Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Acordo burrográfico (22)

por Pedro Correia, em 13.03.12

- Ninguém para o Benfica!

- Eu já suspeitava que ninguém queria ir para lá.

Autoria e outros dados (tags, etc)


26 comentários

Sem imagem de perfil

De Outside a 13.03.2012 às 16:10

Imenso sorriso.
Sem imagem de perfil

De Zélia Parreira a 13.03.2012 às 17:06

Adorei este!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2012 às 23:50

Nada que me surpreenda, Zélia. Saudações leoninas.
Sem imagem de perfil

De pássaro viajeiro a 13.03.2012 às 17:23

Há que compreender a interpretação dum texto, e não manuseá-lo à nossa conveniência. Penso!
Se nada para o Benfica, está muito bem e nada mais é que a expressão da mais pura verdade.
Nada para o Benfica porque não há adversário compatível. O mesmo não sucederia, por ex: em Espanha ou Inglaterra. Aí já havia alguma coisa para ele.
Dê, dêem-lhe as voltas que quiserem o Glorioso é único em todo o mundo. Vá-se para onde for ouve-se falar no Benfica, coisa que, notoriamente não acontece com o felídeo e muito menos com o mitológico bicho nortenho.

Em 1987, em plena floresta equatorial, deparei com os pigmeus.
É um povo nómada sem poiso definido, tanto habitam o Gabão como o Congo, Guiné Equatorial ou Camarões sem se fixarem em nenhum, por isso não são considerados por nenhum país. Não votam, não participam em nada, habitam hoje aqui amanhã ali, não constroem, não semeiam e menos colhem; andam nus, vivem do arco e do mel, não falam nenhum dialecto conhecido e comunicam por estalidos. Enfim; homem primitivo.
– Sou português! – Disse eu sem nenhuma veleidade em ser compreendido.
Ficaram a olhar para mim feitos parvos. Insisti no sou português, quando, para meu espanto, um de entre eles se destacou e com um largo sorriso de satisfação de orelha a orelha, disse apontando-me aos outros:
– Bric, tric, trac, flic blic...Benfica!
Sem imagem de perfil

De Zélia Parreira a 14.03.2012 às 10:58

"Não votam, não participam em nada, habitam hoje aqui amanhã ali, não constroem, não semeiam e menos colhem; andam nus, vivem do arco e do mel, não falam nenhum dialecto conhecido e comunicam por estalidos. Enfim; homem primitivo."

Atendendo ao nível de desenvolvimento civilizacional e intelectual, é perfeitamente compreensível que só conheçam... isso.
Sem imagem de perfil

De pássaro viajeiro a 14.03.2012 às 14:40

Para que veja.
Conhecem mais de Benfica que de todo o resto.
De Benfica!!! Não é..."isso"
:)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2012 às 15:20

«Nada para o Benfica» pressupõe que o clube mete água. Caso contrário nada-se... em seco. Este AO é impagável.
Sem imagem de perfil

De pássaro viajeiro a 14.03.2012 às 15:45

De fato!... Fato!!?? Pode ser, desde que ainda esteja por pagar; eu interpreto de outra maneira.
"Nada para o Benfica" e esta nada tem a ver com a interpretação acima; nada para o Benfica porque o barco esgotou a lotação.
Porque água, o clube não mete. Ou por outra, mete!
Mete água para cima dos corruptos azulados, e não meteu para os felídios porque a jaula os protegeu.
Ainda, se se quiser e sem forçar a perspicácia por aí além, nada para o Benfica pois a vergonhosa protecção favorecedora é para quem se sabe
Abençoado AO. Olhem que verdades permite.
Eheh...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2012 às 16:24

A importância de um acento. Às vezes mais importante do que muitos assentos.
Sem imagem de perfil

De fgh a 14.03.2012 às 04:23

Le créole brésilien remplace officiellement le portugais au Portugal
http://www.temoignages.re/le-creole-bresilien-remplace-officiellement-le-portugais-au-portugal,55127.html
Sem imagem de perfil

De Vasco a 14.03.2012 às 05:04

Só eu sei por que não fico em casa. (Esta frase é a mais brilhante até agora)
Sem imagem de perfil

De pássaro viajeiro a 14.03.2012 às 14:56

Grande coisa! Todo o mundo sabe!
Porque as mulheres não estão para aturar maus-humores de perdedores.
Eheh...
Sem imagem de perfil

De Vasco a 14.03.2012 às 05:16

Ainda não vi um defensor do acordo que não fizesse um ataque ad hominen - em vez do argumento.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2012 às 13:12

Nem eu, Vasco.
Sem imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 14.03.2012 às 14:22

Pedro o que eu ri por tua causa. Mataste dois coelhos de uma penada! É obra!
Sem imagem de perfil

De hcl a 14.03.2012 às 14:40

No dia em que um sportinguista não falar do Benfica, o sporting acaba.

Escrevo sporting com letra pequena porque duram cerca de um mês, então, devemos aplicar a mesma regra que se aplica aos nomes dos meses.
Significado:
sporting :intervalo de tempo entre setembro e outubro em que alguns cidadãos se vestem de verde e cantam.(ex:em sporting vou de férias).

Aproveito para deixar a questão complexa:
Um dragão é um lagarto com asas?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2012 às 15:22

A sua questão é de uma profundidade assombrosa. De tal maneira que decidi endereçá-la ao professor Medina Carreira. Talvez ele se digne responder-lhe numa das próximas emissões do programa televisivo que protagoniza.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 14.03.2012 às 15:44

Vejo aqui dois pontapés: um na gramática e outro no Benfica...
Sem imagem de perfil

De pássaro viajeiro a 14.03.2012 às 15:51

Ai ai, Ana.
Aposto que ficava encantadora de vermelho trajada.
:)
Sem imagem de perfil

De EdeCarvalho a 14.03.2012 às 16:16

Mal li o postal pela manhã, vieram-me à ideia todos os "acórdus"

Iriam "haber" comentários ao "mólho", muitos "mólhos" e alguns com "môlhos" expressivos.

Já que preferencialmente, não uso o "b" (num me sai lá muito "vem") gostaria que além deste "Acôrdo" já agora faziam-se mais "acôrdos" em que eu pudesse dizer, como digo, "Poarto".

Na TV oiço "acórdos". será outra coisa?

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.03.2012 às 00:06

Se diz Poarto, devia escrever Poarto. Há quem diga Lx'boa: devia também escrever assim. É este o critério do chamado 'acordo ortográfico', mera transcrição fonética. Vale tudo. Para, no fundo, não valer nada.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D