Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Habituem-se

por Luís Menezes Leitão, em 28.09.11

Eu não concordo muito que o Estado dê prémios pecuniários aos alunos, mas acho absolutamente inconcebível que um prémio já atribuído possa ser retirado a 48 horas de antecedência da cerimónia, quando os alunos já tinham sido avisados que o iriam receber. Imagino a enorme decepção que todos os alunos contemplados irão sofrer quando forem à cerimónia e não receberem prémio algum. E o que terão que passar as suas famílias para compensar a sua desilusão.

Mas há que reconhecer que com esta decisão o Ministério da Educação acaba de prestar um grande serviço pedagógico aos alunos. Ficaram desde já a saber que é este o Estado Português com que terão de conviver em adultos: um Estado que a todo o tempo pode desrespeitar os seus compromissos, cortar unilateralmente os salários aos seus funcionários, as pensões aos seus pensionistas e aumentar retroactivamente os impostos que cobra. Os alunos podem assim desde já habituar-se a que é este o país em que vivem e pensar em emigrar para o estrangeiro. Só essa lição vale mais que o prémio.


136 comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel a 05.10.2011 às 22:30

Gosto bastante do título do artigo..."Habituem-se". Este habituar deve estar em tudo na nossa vida.
Não concordo com prémios pecuniários aos alunos, mas também admito que o timing não foi o mais correcto.
A questão de nos habituarmos deve ser vista de forma abrangente e não só no tema em questão. Os portugueses andaram anos a fio a viver acima das suas capacidades e agora que a corda partiu todos gritam, esperneiam e dizem impropérios para a classe política e afins. Ora se muitos fizerem um pequeno exercício de consciência e largarem os seus umbigos por momentos podem ver que quase todos são culpados. Tinham aquele carro que durava mais uns anos, mas tiveram de comprar aquela bomba em 96 meses ; tinham a televisão que lhes ocupava quase a sala toda, estava boa, mas tiveram de comprar aquele LED fantástico em 96 meses ; precisavam dum T3 que servia perfeitamente para o momento e para expectativa de formar família, mas tiveram de comprar um T5 em 600 meses ; o telemóvel estava bom, mas tiveram de comprar um i qualquer coisa a 36 meses. Enfim, muitos portugueses vivem de "cagança", de aparências e isto é espelho real do país! Durante anos com saltos de 40cm estilo drag queen de encontro ao velho ditado "Com as calças do meu pai pareço um homem".
Agora, com o tapete a escorregar, culpam-se os políticos, os banqueiros e afins ao velho estilo tuga em que o problema são sempre os outros!
Há inocentes no meio disto tudo...Mas são tão poucos!
P.S.-Emigrem! Mas não se esqueçam que também têm de trabalhar lá e que em muitos países os empregadores são muito menos permissivos do que se encontra por cá!

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D