Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A biblioteca do sem-abrigo

por João Carvalho, em 29.01.12

 

Esta ilustração tem o seu quê de estranho e improvável, mas atrai-me. Imagino um sem-abrigo recente, alguém a quem a crise não quis poupar e atirou para uma situação indigente. Imagino o novo pobre, arruinado. Tudo perdido num ápice. Tudo, menos a sua biblioteca. Mesmo na rua, não é coisa que um homem dispense, enquanto for possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Imagem de perfil

De Leonor Barros a 29.01.2012 às 11:45

A ilustração é fantástica, João. E gosto da ideia romântica.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.01.2012 às 13:02

Fui realmente tentado por uma e outra, Leonor.
Sem imagem de perfil

De rita maria a 29.01.2012 às 13:11

A concretização da ideia romântica: em Berlim há uma árvore estante. Foi criado no espírito do Bookcrossing, portanto é recomendado que quem tire livros os troque por outros, mas não é obrigatório e pode muito bem funcionar no espírito do post. Aqui uma fotografia que encontrei num blogue: http://gutenachrichtenreporter.files.wordpress.com/2008/07/img_1957_klein.jpg
Imagem de perfil

De João Carvalho a 30.01.2012 às 10:31

Vou usar a sua foto, que agradeço.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 29.01.2012 às 18:52

Tenho ideia do António Barreto ter fotografado algo semelhante, real, em Londres. A branco e preto.
Não era de um sem abrigo, mas era uma biblioteca de rua, conceito deveras interessante.
Pena que tenham praticamente acabado as bibliotecas itinerantes, que desenvolveram em muita gente o gosto da leitura!
Imagem de perfil

De João Carvalho a 30.01.2012 às 10:33

É verdade. Mas acho que foram recriadas itinerantes em algumas regiões do país. Espero não estar enganado.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 29.01.2012 às 20:11

De beleza e arrepios. Não tem só um quê de improvável - tem vários. Estive não há muito no solar de uma família de pergaminhos perto de Aveiro. E dentro de duas salas literalmente forradas de milhares de livros do século XVIII aos nossos dias e de musgo entre as estantes. Um solar guardado pelo último sobrevivente da estirpe. Que já tinha 90 anos. Isto foi há dois anos.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 29.01.2012 às 23:22

Mais outra forma de saudade, Fernando!
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.01.2012 às 20:37

É triste ver casas arruinadas, especialemente as maiores, como palacetes e quintas. Há várias na área de Sintra só com paredes. Quando se passa é inevitável pensar quem lá esteve, existiram herdeiros? banquestes, crianças? tragédia, ruína?
Imagem de perfil

De João Carvalho a 30.01.2012 às 10:34

Infelizmente, um pouco por todo o país, meu caro.
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 30.01.2012 às 12:48

João, o autor de semelhante fotografia tão comovente? Beijos
Imagem de perfil

De João Carvalho a 30.01.2012 às 18:49

Gostava de saber, Patrícia, mas nem sei se é uma foto ou uma ilustração de natureza diferente. Beijos.
Sem imagem de perfil

De Maria Nunes a 31.01.2012 às 12:04

E há em Inglaterra uma aldeia onde foi aproveitada uma cabine telefonica para guardar livros, que as pessoas vão trocando :-)
mais informação e fotos no link
http://livroseafins.com/biblioteca-dentro-de-uma-cabine-telefonica-vermelha/

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D