Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

Convidada: PATTI

Ana Vidal, 31.03.11

 

 Efeitos anímicos


Foi despedida, exactamente dez minutos, antes da sua hora de saída do escritório. Com efeito imediato. E nem precisou de dar dias à empresa.

Arrumou tudo mecanicamente. Não teve tempo de dizer adeus à colega das fotocópias. Nem do rapaz dos cafés. Ficara mesmo sem saber o nome dele. Seis meses ali a trabalhar e nem lhe sabia o nome.

Estava agora na rua, numa noite fria de Outono baço, à espera do metro. Na estação só um homem, já velho e de ar abstraído, sentado no banco.

Ignorou-o. Na sua cabeça só pairavam as palavras da chefe: irresponsável, sempre atrasada, distraída, lenta, burra, sem iniciativa, tímida de mais. Palavras que cada vez mais iam subindo de volume, ao ponto de ter de agarrar-se à cabeça, para as parar de escutar.

Já o homem mantinha-se descontraído, e sacara do bolso do sobretudo um corta-unhas. Cruzara as pernas para ficar mais confortável e sem mais nada: clique-claque, clique-claque, clique-claque… na noite acústica.

Concentrado, limava com os dentes sépia, uma falha ou outra que escapara à destreza do corta-unhas, mirava as mãos de frente, polia com saliva, sorria como uma manicure e voltava à carga: clique, claque, clique, claque, clique, claque…

Aquela sonância metálica, repetitiva; a voz interior que lhe atirava ofensas de irresponsável, atrasada, tímida; a baba do velho a ser sugada pelas unhas baças; o lenta, o sem iniciativa, o burra; a cabeça a estalar; o está despedida; o clique-claque, clique-claque, clique-claque; a voz da chefe; a privacidade do velho…

Não suportou tamanho som junto. E na chegada do metro à plataforma, empurrou-os a todos numa só força: a chefe, a tímida e a burra, o corta-unhas, a colega das fotocópias, o emprego no escritório, o nome que não sabia do rapaz dos cafés, o clique-claque, a dor de cabeça, a noite gelada daquele Outono, a vida toda.

E o homem das unhas sujas também.

 

Patti

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.