Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cadáver Esquisito (1)

por Adolfo Mesquita Nunes, em 20.02.12

1

UM LIVRO

 

Foi quando acordou que Cosme sentiu o livro pousado no lado onde nunca ninguém dormia. Os lençóis, de uma cor de terra enxuta de chuva, camuflavam a capa. Mas a presença de um objecto naquele espaço foi quanto bastou para que Cosme desse por ele. Agarrou-o com as duas mãos para ter a certeza do que encontrara. Ali estava, num quarto sem livros, numa casa quase sem livros e na cama de um ex-analfabeto, aquilo que viria a descobrir-se ser a edição inglesa do 'Wise Blood' da Flannery O'Connor.

Que o livro ali fora deixado a meio da noite foi conclusão imediata. Não que a coisa tivesse lógica mas todas as outras explicações, e Cosme calcou-as uma a uma com mãos de artesão, pareciam ainda mais absurdas. Não só aquele livro nunca tinha sido visto naquela casa, e muito menos naquela cama na noite anterior, como ninguém ali tinha estado, que ele tivesse percebido, que não fosse a Vivelinda, analfabeta de verdade.

O livro, que Cosme nem começou por tentar ler, tinha pois aparecido durante a noite. E tinha ficado ali, umas horas ou uns momentos, à espera de ser encontrado. O céu e o inferno em paz, pensou Cosme, quando imaginou o sono partilhado com um livro que não conhecia. E foi assim que tudo começou. Ou, se quisermos ver as coisas pelo outro lado, que o há, foi assim que tudo terminou.

 

(Este é o início do nosso 'cadáver esquisito', explicado aqui. A próxima mão a embalar o cadáver é a da Ana Cláudia Vicente.)

Autoria e outros dados (tags, etc)


39 comentários

Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 20.02.2012 às 17:31

:) Vivelinda e sem beijinho!
Adolfo, parabéns, para cadáver não está nada mal, pelo contrário, vai ser muito divertido de fazer. A pergunta: porquê este livro? Ou não me vais dizer até alguém resolver o assunto? Pois, não deveria perguntar. Tenho dias de total inconveniência. Desculpa. Beijo e parabéns
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 20.02.2012 às 17:47

Foi uma 'wild release' do Bookcrossing.
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 18:14

Isto só prova que vocês borrifam no que eu para aqui escrevo sobre mim!
Ora vejam só aqui, por exemplo:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/2850106.html
ou aqui:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/3859273.html
I heart Flannery! Tenho dito. Passar bem.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 20.02.2012 às 18:40

Borrifamo-nos nada, Adolfo! Eu sei que és amante da Flannery. O Cosme e a Vivelinda é que não.
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 18:56

sabes lá tu!
ou melhor, dois dois tu és realmente a única que pode saber alguma coisa: eles já não me pertencem.
e, na verdade, apenas o cosme está mais ou menos definido na minha cabeça. quero ver o que vão fazer dele...
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 20.02.2012 às 19:00

A Vivelinda é analfabeta de verdade, pobrezinha, mas alguém lhe podia ler os livros como n 'O Leitor', é verdade.
Libertaste-os, agora só no fim saberemos. Gostei muito dos nomes que escolheste, Adolfo, e do texto.
Imagem de perfil

De Ivone Mendes da Silva a 20.02.2012 às 18:12

Grande começo, Adolfo. Agora a Vivelinda tem mesmo de continuar analfabeta de verdade :)
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 18:57

essa de ela ser analfabeta de verdade foi uma malandrice para trancar uma saída fácil. mas a expressão 'de verdade' abre umas quantas saídas...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.02.2012 às 19:16

A Vivelinda parece-me inocente da sabedoria do sangue, coitadinha. Ou estará a fingir que não sabe ler? Ah, mistério, mistério...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 20.02.2012 às 18:16

Já estou em pulgas.
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 18:58

Ainda falta até te chegar o Cosme e a Vivelinda, se estiverem vivos claro!
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 20.02.2012 às 18:34

A menos que o nosso Cosme seja sonâmbulo, a Vivelina tem muito a explicar. Vá, Cláudia. Não posso esperar por segunda-feira!...
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 18:59

Só mesmo se ele for daqueles sonâmbulos que, a meio da noite, se enfiam num carro para ir buscar um livro...
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 20.02.2012 às 21:45

Ahahah [gargalhada maldosa, acompanhada de esfregar de mãos], terás de aguentar, Fernando, rói-te de curiosidade.

