Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Orgulhosamente só

por João Carvalho, em 02.03.11

Depois do encontro com a chanceler alemã, José Sócrates «salientou hoje o resultado "histórico" das contas públicas [portuguesas] em Janeiro e Fevereiro e garantiu que Portugal "tem condições para resolver os seus problemas sozinho".»

É o que eu mais temia: a internacionalização da mentira. Não sei o que possa ter de histórico o excepcional resultado das contas destes dois mesitos, mas sei que Fevereiro acabou há dois dias incompletos e as contas ainda não estão fechadas.


125 comentários

Sem imagem de perfil

De a.marques a 02.03.2011 às 18:59

O circo a arder e o homem insiste na paródia de palco. E a comunicação social a dar-lho solicita e babada. Alguém sabe dizer quantas horas diárias carregam com Sócrates e comandita para nos despejarem em cima sem descanso? Barometrem a coisa e não nos coisem .
Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.03.2011 às 19:03

Cada um é pr'ó que nasce...
Sem imagem de perfil

De antoniopestana a 03.03.2011 às 23:38

Acho que a afirmação de Sócrates não está ao alcance de qualquer um. Quando ele diz que somos capazes de resolver os nossos problemas sozinhos,obviamente refere-se apenas a circunstancias normais e não às excepcionais com que o país se depara, causadas sobretudo pelas agências de "rating " Standard&Poor’s, a Fitch e a Moody’s,o que já lhes valeu um processo judicial por parte de um grupo de advodados Espanhóis.
Sem imagem de perfil

De Norsk a 04.03.2011 às 14:11

Ó antoniopestana "fartas-te de facturar, é aqui é no Sol,fala aí com o Pinókrates a ver se também posso,pelo teu empenho,vê-se que vale a pena.
Sem imagem de perfil

De ana a 04.03.2011 às 10:07

Pois, mas este nasceu para nos lixar com F grande!!!
Sem imagem de perfil

De Carlos Manuel a 04.03.2011 às 11:07

è preciso ser burro !
e que querias que o homem fizesse ?
Queres ir para lá tu , aturar a Merkel ?
Já pensaste que percentagem do que comes é produzida por ti !
Faz as contas , OK?
Sem imagem de perfil

De a.marques a 04.03.2011 às 12:37

Como qualquer quadrúpede açaimado, com uns óculos verdes papas a palha toda, e um livro debaixo do braço passas por doutor.
Sem imagem de perfil

De Zé Valente a 04.03.2011 às 12:54

Posso dizer o que eu queria que ele fizesse:
1 - Não mentir
2 - Dar a cara aos problemas e não acobardasse . O homem apenas aparece quando há boas notícias
3 - Abrir os olhos e começar a entender os problemas dos Portugueses.
4 - Deixar o mundo da Lua e por os pés em Portugal
5 - Ser honesto e não aldrabar números ou situações.

Como vêm, há muito que ele pode fazer... mas simplesmente não consegue.
Sem imagem de perfil

De Pedro Garcia a 04.03.2011 às 23:27

Meu caro, como qualquer Político que se preze, é obrigado a mentir...
Veja-se, quem é eleito, é quem dita reduzir carga fiscal, incentivar o aumento de salários, aumentar a despesa com encargos sociais, etc etc etc...
Aquele que tem coragem de fazer o que deve ser feito, sabe que está a cometer suicídio político, porque os Portugueses gostam de ser enganados.
Ou seja, o bom político, com sentido de Dever e empenho de "mudar", mente antes das eleições, e sacrifica-se depois das mesmas...
Portugal só avança de X em X anos, quando surge um governo de mangas arregaçadas, que não dura muito, claro, pelo mau hábito que os Portugueses têm de só ver o seu próprio umbigo...
Enfim, temos aquilo que merecemos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 11:24

concordo na integra
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 19:58

Este homem parece uma imitação daquele ministro-palhaço do Sadam , lembram-se? Estando o exército dos EUA mesmo à sua porta, em Bagdad, ia dizendo aos quatro ventos aos microfones da rádio e televisão estatais, que no Iraque nada de mal se passava e que tudo caminhava livre e sobre rodas, controlado pelo sanguinário ditador!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.03.2011 às 23:14

Truques!
Sem imagem de perfil

De Dias Loureiro a 03.03.2011 às 23:42

Blog de cangalheiros e ressabiados.....
Sem imagem de perfil

De a.marques a 04.03.2011 às 08:27

Acabam por lhe fazer como ao amigo petroleiro. Quando cair vão ser os primeiros a bater desalmadamente.
Sem imagem de perfil

