Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




País de névoas

por J.M. Coutinho Ribeiro, em 03.04.09

O episódio da nomeação de Domingos Névoa para presidente da Braval - empresa intermunicipal, cujo accionista maioritário é a Câmara de Braga - revela, de forma impiedosa, o estado da Nação. Obviamente, tudo isto só é possível pelo clima de impunidade que por aí grassa, quando se trata de caça grossa. Que se inquietem, pois, os pardais.

Névoa, condenado em primeira instância na pena de multa simbólica de cinco mil euros, por corrupção activa, deve estar a achar piada à situação. Mesquita Machado, edil de Braga, ilibado na sequência de atabalhoada investigação da PJ sobre o seu inexplicável enriquecimento - e o da família -, também deve rebolar-se de riso, perante o débil e ineficaz protesto dos nativos.

Sim: débil e ineficaz protesto.

Fosse este um problema que envolve apenas o PS (ou qualquer outro partido) e talvez houvesse alguma esperança. Mas não é. Névoa não foi nomeado apenas por Mesquita Machado (e pelo autarca socialista de Amares): Névoa teve o apoio unânime dos presidentes social-democratas das autarquias de Póvoa de Lanhoso, Vila Verde, Terras de Bouro e Vieira do Minho, o que deixou Manuela Ferreira Leite a titubear, desesperada.

Ora, como se vê, em política, as solidariedades, quando se trata de defender o quadrado, não têm cor. O sentimento de impunidade também não. Resta o direito à indignação dos descoloridos pardais - parco alimento.

 


4 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.04.2009 às 08:09

Aquilo lá por Braga anda muito enevoado. Mas não é de agora - é de há muito, meu caro.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 03.04.2009 às 10:41

Muito oportuno este teu post. Pode ser que alguma comunicação social, que só aponta o dedo a Mesquita Machado, perceba o significado da palavra intermunicipal e aprenda a escrever notícias com rigor.
Imagem de perfil

De José Carlos Pereira a 03.04.2009 às 19:54

Bem observado. É que, mesmo existindo um acordo parassocial que conferia aos privados o direito de eleger o presidente do Conselho de Administração, seria fácil aos autarcas, que controlam a maioria do capital da empresa intermunicipal, imporem aos accionistas privados um nome diferente ou, em alternativa, derrotarem aquela proposta na Assembleia Geral. Et pour cause...
Sem imagem de perfil

De john a 04.04.2009 às 10:37

Atenção que a Câmara de Vieira do Minho é também CDS, pois é eleita em coligação.
O Nuno Melo que não tente fugir com o rabo à seringa!!

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D