Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Piano Bar

por Laura Ramos, em 20.01.12
Janis Joplin teria feito ontem 69 anos.
Morreu com 27, em 1970: um ano depois de Woodstock.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 20.01.2012 às 15:49

Deveria acrescentar: morreu devido ao consumo se drogas e alcool. É necessário e urgente que as novas gerações fiquem a saber da razão da morte destes ícones da arte.
Imagem de perfil

De João Severino a 20.01.2012 às 19:17

Não morreu das drogas e do álcool, mas sim dos pais que não teve. É necessário e urgente que as novas gerações fiquem a saber que a separação dos pais, que as uniões de facto homossexuais dos pais e que a violência doméstica dos pais leva á morte. Nos dias de hoje é assim. Na semana passada suicidou-se uma jovem que conhecia devido somente ao lesbicismo da mãe. Ainda estamos a anos-luz da civilização avançada que aceite tudo para além das drogas e do álcool.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 00:28

Singularis, é tudo verdade. Mas prefiro pensar na Janis assim: um puro talento, prematuramente cheio de cicatrizes.
Sem imagem de perfil

De Bartolomeu a 20.01.2012 às 16:07

Irreverente, com uma visão muito lúcida do mundo que a cercava e... pouco crente de que, apesar de todas as mudanças que pudessem ocorrer, esse mundo, nunca viria a transformar-se na utopia que marcou a sua geração. Lembro-me um pouco difusamente de um concerto e de uma frase: o amanhã não existe... o futuro é sempre "the same fuckin day".
Isto dito em amarikano manda munta mais élan...
;))
Imagem de perfil

De João Severino a 20.01.2012 às 19:22

Caro Bartolomeu
Nos dias de hoje é que vemos a juventude desesperada, desempregada, a arrastar-se à sombra do apoio dos pais que podem, e a dizer "the same fucking day".
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 00:32

Bartolomeu: oh!... em 'americano' soava tudo mais cosmpolita!
Imagem de perfil

De João Severino a 20.01.2012 às 19:25

Janis Joplin foi fantástica intérprete da canção americana da época com uma voz única. Esta composição é o exemplo cabal disso. A sua voz era natural, não era do álcool nem das drogas.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 00:38

Fantástica, mesmo, João Severino. Aqui está ela, ao vivo e sem aditivos (= sem instrumental). Dava-se completamente ao que cantava e era imensamente espiritual, na sua voz quase demoníaca. Para mim, essa dualidade é que fazia o carisma da Janis Joplin.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 20.01.2012 às 21:48

Uma figura invulgar que tive oportunidade de tratar em http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/2219786.html, para quem estiver interessado.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 00:51

E pronto, cá está o Delito de Opinião a repetir-se, João :)
Falas no"Cry Baby": é o meu tema favorito da JJ. Com o "Maybe" a seguir.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 20.01.2012 às 21:49

Ontem passaram 30 anos sobre a morte de Elis Regina e Nara Leão faria 70 anos.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 00:55

Que data mais densa, Leonor. E que nomes.
Sem imagem de perfil

De Observador do Caos a 20.01.2012 às 23:49

O meu avô morreu há 50 anos. Se fosse vivo faria agora 120 anos. Não era conhecido das «massas» mas foi uma das pessoas mais importantes para mim, embora a sua influencia na minha vida tenha sido breve.
Janis Joplin também foi uma das minhas referências.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 01:08

Avós - ou certos Avós - são âncoras mais fundas ainda do que os pais, Observador. Porque estão em 2º plano e somos mais livres para aceitar a sua influência. E a Janis Joplin foi aquela força da natureza que dizia: «I'm buried alive, somebody help me, in the blues. I beg for mercy, I pray for rain. I can't be the one to accept all this blame. Something here's trying to pollute my brain. I' buried alive in the blues».
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.01.2012 às 00:41

Uma das canções do século. Sem qualquer dúvida.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 21.01.2012 às 01:13

Ups, já foi canção do século? "I must make amends"... Grande música, mesmo.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D