De Alberto Souza a 04.03.2011 às 10:21

Concordo em absoluto. Fosse eu bruxo, já o penso e digo há muito tempo. Lamentavelmente também somos todos culpados por sermos um povo que ainda acredita em qualquer espécie de treta.
Sem imagem de perfil

De ana a 04.03.2011 às 10:08

Cangalheiro e ressabiado deves ser tu, com um nome desses não se esperava outra coisa...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 14:39

deves andar é a mamar tb junto com a comandita
Sem imagem de perfil

De LDiogo a 03.03.2011 às 23:46

já dizia, aquele que tantos anseiam que regresse (António de Oliveira Salazar), que este país ia ficar entregue a ladrões, burlões e outros que tais, mais uma vez mostrou que sabia do que falava....as voltas que o homem daria no caixão se ainda fosse corpo.....
Cá se vai andando com a cabeça entre as orelhas.....o povo é sereno
Sem imagem de perfil

De ARPires a 04.03.2011 às 09:15

...orelhas sim, mas orelhas das grandes...
Sem imagem de perfil

De E. Ventura a 04.03.2011 às 10:12

Para o L. Diogo
Não sei a sua idade mas com certeza não viveu no tempo do Salazar. Caso contrário não teria saudades do analfabetismo, da fome e dos bairros de barracas, da ausência de cuidados de saúde, do ensino para as elites, da guerra colonial, dos presos políticos, da repressão, etc. etc. Seguramente não havería blogs como este e como outros onde alguns iluminados podem vomitar a sua ignorância e o ódio à política (ou políticos como dizem) mas que mais não são do que ressabiados que não conseguem fazer nada de útil.
Sem imagem de perfil

De LDiogo a 04.03.2011 às 12:15

E. Ventura,
agora deixou-me na dúvida quem é que será o ressabiado.... volte lá a ler o que escrevi a ver se em momento algum defendi as práticas de então, apenas disse que o homem já no seu tempo achava que este país ia ficar por conta desta corja que emergiu, quiçá, à conta do 25 de Abril que você terá defendido, só espero é que não tenha defendido este 25 de Abril, este 25 de Abril que a cambada de oportunistas, como por exemplo Mário Soares e outros que tais implementaram. Ele dizia em 1962 que isto (o país) era só pra safados, eles é que iriam sentar-se à mesa e infelizmente, sentaram-se e por lá ficaram desde 74, nunca mais houve seriedade (salvo honrosas excepções), assim está o país como se vê, espero que o seu ressabiamento lhe permita ver esta triste realidade. Quanto à minha capacidade de fazer algo de útil, não sei concretamente ao que se refere mas, eventualmente estarei a ajudar a pagar a sua reforma e o Rendimento de Inserção Social (rendimento mínimo) a muito vagabundo que, esses sim, nunca fizeram nada de útil para o país e agora auferem rendimentos superiores a muitos desgraçados como por exemplo o meu pai que trabalhou quarenta e tal anos para ter uma reforma de miséria e com 82 anos ainda faz muito mais que esses inúteis da sociedade. Só para terminar, leia o que escreveu e veja se não encontra muitos exemplos do que refere como realidade do tempo de Salazar nos dias que correm, será que a liberdade que tanto defende é assim tão clara?? Também não tenho tanta certeza que seja analfabeto, que tenha passado fome ou sofrido de alguma enfermidade, se foi à guerra deve ter sido ajudante do Alegre, se correu o risco de ser preso político esteve no exílio na companhia do Soares na bela Paris, exilados da treta....
Sem imagem de perfil

De amelia a 04.03.2011 às 19:33

LDiogo ,

Eu sou do tempo do Salazar...nesse tempo era menina e feliz...hoje velhinha mas infeliz. Sou analfabeta mas concordo plenamente consigo com a resposta que deu .
Sem imagem de perfil