Posso adiantar, porém, que a D. Linda (assim a tratam todos os hóspedes da residencial, excepção feita ao afilhado da senhoria, que até no chamar manifesta prazer em a subalternizar) não foi a única a entrar no quarto.

Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 21:51

Não a ponhas é a ser possuída pelo espírito da Flannery!
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 21.02.2012 às 10:34

Se valessem as possessões tínhamos de chamar o INEM e a PJ: o que a Mary Flannery não faria da Vivelinda/D. Linda!

A ver se m'alembro: não valem genocídios, despertares súbitos de sonhos, ressurreições ou ataques mediúnicos, é isto? Se me escapou algum outro 'big no-no', avisa!

Bom Entrudo

[Deve ser o único dia do ano em que uma pessoa pode usar estes ícones do Sapo, eheh]
Imagem de perfil

De José Navarro de Andrade a 20.02.2012 às 18:39

Do mal o menos, há quem acorde com uma cabeça de cavalo na cama. Qiuem vier a seguir que se amanhe. Agora essa da Vivelinda é de truz! Que arranque...
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 19:00

O nome não me saiu da cabeça, como podes reparar...
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 20.02.2012 às 19:10

Vivelinda é demasiado bom, como te compreendo, Adolfo. Quanto ao não ler o suficiente sobre os teus modos de vida para saber dos teus gostos literários, peço perdão, uma coisa és tu, outra será a personagem, digo eu, mas pode ser uma mania de quem escreve, pouco importa. Aqui ficam as minhas desculpas e retiro a pergunta:) A Helena vai amar a tua Vivelinda. Beijos
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 19:15

O Fernando deixou-me agora na dúvida. Vivelinda ou Vivelina? Ficou Vivelinda porque foi a ela que me afeiçoei mas provavelmente afeiçoei-me à pessoa errada...
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 20.02.2012 às 19:53

Lol. Foi erro de escrita, Adolfo. Foi porque tive uma empregada Etelvina.
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 19:56

Mas Vivelina é capaz de fazer mais sentido, por acaso, fiquei eu a pensar. Mais sentido numa lista de nomes, não neste cadáver: Vivelinda ouvi, Vivelinda ficou.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.02.2012 às 19:13

Grande abertura, Adolfo! Cláudia, alimpa-te lá a este guardanapo...
(é melhor não gozar muito que vai sobrar para mim, e não tarda nada)
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 19:17

não tarda mesmo nada nada. e já que estás numa de tuppence, tens aqui os ingredientes todos para um whodunit :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.02.2012 às 19:20

Venha ele, barradinho com lemon curd dá um belo five o'clock tea!
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 20.02.2012 às 21:21

Eh eh, tu prepara-te, Ana, que quando o novelo te chegar às mãos terás muito com que te desenvencilhar!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.02.2012 às 13:09

Glup digo eu porque quando chegar às minhas mãos já perdi por completo o fio à meada e vou ter que reinventar isto tudo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.02.2012 às 19:16

Vivelinda? Hum. Vou mandar entrar em cena uma personagem chamada Escrotilde.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.02.2012 às 19:19

Credo! Pobre Cosme, só lhe saem duques na cama...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.02.2012 às 00:52

Duque de paus seria se a personagem se chamasse Escarrotilde.
Sem imagem de perfil

De Maria de Fátima Vila Real Coelho a 20.02.2012 às 19:16

Gostei do início deste "cadáver esquisito"..... o nome Cosme soa-me a queirosiano.
Lembrei-me do "Mistério da Estrada de Sintra", ao fim e ao cabo também um "cadáver esquisito", só que a duas penas...
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 20.02.2012 às 19:53

Escolher um nome deve ser um dos piores tormentos dos escritores, ou pelo menos dos escritores que gosto de ler. Fiquei muito contente quando Cosme foi o nome que me apareceu. Já Vivelinda, enfim, bateu-me à porta num almoço delituoso :)
Sem imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 20.02.2012 às 21:49

Adolfo
A minha Vivelinda ficou num êxtase ao ver o seu nome num texto. Agora é capaz de me pedir aumento. Se assim for peço-te ajuda!
Imagem de perfil

De Adolfo Mesquita Nunes a 21.02.2012 às 15:26

Ela que suborne a Ana Cláudia para se tornar, enfim, a protagonista desta história.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D