moda do prior do crato, tá visto.
Sem imagem de perfil

De rui a 21.03.2012 às 00:14

é fácil !!!

é só reparar que está lá uma virgula ( , ) e não um ponto ( . )

Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 21.03.2012 às 08:21

muito obrigado pela sua ajuda. bem haja.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 21.03.2012 às 00:19

Não vejo nada de extraordinário na minha escola e a requalificação da dita foi provavelmente o melhor acontecimento da minha vida profissional nos últimos tempos. A mudança para melhor da qualidade de ensino é indiscutível. Não discuto o esbanjamento mas duvido destas notícias que saltam cá para fora assim. Deixei de acreditar em jornais depois de algumas desilusões e uns quantos passos de spinning em que ingénuos como eu caem. Esperemos para ver. O país não é o Passos Manuel. Tenho muitas dúvidas do empolamento que se está a dar a tudo isto, embora não descarte obviamente o esbanjamento de recursos. Duma coisa tenho a certeza: a requalificação das escolas é uma óptima ideia, era necessária e tenho a certeza que se forem bem aproveitados muitos de nós têm agora condições muito boas para trabalhar. Veremos
Sem imagem de perfil

De cr a 21.03.2012 às 12:13

Leonor concordo consigo, tenho amigos professores a pensarem exactamente o mesmo.
Afinal boas condições de trabalho, seja nas escolas, seja onde for, traz alegria e vontade de fazer melhor, ou não?
Claro que serão sempre condenáveis os excessos, mas como diz a Leonor e muito bem, cada vez fica mais difícil acreditar na comunicação social, na verdade muitas pessoas andam a " reboque " de títulos de jornais e a pensar com a " cabeça " do que outros escrevem, nem sempre com rigor.
Um dia destes vinham 2 páginas num jornal a falar de um sujeito bancário que tinha sumido com o dinheiro dos clientes do banco, dos amigos, dos familiares, um enorme desfalque. Afinal o homem, apeteceu-lhe como nos apetece muitas vezes a todos, sumir e foi para um Hotel. Só levou com ele dinheiro de uma conta dele, e os colegas do banco ligam-lhe desesperados para ele voltar porque é uma excelente pessoa.
É inacreditável este jornalismo que sem confirmação de factos desata a construir histórias.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 21.03.2012 às 23:01

Claro que é mil vezes melhor e não vejo nada que seja supérfluo. Não há madeiras nobres nem mordomias, há uma boa biblioteca, um auditório razoável, salas de aula renovadas com algumas opções discutíveis como o chão e computador e projector ou quadro interactivo. Excelente! A questão é se alguém andou a meter dinheiro ao bolos com isto e se houve gestão danosa como parece haver. Mão dura nesses casos.
Cada vez acredito menos nalgumas notícias, cr.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D