De Guilherme de OLiveira Martins a 04.03.2011 às 12:32

Senhor E.Ventura ,

Vivi, afortunadamente, na época de Salazar e assisti ao contrario do que o Senhor afirma à luta contra o analfabetismo, 10.000 salas dee aulu no Plano dos Centenários..., redução em cerca de 20 anos do analfabetismo de quase 80% , herança da democracia liberal da 1ª república, para cerce de 30%. Eliminação de barracas e construção de bairros sociais por todo o país ( o senhor esquece que depois de 1975 nasceram os verdadeiramente grandes bairros de barracas com a "descolonização exemplar" , criação da segurança social e da assistência médica aos seus beneficiários, do ensino barato e sem descriminações, da industrialização, depois de se ter concretizado o sistema eléctrico nacional mediante a construção de barragens e da rede eléctrica nacional, da construção de uma marinha mercante e de pesca que enfileiravam entre as melhores, da recuperação da rede viária nacional deixada pela 1ª república em "rede nacional de buracos", da quase ausência de desemprego, da realização de planos de valorização da agricultura mediante a implementação do regadio através da política de desenvolvimento da hidráulica agrícola,
da dielização dos caminhos de ferro e posterior electrificação, dos grandes trabalhos de abastecimento de águas e de redes de esgotos, facilidades praticamente deixadas no 0 pela 1ª república, reforma e modernização das forças armadas, desenvolvimento do Ultramar ( conheci grande parte dele ) em todas as áreas, modernização e desenvolvimento das telecomunicações, etc , etc . As forças de segurança, PSP e GNR tinham efectivos de pouco mais de 1/3 dos actuais; polícia secreta não havia, a PIDE/DGS era nomeada em Diário da República e os seus agentes, em muitas circunstâncias andavam fardados; muitas das cadeias estavam com "bandeira branca" quer dizer sem presos; a população prisional era muito pequena comparada com a actual; existiam presos políticos, é verdade. E agora? será que não os há? só que por lei todos os condenados são de delito comum. E serviços secretos agora existem pelo menos 3, dos quais 2 instalados respectivamente no Forte do Alto do Duque e da Ameixoeira após grandes obras de adaptação.
Tivemos uma Nação com honra em todos os domínios e agora estamos reduzidos à miséria ,depois de termos dissipado tudo o que da CE disfrutamos e do que com muito trabalho da maioria dos portugueses conseguimos.
Fizemos a "descolonização exemolar" e pergunto o que ganharam os nossos antigos compatriotas africanos? milhares e milhares de mortos e alguns políticos ríquíssimos ( cá e lá ) Muito
mais se poderia dizer mas já vai longo o escrito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 14:54

você é um fascistóide que não merece o ar que respira e é por causa de energúmenos como você que este país está como está.
Sem imagem de perfil

De Augusto a 04.03.2011 às 19:46

Esta sua conversa e muito bonita mas nao corresponde em absoluto a realidade. Talvez para si. Mas cada um tem o seu ponto de vista e a verdade nao e propriedade exclusivamente sua. Eu tambem estive no ultramar e sei bem qual era a politica Salazarista. Era a politica do deita abaixo nao importa como nem com que pretexto. Isto e, punhas o pe na argola, digo, a argola que ele nao gostava, e ias a vida. Informacao? Nada. Enfim, nao vale a pena entrar em discussoes mas a verdade e que nao estamos bem. Mas dai ate dar vantagem aos tempos da repressao!? Cuidado!!! Vai uma enormissima diferenca. Mas, como disse, nao quero entrar em discussao. Voce e livre de pensar o que quiser. Passe bem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 23:23

Grande resposta!!!!
Hoje estamos num país, num buraco sem fundo, Politizado, endividado, sem respeito, sem cidadania
carregado de ladrões e corruptos, ladrões e vigaristas, os poucos que sobram não conseguem fazer nada porque já estão prontos para entrar outros tantos corruptos, vigaristas, mentirosos e ladróes, que já lá estiveram e querem acabar com resto. Isto não tem remédio venha o FMI para acabar com as mordomias a quem não quer trabalhar, baixar os ordenados Milionários, cortar pela raiz os subsidios, as despesas do Estado irem para valores que os contribuintes possam pagar incluíndo os ordenados dos funcionários publicos, que devem ser equiparados aos privados.
Não querendo desculpabilizar este governo foi o unico que teve a coragem de tomar medidas que são ordens dos que desde 1990 emprestou milhoes para o desenvolvimento do n/país e que os n/politicos com nossa autorização esbanjaram a seu belo prazer, esquecendo-se que um dia tinhamos que começar a pagar.


