Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




«A palhaçada fiscal»

por João Carvalho, em 06.08.11

 

«The fiscal clown show continues. A few days after Congress and the White House agreed to raise the debt ceiling and cut spending, Standard & Poor's has downgraded the United States of America's credit rating from AAA to AA+.» É assim que começa um artigo no blogue Contrary Indicator assinado por Daniel Gross, editor de Economia do Yahoo! Finance, sob o título Is the U.S. Credit Rating a Victim of GOP Sabotage? (no qual se insurge contra a maioria republicana no Congresso).

Com efeito, "continua a palhaçada fiscal do show" que a Standard & Poors está sempre disposta a encabeçar para baralhar e dar de novo. A diferença, agora, é que os norte-americanos já não estão a falar do comportamento dos outros, mas sim das agências que têm dentro de portas e que eles se habituaram a alimentar e sobrevalorizar. Pode ser que ainda venham a alargar as vistas sem a cegueira de quem comanda os mercados mundiais, mas antes com o respeito que os outros devem merecer. É bom que o façam.

O risco, a prazo, é muito simples de enunciar: um dia, o Dólar regressa a casa e encontra o Renminbi com o roupão e os chinelos dele e instalado confortavelmente no sofá da sala.

 

ADENDA Pequim já lamentou que os EUA tenham deixado cair o seu rating e ralhou com Washington, que se prepara para voltar a receber em breve o presidente chinês. É o renminbi a ganhar terreno, está claro.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De P.C. a 06.08.2011 às 14:22

Oh ....oh ...oh !

Brilliant minds . só agora é que se aperceberam daquilo que era previsível desde há muito ...
Mas quando os horizontes se ficam pela terrinha e pouco mais, não se tem a percepção do que se passa fora de portas ...
Lamentável é não terem percebido isto há uns mesitos atrás !
Imagem de perfil

De João Carvalho a 06.08.2011 às 14:51

Se o tivessem percebido há uns mesitos atrás teriam ficado muito à frente...
Sem imagem de perfil

De P.C. a 06.08.2011 às 15:35

Lá diz o povo na sua infinita sabedoria... mais vale prevenir que remediar !
E, ou muito me engano , ou falta pouco para os " monstros " engolirem os seus criadores ...
P.S. monstros aka Rating Agencies !
Sem imagem de perfil

De conservador a 06.08.2011 às 15:13

Quem trabalha, quem cria e quem conserva está no Pacífico.
Quem gasta, vive do vício, vive no Atlântico.
Lá como cá.

O problema é que na Europa ficaremos mais inseguros.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 06.08.2011 às 18:12

Cada vez mais.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 06.08.2011 às 16:39

Palhaçada é este texto.
Mais um de muitos textos que não "respeitam os outros".
Pois pelos vistos o dinheiro "dos outros" não interessa a não ser para enriquecer quem pede emprestado para sempre e sem limite.

São assim a maioria da Esquerda e Direitas Socialistas.
E quem vota neles tem os Governos e o País que merece.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 06.08.2011 às 17:54

Não sei se V. não quis explicar-se bem ou se está convencido de o ter feito, mas sem sucesso, sobre essa coisa da «maioria da Esquerda e Direitas Socialistas». Se quiser, explique-se melhor, porque não deve estar a ver-me abrangido nessas suas classificações, pois não?

Quanto à palhaçada, como a terminologia não é minha, remeto-o para o texto original que aqui citei e que V. parece não ter percebido: «The fiscal clown show continues.» 'Clown' é "palhaço", meu caro, o que não serve para achar o meu texto uma palhaçada, ainda que tenha todo o direito de o achar assim.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 06.08.2011 às 21:06

Direitas e Esquerdas Socialistas são as forças políticas que acreditam em viver do dinheiro dos outros - seja por impostos seja por dívida ou seja futuros impostos, sem limite e que baseam a estrutura de poder nessa corrupção legal. Ou seja o poder total de um Governo sobre a economia de um Povo.

As palhaçadas certamente para abrangem a sua classificação no respeitante a este texto, para começar porque não apresenta argumento algum.
Não "explica".

Pode começar por:

A-Qual deve ser o rating para um país com 100% do PIB de Dívida Publica:

B-Há anos não tem défice zero e mantém um caminho insustentável,

C-Nos últimos não deixou de ter défices elevados.

D-A estrutura de envelhecimento da população e os compromissos assumidos com essa parte da população.

Depois pode começar por comparar o rating do Chile, Suíça ou outro país com as finanças controladas com o dos EUA, Portugal, Italia e dizer qual devem ser os respectivos valores.

Já há muito que o rating dos EUA deveria ter sido reduzido pelas Agências(SP,Moody, Fitch) favorecidas pela regulação e pelo poder político.

As outras como a Weiss já há muito que o baixaram. E Portugal já em 2008 deveria ser lixo.

Mas provavelmente julga que os mais 30 mil milhões de dívida feitas pelo Governo PS desde 2008- e a partir de 2009 com cumplicidade do PSD - em seu nome não lhe dizem respeito.
Ou seja acredita ainda hoje que aumentar a dívida é coisa boa.


Imagem de perfil

De João Carvalho a 06.08.2011 às 23:07

O que é que V. pode saber sobre aquilo em que eu acredito, se dá mostras de nunca ter andado por aqui a ler-me desde que o DO existe? Uma coisa, porém, lhe digo: não me indique o que eu teria de explicar, pelo simples motivo de que aquilo que eu queria dizer está perfeitamente dito e explicado. Como, aliás, se infere pelos restantes comentários.

Em suma: V. discorda de algo que descobriu aqui e está no seu pleno direito. Por isso é que aprovamos o(s) seu(s) comentário(s). E fazêmo-lo com gosto; não precisa de ser desagradável, que só lhe fica mal e até me deixa indisposto, entendeu?.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 07.08.2011 às 01:18

Lucky, que má disposição crónica!!!
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 07.08.2011 às 02:59

A adenda é muito interessante. Ouviste, blogger? http://amesadecafe.wordpress.com/author/pimenteljm/
Imagem de perfil

De João Carvalho a 07.08.2011 às 09:04

Não me digas que o José Maria faz parte d'A Mesa...
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 07.08.2011 às 12:42

Faz, mas agora anda a banhos, pode ser que assim ouça ;)

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D