Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma pergunta muito simples

por Pedro Correia, em 14.04.11

Porque será que a grande maioria dos países europeus não tem os problemas que Portugal hoje enfrenta?


14 comentários

Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 14.04.2011 às 09:19

Porque 500 anos de isolamento produziram elites acomodadas.
Sem imagem de perfil

De a.marques a 14.04.2011 às 09:31

Porque mais ninguém atura em centro de palco um energúmeno pantomineiro, qual palhaço rico em sessão continua de festejada tragédia colectiva.
Sem imagem de perfil

De Bruto a 14.04.2011 às 11:14

porque são monarquias e não fazem acordos ortográficos com nharros.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Sardo a 14.04.2011 às 13:33

A resposta, apesar de não ser tão simples, está no artigo de Fishman no NYT. Foi assim que tudo começou: o ataque especulatório, que foi agravado pelos avanços e recuos e incertezas do governo, convencido que isto ia melhorar, quando piorou.
Abraço.

PS: porque ninguém aqui referiu ainda este artigo do NYT? Alguém sabe explicar-me?
Imagem de perfil

De Mr. Brown a 14.04.2011 às 17:04

Quem é esse tal de Fishman, para lhe atribuir tanta importância?
Sem imagem de perfil

De Álvaro Pires a 14.04.2011 às 20:49

É uma espécie de sardo, digo eu.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Sardo a 14.04.2011 às 23:15

Um Zé Ninguém, sem qualquer importância. Aliás, não se compreende como é que um Zé Ninguém como ele tem voz no New York Times e dá aulas numa das mais prestigiadas universidades norte-americanas. Só pode ser cunhas caro Mr Brown...
Sem imagem de perfil

De BSt a 14.04.2011 às 17:31

Quanto a mim, pelo mesmo motivo não fazem acordos e reformas ortográficas. Sabem aquilo com que se podem e devem preocupar e respeitam-se.
Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 14.04.2011 às 19:31

Arrisco três razões:

1 - Falta de formação, a nível médio. No sistema educativo oficial, não há, no fundo, alternativa aos cursos superiores. E quem faz o 12º ano não está preparado para o mercado de trabalho.

2 - Falta de iniciativa privada. O que está um pouco relacionada com a primeira razão. Um electricista, ou um carpinteiro, com o respectivo "diploma" no bolso, sente-se mais motivado a abrir o próprio negócio, do que um jovem acabado de fazer o 12º ano, que anda à deriva, se não tiver notas para ingressar num curso superior.

3 - Excesso de acomodação. O que não implica preguiça, quero apenas dizer que os portugueses, em geral, acomodam-se demais às situações.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 14.04.2011 às 21:34

Porque a Finlândia até agora aceitou pagar?
Sem imagem de perfil

De Adão de Oliveira a 14.04.2011 às 23:23

Porque somos um país de "faz de conta", repleto de gente, nomeadamente políticos, quadros superiores da Administração Pública, de Institutos, Fundações, empresas, etc., que acha que é competente e importante porque... sim!?

E que finge que, de tão competente e importante, tem direito a todo o tipo de mordomias e não tem o dever de fazer a ponta de um corno?

E cheio de javardos? E de chico-espertos?

Somos um povo tão tacanho que, não obstante sermos dos melhores do mundo nalgumas actividades (por exemplo, no desporto e, em particular, no futebol), temos imensas pessoas que passam a vida no "bota-abaixo" relativamente aos seus (nossos) compatriotas bem sucedidos (C. Ronaldo, Mourinho, Figo, Villas-boas, J. Jesus, Domingos, etc., etc., etc.) - uma tristeza e uma imensa "cotovelite aguda"!

Que raio de mentalidades...

Em vez de remarem todos para o mesmo lado, os portugueses roem-se de inveja uns dos outros, preocupam-se apenas em olhar pela sua vidinha e, quando já quase ninguém rema, deixa-se esta "porra" ir ao fundo!
Sem imagem de perfil

De Anónima da Silva a 15.04.2011 às 17:46

Porque Portugal tem portugueses.
E portugueses que se julgam a si próprios melhores do que aqueles que elegeram livremente para os governar.
Sem imagem de perfil

De Núncio a 17.04.2011 às 15:53

Em Portugal, por enquanto não se elegem governantes.
Só elegemos deputados ao Parlamento e o Presidente da República.
Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 18.04.2011 às 10:47

Se calhar não sabemos muito bem os problemas que a grande maioria dos países europeus enfrenta...

Experimente googlar Latvia e crisis . Quantos artigos leu em português sobre o assunto? Isto é só um exemplo, claro, e se calhar o mais excessivo. Mas parece-me que esta nossa política de campanário (ou estes nossos políticos de campanário) é simplesmente um espelho da nossa curteza de vistas. Estamos a ficar com uma horrível falta de mundo, e talvez esta hiper-emigração que anda para aí venha a ser um bem!

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D