Sem imagem de perfil

De ARPires a 05.03.2011 às 11:46

Este senhor e espero bem que não se ofenda por o tratar por senhor, viveu e comeu no tempo e à custa de Salazar.
Provavelmente foi agente do dito cujo, pois como é possível alguém com dois dedos de testa, vir dizer tantos e tão tontos disparates.
Vou dar um só exemplo e tem a ver com a rede eléctrica nacional.
Só na década de noventa (1990) do século passado Portugal Continental, ficou coberto com rede eléctrica.
Ó homem não seja demagogo...
Sem imagem de perfil

De José Martins a 04.03.2011 às 15:46

Não tenho saudades desse tempo, mas não é pelos motivos que o Senhor enuncia e passo a enumerar pela mesma ordem que escreveu: Analfabetismo - Ensino, este governo está-lhe a dar outro nome, chama-se RVCC , para quem não sabe, em três meses mais ou menos, e depois de terem contado a história da sua vida, os alunos ficam habilitados com o 6º, 9º ou 12º ano, (lá ficou o problema da falta de escolaridade resolvido) em termos de igualdade com outros países da Europa, sim temos habilitações no papel, competência? Onde é que ela está na grande maioria dos casos; Fome, só temos de olhar para todos aqueles que vivem do rendimento de inserção social, quando a S. social não tiver fundos vão comer o quê? Bairros de barracas, vamos novamente falar do rendimento de inserção social, de todos aqueles que vivem em bairros sociais, que não produzem nada, mas mesmo nada e que a população que trabalha sustenta; Cuidados de saúde, esperar 3 e 4 anos por uma intervenção cirúrgica, não ter médico de família, medicamentos caríssimos, estes cuidados de saúde são bons? Guerra Colonial - presos políticos, deixou de existir sim senhor, agora temos a guerra cá dentro do país com todos os ladrões e assassinos que por aí grassam, armados até aos dentes, de quem a polícia, os magistrados e a população têm medo, acho que até já respondi à repressão. Ódio aos políticos sim, porque só querem o bem estar deles próprios, família e amigos, ainda não vi nenhum sair do poleiro sem levar os bolsos bem cheios e uma choruda reforma, é a igualdade em todo o seu esplendor. Das duas uma, ou o Senhor anda de olhos vendados ou é alguém que vive à custa dos Portugueses que trabalham...
Sem imagem de perfil

De anónimo a 04.03.2011 às 20:22

Concordo consigo e acrescento:
RVCC (agora pomposamente Novas Oportunidades) são 3 meses e um canudo igual a 12 anos de escolaridade. Por um lado acaba-se com o analfabetismo, como bem disse; e por outro motiva fortemente os alunos que são obrigados a ir à escola 12 anos,(no mínimo) quan-
do, afinal, aos 18 anos podem fazer em 3 meses o mes-mo que teriam feito em 12 anos. Isto na nossa bela democracia chama-se igualdade de oportunidades.
Sobre os ladrões e assassinos que por aí grassam, armados ate aos dentes, faltou dizer que nunca como agora se cultivou tanto a vitimização dos ladrões e assassinos, como se as vítimas fossem eles.
Quanto às reformas dos politicos quando saiem do poleiro permita-ma uma correcção. Eles saiem, não com uma reforma, mas com tantas reformas consoante os poleiros por onde passaram. Exemplos: Banco de Portugal, Caixa Geral Depositos, A. Republica Universidades, Empresas Publicas etc. É que os politicos desta bela democracia não são pessoas ditas normais. São seres iluminados que como tal exigem ser tratados.
Caro josé Martins; a propósito desta e da outra demo-
cracia, lembro que há uns anos atrás uma Senhora que já foi Ministra e candidata a P.M que perante asituação
grave em que o País já se encontrava declarou perante a estupefacção dos democratas que, se pudesse,SUSPENDIA A DEMOCRACIA POR SEIS MESES
Claro que se levantou o carmo e a trindade, mais os democratas de profissão, pagos pelo Zé Povinho, e a democracia continuou, em todo o seu esplendor, cada vez mais cimentada até aos dias de hoje, para gaudio dos que (des)governam o Povo e ficámos sem saber o que é que a respeitável Senhora queria exactamente
dizer,com aquela SUSPENSÂO TEMPORÀRIA DA DEMOCRACIA. Mas pelo ruído que gerou suspeita-se
que iria mexer com muitos dos 'lobies' instalados.
Enfim, Viva a Republica e a Democracia séria e justa.
Sem imagem de perfil

De ATuga a 05.03.2011 às 03:11

Para E.Ventura
Não se esqueça que "aquele tempo não é o de hoje", Salazar governou num período de guerra e pós guerra, na Europa. Houve algum senão, mas deixou-nos uma herança de respeito, bons projectos e os cofres recheados.
Os Soaaares , ..., os HipoSocrates , cofres cheios de futuro hipotecado, deixam-nos a nós, aos nossos filhos e netos HIPOTECADOS até às orelhas.
Para eles... desfilarem livremente entre frauuudes de milhões ...
Aos Tugas , como eu, trabalham e pagamos impostos, para sustentar:
- Os sucessivos governos & Cª, incluindo os "jobs for the boys";
- Os milhares de oportunistas "criações não tecnologicas .. caça ao voto" inserção social, de minimos garantidos a IAS, ...;
- Assaltantes, Pedofilos, .... tudo em liberdade ...
- ....
Eu ignorante sou incapaz de calcular quanto nos custam estas três alineas.
Mas os Srs. Ministros sabem, porque os tectos para aos beneficios fiscais (IRS),foram colocados no lugar certo, são para retirar:
- o reembolso de IRS à classe trabalhadora;
- o abono de familia;
- bolsas de estudo
Proclamam JUSTIÇA !!!
Mas onde está?

