Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Expectativas

por Teresa Ribeiro, em 13.02.12

Onde é que Arménio Carlos quer chegar com estas declarações? Que é melhor os portugueses começarem a ir para a rua incendiar umas coisas? Quando é que estes senhores aprendem a pôr o interesse do país à frente das suas lutazinhas politicas e a ser responsáveis? Quando é que deixam de ser pequeninos?


17 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 13.02.2012 às 16:27

Muito bem, Teresa.
Sem imagem de perfil

De Carlos Dias Ferreira a 13.02.2012 às 16:48

Cara Teresa:

Eu sinceramente já não fico surpreendido com declarações deste tipo pois desde Junho e com a azia que provocou a muita gente a vitória do PSD e consequente governo de coligação, escolha da maioria dos Portugueses há por aí uns certos tipos que andam a tentar acender o rastilho da revolta o curioso é ver alguns que até Junho governavam este país metidos neste rol. Enfim.
Sem imagem de perfil

De cr a 13.02.2012 às 17:10

Senhor Carlos Dias Ferreira permita-me discordar em absoluto consigo, não acho que todos os que não partilham do seu partido politico andam a querer incendiar o País, talvez não devesse ser tão arrogante como o nosso " Primeiro Piegas ", os portugueses dividem-se em dois, os bons que votaram nele e concordam com ele e os maus que não votaram nele e pelo jeito são os incendiários.
Eu não votei nele, nem no PSD, como muitos amigos e conhecidos, jamais seriamos capazes de incendiar qualquer coisa. Veja lá se algum incendiário não será por exemplo cavaquista.
Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 13.02.2012 às 17:01

Nem toda a gente está convencida de que estas medidas são boas.
Nem toda a gente está convencida de que no fim dos sacrifícios não os espera apenas mais sacrifícios e o esqueleto de um país.
Para esses, o interesse do país defende-se contestando, com os meios que se pode.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 13.02.2012 às 22:59

Essa dúvida é comum a mais gente do que se calhar o l.Rodrigues supõe, incluindo gente que votou no PSD. Contestação? Pois sim, mas é bom que não se confunda contestação com violência gratuita. Essa, não duvide, é que não vai ajudar o país em nada.
Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 14.02.2012 às 11:15

Não vejo nas declarações de Arménio Carlos nenhum apelo à violência gratuita. Dizer que o tempo dirá se a contestação atingirá os niveis da Grécia, (ou a sua expressão violenta) não o mesmo que desejar que tal aconteça.
Por outro lado sejamos realista, se formos muitas centenas de milhar a protestar, é quase certo que alguns passarão das marcas. É uma realidade estatística e sociológica. Mas não é porque alguns exageram que o protesto é menos justo ou justificado.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 14.02.2012 às 22:37

L. Rodrigues, não é preciso ir mais longe, atente no título.
Sem imagem de perfil

De cr a 13.02.2012 às 17:15

Teresa, de facto é estranho, não imagino que os portugueses conseguissem resolver a crise puxando por exemplo fogo ao mosteiro dos Jerónimos.
No entanto concordo que os " Arménios " que existem espalhados por esse mundo fora, podem arrastar cabecinhas mais frágeis...
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 13.02.2012 às 23:05

Quem tem voz pública não pode por o jogo político à frente da consciência cívica. É muito fácil arrastar cabecinhas quando começa a faltar o dinheiro para o essencial, pois é.
Sem imagem de perfil

De Rómulo da Silva a 13.02.2012 às 17:36

Mais uma vez a sindical se gaba de ter reunido muita gente. A manifestação foi um êxito, clamam.
O êxito para eles está no número de pessoas que conseguem reunir e não nos objectivos que pretendiam obter. Mudou alguma coisa? Aumentou o salário mínimo? Foram devolvidos o subsídio de férias e de Natal? Vão ser descongelados os salários? Vai ser injectado capital na economia?
Estiveram 300 000 velhos, ou sejam 0,03% da população. O governo pode dizer que tem o apoio de 99,07% dos portugueses, incluindo 100% dos jovens
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.02.2012 às 18:26

Exactamente por tudo isso que acabou de dizer, é que se calhar temos e deixar de contar cabeças e sim começar a contar distúrbios em larga escala.
É essa arrogância que caracteriza todos os nosso governos.
A prepotência de olharam para o Povo com desprezo e dizerem, eles ladram mas não mordem.
Pará mim pouco me importa quem está no governo? Quero lá saber se é a ou b, se é do ps ou do psd.
O que realmente me interessava era saber que quem lá estava o fazia por dedicação a um ideal, a uma causa. Por patriotismo.
Mas não, os interesses são cada vez mais e obscuros.
Só quando todos estivermos na lama é que se calhar alguns que ainda hipocritamente defende esta gente, se levantará e gritará bem alto, BASTA.
Mas não acho provável. Quem canta de galo, está bem na vida e pouca ou nenhuma mossa a desgraça dos outros lhes fará. E com o mal do outros, podem vocês bem, não é?
Sem imagem de perfil

De Romulo da Silva a 13.02.2012 às 22:44

E com o mal do outros, podem vocês bem, não é?
Se me inclui nesses "vocês", entendeu-me mal.
Sem imagem de perfil

De Samuel a 15.02.2012 às 23:37

Rómulo,
Primeiro, se não acontece em cinco minutos aquilo que se reivindica... segundo o meu caro, não vale a pena sequer reivindicar. É muito tristezinho... e serve aos de sempre.
Segundo, estive lá... e trezentos mil velhos É O RAIO QUE O PARTA!
Terceiro, a conclusão do "apoio" ao governo é apenas indigente.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.02.2012 às 19:30

O Sr. Arménio Carlos parece justificar possíveis erupções de violência em Portugal. Já na Síria, que está a ferro e fogo porque os esbirros armados da ditadura de Assad massacram há dez meses a população civil, o jornal do partido de que o Sr. Arménio Carlos chama às vítimas "grupos armados apoiados pelo imperialismo".

www.avante.pt/pt/1993/internacional/118694/
Sem imagem de perfil

De Trincas a 13.02.2012 às 20:25

Vá lá Pedrinho, não seja piegas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.02.2012 às 13:12

Piegas é a tua tia, Assad.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.02.2012 às 00:43

ENDOIDOU...........aliás como o país no seu todo! Cada um à sua maneira.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D