Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




40 anos após Brel

por jpt, em 09.10.18

IMG_2065.JPG

 

Há 40 anos, passam hoje, morreu Brel e como o homem nasceu aqui na vizinhança, nem dez minutos andando, é só subir a patriotes, virar na plasky e ir até à praça, essa mesmo, seguir na diamant e foi aí no 138, um prédio inócuo sem nada que o faça falar, que já lá estivera, há semanas quando aportei desarvorado, a pedir licença para aqui estar, a benção diriam os crentes, a benção digo eu também, e volto pois é o dia, enfim, e porque não?, e recolher-me-ei mesmo sem saber entoar a bourgeois ou trautear aquela do só nos resta o amor, caramba essa sempre a tocar fundo, e muito menos tendo fôlego para me lembrar da marieke ou de tantas daquelas outras, e hei-de ficar um pouco defronte, fumarei um cigarro e esperarei, espera de esperança, com os olhos na cerveja, aqueles marinheiros do norte, de amsterdão ou assim, ali chegados, vindos hoje pois é o dia, a beberem e a rebeberem e eu rirei, direi arrivei e sentar-me-ei à mesa deles, reclamando-me também marinheiro, de águas-terra porque o fui, mas dizendo ainda o ser, tant pis si je suis menteur, e beberemos às putas de amsterdão ou de hamburgo ou lá de onde vieram estas, com eles mesmo ou então aqui da comuna, atraídas pelo barulho, e chegados ao daqui a umas horas, sempre nisto do amigo enche-me o copo, cantando e felizes, e poderei dizer nesta língua um assim ils pissent comme je pleure sur les femmes infidèles, mas chego lá e só há isto, a rua toda composta,  pintadinha e sossegada, o maldito silêncio desta cidade, e o prédio, inócuo já o disse, a placa descorada, tanto que nem se lê isso do "aqui nasceu Brel" e logo abaixo, até debruando-a, uma outra de fulano de tal, notário, anuncia-se o flamengo, e todos os sacos e saquinhos de lixo, tão arrumadinhos e cuidados, cada um da sua cor, própria a cada dejecto seleccionado, será o dia da recolha decerto, e nada mais, o silêncio, já disse, esse que fere, nem um marinheiro holandês, nem uma puta de hamburgo ou isso, nem mesmo o só espaço para o grito, suave e até timorato, de os burgueses, nós, c'est comme les cochons, como posso? se tudo tão decente, e organizado, e curial, e higiénico, sacos de cada cor e tudo, insisto, e nem uma puta infiel, nem um marinheiro rebebido, e nem um amigo para remplis mon verre ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 09.10.2018 às 17:06

Tais-toi donc, grand Jacques... eles, eles é que são grand Jacques, esses daí, que sabem eles se nisso não são melhores que nós...

Bonne quête, jpt!
Sem imagem de perfil

De E. Monteiro a 09.10.2018 às 19:54

Fôlego de Saramago, também a lembrar páginas ébrias de Os Cus de Judas, de Lobo Antunes, muito embora denunciado pelas vírgulas.
Sem imagem de perfil

De V. a 09.10.2018 às 20:40

big wonder, isso aí é só zulus agora ;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2018 às 21:49

Não me deixes pá !
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2018 às 23:32

Surtout ne pensez pas à Fernande.
Sem imagem de perfil

De Marta a 10.10.2018 às 05:54

Être desesperé, mais avec elegance... Paris, je re-viens.. je crache au ciel encore une fois...

As cassettes de Brel em repeat são das coisas que mais tenho a agradecer aos meus pais, senão nem saberia quem era. E sao uma bela memória de infância.

E é um tanto ou quanto lamechas dizer que um tipo que morreu antes de eu nascer me faz falta, mas e bem capaz de ser verdade. Agora vou ali ver uns vídeos do senhor.
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2018 às 07:11

Boa, se o textito serviu de pretexto (ou pelo menos ajudou a lembrar) para isso dos vídeos ...
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2018 às 10:13

Obrigado aos comentadores pela cumplicidade de gosto
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2018 às 21:33

E junto aos saquinhos nenhum ramo de chrysanthèmes...
E Sur la Place ninguém a dançar uma valse à mille temps...
Ninguém a gritar ne me quitte pas...
Talvez ele viesse de mansinho cantando j'arrive...
Obrigada pelas memórias.
Maria
Imagem de perfil

De jpt a 11.10.2018 às 03:40

obrigado pela cumplicidade

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D