Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Consumições(1)

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 11.03.09

No final da década de 90, estava o país a ser invadido por uma avassaladora onda de empresas de venda de colchões ortopédicos, a que cada uma juntava as propriedades adequadas aos consumidores que pretendiam iludir. Um casal, de idade já avançada, foi atraído a um desses locais de venda pelos processos já sobejamente conhecidos, mas mantinha-se irredutível em desembolsar uns milhares de euros para comprar o colchão. O vendedor, perspicaz, mas sem sucesso no recurso aos habituais argumentos, invocou um novo: aquele colchão produzia efeitos iguais aos do Viagra!.

O casal entreolhou-se, trocou em recato algumas palavras e passado algum tempo decidiu-se. Negócio fechado, a troco de cerca de 600 contos a pagar em prestações suaves, com recurso ao crédito. O problema surgiu quando o casal constatou que fora enganado e, invocando o prazo de reflexão de 14 dias, pretendeu anular o negócio...

 

Adenda: No próximo dia 15 de Março comemora-se o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor. Até lá, vou tentar trazer alguns casos reais que retratam a sociedade de consumo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 11.03.2009 às 18:06

Sempre em cima do acontecimento, meu caro Carlos.
Abraço
Imagem de perfil

De Ana Gabriela A. S. Fernandes a 11.03.2009 às 18:32

Carlos: Que ideia genial dedicar alguns posts sobre este tema! Até porque é um tema tristemente actual: para já, as grandes empresas a tornar-se ainda mais agressivas e a escorregar para abusos; veja-se os bancos a aumentar ilegalmente o spread e sem avisar o cliente; e ainda este comércio sem fiscalização.
Oa consumidores necessitam de informação correcta e fidedigna, porque isto está a tornar-se uma verdadeira selva.
Parabéns pela ideia!
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.03.2009 às 23:05

Escreveste 'Adenda' para não escreveres P.S.? Entendi-te...
Sem imagem de perfil

De Fatima a 11.03.2009 às 23:12

Já para não falar nos muitos que pagaram e nunca viram o colchão.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 12.03.2009 às 00:24

Por acaso alguém sabe se os colchões eram azuis?
Balhamedeus!

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 12.03.2009 às 01:11

Bem lembrado, Carlos.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D