Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Piano Bar

por Laura Ramos, em 22.08.11

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.08.2011 às 15:14

Gosto (claro).
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 22.08.2011 às 23:55

É o meu tema fetiche de Pagani. Que foi muitíssimo mais do que um cantor de esquerda e morreu demasiado cedo. Devo-lhe, em plena vaga abrilista e nuns 18 anos incendiados, demolhados em Paris, o meu olhar pró-sionista. Completamente contra a corrente.
Imagem de perfil

De Rui Vasco Neto a 24.08.2011 às 21:49

laura,
e eis que quando eu julgava que já não havia surpresas...
... acontece esta espantosa coincidência de gostos, absolutamente improvável se levarmos em conta o esquecimento a que foi votado este cantautor genial que faz parte das minhas memórias musicais mais queridas e que eu julgava exclusivo ou quase...
Sabe que foi em vão que há cerca de dois anos, talvez três, procurei insistentemente (com recurso a cunhas e tudo) nos arquivos da Valentim da Carvalho um qualquer exemplar do LP 'Pagani a Bobino' que porventura tivesse ficado por lá esquecido num canto e que ninguem quisesse... tal como já disse foi em vão a busca, nada feito: não existe nenhum registo discográfico em vinil (e muito menos em CD) desse espectáculo absolutamente memorável e que inclui este l'amitié, claro e ainda outras pérolas como 'La musique, le menáge et l'amour' que lhe recomendo vivamente se, como parece ser o caso, é fã do nosso Herbert...

Decididamente você revela-se uma caixinha de surpresas... chapeau, lady laura!

cumprimentos, do

rvn
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 25.08.2011 às 03:57

Teve graça a coincidência ;);) Até porque estou muitíssimo habituada a que, positivamente, ninguém conheça o Herbert Pagani em Portugal, e por isso entendo perfeitamente a raridade deste gosto. Aliás, os meus interlocutores ficam invariavelmente com um ar zomby a olhar para mim quando falo dele...
O certo é que o ouvi e cantei até à exaustão (pobres vizinhos...), e ainda hoje, ao segundo acorde, vêm-me todas as letras decor, como se o tivesse acabado de ouvir na véspera. E sou (sim, declaro que sou) pró-sionista, não propriamente graças a ele, mas ao que aprendi a "ver" a partir dele, ideologicamente insuspeito.
Rui, conte-me lá o que é que se faz exactamente com um LP de vinil...? É que eu tenho o Pagani à Bobino e o Megalopolis. Mas o homem foi saneado quase totalmente, até no youtube, já reparou? Nada casual... diga-se.
Quanto ao "la cuisine, le ménage et l'amour", então não conheço? A memória é tramada (tu sais pas faire la cuisine, tu sais pas faire le ménage, tu sais rien faire pour ton âge..., etc). E o "Chez nous"? Fantástico.
Tem os meus LP a disposição, a sério (não sei que faça com eles).
Imagem de perfil

De Rui Vasco Neto a 25.08.2011 às 08:33

la cuisine, claro, passe o lapso... esse poema tem de resto uma das expressões mais queridas, um dos mimos mais doces e carinhosos que em francês se pode usar no trato a quem se gosta, digo eu: mon petit mamifére... Brilhante, muito bom, mesmo!

O que se pode fazer com o vinil? Gravá-lo, claro, passar de LP para CD, depois de CD para o computador e finalmente do computador para o rvn, que ficará grato e devedor por décadas, no mínimo... Assim de repente não vejo melhor forma de ganhar o céu, garantidamente... que me diz, caríssima?
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 25.08.2011 às 20:40

Hum... ando muito precisada de ganhar o céu, embora aquilo deva ser uma chatice porque não há lá ninguém conhecido!! ;) Farei isso com td o gosto: será uma homenagem ao HP, censurado de todos os fóruns. Um dia destes hei-de pôr aqui uma coisa especialíssima dele (não, não é música, consegue ser melhor do que isso).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2011 às 13:24

Laura e Rui,
Não vos conheço, mas é como se conhecesse; revejo-me nas vossas/nossas memórias da canções do Herbert Pagani. E venho pôr ao vosso dispor o meu CD (sim, CD) do Mégalopolis, que comprei pela Net já não sei onde (Amazon?), e que tem uma excelente qualidade de som. E uma diferença curiosa em relação ao meu vinil do mesmo: no último tema, "Le printemps d'après la fin du monde" (para que é que estou a dizer o nome, vocês conhecem perfeitamente...), logo no início, Pagani proclama "Oui, nous sommes les chevaliers de la Table Rase!", que não se ouve no vinil. Estou a citar de cor, pode haver alguma pequena diferença no texto.
Bem, Se quiserem cópia do cd digam. E também já o tenho em mp3, claro, que é possível de enviar por e-mail.
Pelo meu lado, não tenho o Pagani à Bobino... Alguém o tem em mp3?
Deixo uma questão que me tem atormentado: alguém se lembra com algum rigor de quando esteve Pagani em Portugal? Lembro-me de o ver na RTP a cantar "Au clair de l'amitié/Mon ami Mario..." 1975? 1976? Acho que Mário Soares já era 1º MInistro, mas não tenho a certeza.
Amicalement vôtre,
Luís Belard
(L.Belard@netcabo.pt)
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 19.09.2011 às 19:03

Luís: depois de um dia particularmente infernal, ler este seu comentário deixou-me de alma lavada, pode crer! Assim numa espécie de 'concert mood' de teen ager.
Fiquei sensibilizada com esta corrente herbertiana . (Que dis-je? Bouleversée ;))
Não há dúvida: a música é uma pátria sem geografia …
Eu prometi a Rui VN (e é para cumprir!) que, mal conseguisse tempo para encontrar os meus vinis, trataria de os passar a cd. Mas ainda não tive hipótese nenhuma de os procurar. Mal isso aconteça, terei todo o gosto em lhe alargar o acesso à cópia do ‘Pagani a Bobino’. Agora, se me diz que tem o mp3 do Megalopolis e não se importa de mo mandar… enchantée ;) Mando-lhe o meu email em separado.
Quanto ao Pagani em Portugal, de facto não me lembro mesmo. E além disso os 75 foram uns tempos vertiginosos. Por acaso, nesse ano andava eu por Paris e foi lá mesmo que o descobri. Obrigadíssima!
Sem imagem de perfil

De Joana dos Santos a 19.09.2011 às 22:38

Like!! (gosto)
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 20.09.2011 às 02:38

Megafantastique, Joana ;-)

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D