Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O melhor é reciclá-lo

por Sérgio de Almeida Correia, em 06.07.11

Foi dando gás enquanto pôde a Passos Coelho. Depois atreveu-se a dizer aos portugueses, no melhor do seu estilo demagógico-populista, que com ele na Presidência os mercados olhariam para nós de outra forma. Ele era a garantia que o País precisava para sair do atoleiro em que estava. Entretanto, o PEC IV foi chumbado, fomos para eleições, o líder do PSD multiplicou-se em contactos internacionais, apadrinhou cartas em inglês para acalmar os mercados, e como 85% dos portugueses votaram nos partidos que subscreveram os acordos com a UE/BCE/FMI, isto agora ia tudo andar sobre rodas. Depois veio o novo Governo, cheio de craques reconhecidos internacionalmente, e o programa de Governo que vai pôr ordem nas contas públicas e restituir aos portugueses o respeito e a credibilidade internacionais. Com ou sem corte no subsídio de Natal, a resposta dos mercados, essa entidade tão venerada pelo senhor primeiro-ministro e pelos economistas do Governo, veio da forma mais brutal. Um anúncio no New York Times e outro no Financial Times dizendo que o lixo é reciclável é capaz de fazer mais por nós do que acusar os senhores da Moody's de "terrorismo".      


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.07.2011 às 12:57

A Moody's (e as outras rating agencies) limitaram-se a tirar dividendos de 2 factos:
1.º) Hoje há leilão da dívida portuguesa e quanto mais altos os juros, mas os clientes dela(s) lucram;
2.º) Não foi o próprio Primeiro-Ministro que, mal tomou posse, anunciou esta medida extra-extraordinária de corte do subsídio de Natal a acrescer (ir mais além, na expressão do próprio) às extraordinárias - mas consideradas suficientes - medidas impostas pela troika? Isto foi lido pelos "mercados" como A CONFISSÃO da incapacidade de Portugal cumprir.
Mas a "culpa" é do Sócrates!
E a inteligência e o tacto político são inteiramente do experientadíssimo Passos Coelho.
Sem imagem de perfil

De A pau a 06.07.2011 às 14:30

"experientadíssimo"
O acordo pornográfico a funcionar, é?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.07.2011 às 15:10

Pornográfico, diz bem, meu amigo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D