Justiça Judicial, Social ...
Alguém tem de acordar, alguma campainha que toque, alguém ou todos ACORDEMOS ....
Sem imagem de perfil

De ARPires a 05.03.2011 às 11:28

Tenho cá a impressão de que este Diogo é parecido com um outro Diogo que eu conheço e que sofre do mesmo problema, "ódio aos politicos", pois todos são maus, nenhum presta, etc, etc.
Este que eu conheço viveu no tempo de Salazar e pela forma de se manifestar, pretende dar a ideia de que nesses tempos idos é que era bom...
"Deus tenha compaixão desta gente" se é que ele existe!!!
Sem imagem de perfil

De ana a 04.03.2011 às 10:12

O povo não é sereno: o povo é cobarde!!!
Sem imagem de perfil

De José a 04.03.2011 às 17:40

Sr.ª Ana, comece a revolta, não faltará com certeza apoio, agora estar a cuspir para o ar, só porque quer ver o circo pegar fogo, tenha juízo
De palermices estão os portugueses cheios.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 22:30

No tempo do Oliveira Salazar, havia mais educação e mais respeito, mais vontade de trabalhar e lutar por umtrabalho melhor depois por um emprego melhor......
respeitava-se quem nos dava trabalho, porque também não havia alternativas (Não havia sub.Desemprego nem subsidios de reincerção ) ou se trabalhava,ou então não comia era mais dificil roubar, porque havia justiça e vergonha.
Sem imagem de perfil

De martins a 04.03.2011 às 00:10

alguém me sabe responder pf pk se for o PM J.S. ou o futuro PM P.C.ai ai ai que não podem fazer mais medidas de austeridade,mas ,se for o FMI este já pode vir e por as medidas de austeridade que quiserem,pois já é licito e viável e justo e não sei o quê?
meus amigos ,alguem tem que limpar esta cag*d* se é o sr socrates o sr passos ou o jaquim da esquina ,tanto me faz,tem que ser feito:faça-se.
subam lá à montanha que alguem há-de aparecer para servir de cordeiro(o altar do sacrificio está pronto e os escrivas a postos para fazer a história,
não sejam fariseus em terras do poder romano(do reicht) terminou o tempo das reformas do setor publico apartir dos 40 anos desde que tivesse um cálo,ou tosse ou catarro,e quem tem que pagar é quem hoje está no activo ,pois na maioria dos casos foram permissivos e condecendentes com os colegas .
das ultimas vezes foi a classe mais baixa quem pagou,e se não chegar que paguem os grandes também
Sem imagem de perfil

De antónio Costa a 04.03.2011 às 00:42

Como este João Carvalho é frustrado, ressabiado e invejoso, é bem o fruto de uma pequena parte sem significado do Povo Português. O que vale é que os cães ladram e a Caravana passa. bye,bye
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.03.2011 às 02:00

Este António Bosta engana-se a escrever até o próprio apelido.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.03.2011 às 08:41

Eheh... Bem me parecia que entre os cães que ladram havia um a zurrar.
Sem imagem de perfil

De a.marques a 04.03.2011 às 08:16

Antes a transparência do azedume que a angústia agrilhoada.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.03.2011 às 08:42

E mais nada.
Sem imagem de perfil

De Ivo a 04.03.2011 às 02:40

Orgulhosamente só

Este o tema.
Meus caros, OS, quando dizia e afirmava o mesmo mas juntando um s (sós), sabia o que dizia.
Nada tinha a ver com a pobreza deste momento, tinha a ver com uma conjuntura (pós II Guerra Europeia).
Franco Nogueira, explica isso. Muitos Europeus e a USA votavam na ONU pelos seus interesses, mas nos bastidores diziam-nos para não sair de lá. Aí estava a nossa independência.
Os tempos mudam e agora estamos mesmo sós.
Nada temos. Dependemos de todos e subservientes.
A "herança" foi defraudada e eu estou a pagar assim como os meus descendentes.
Quem devia pagar por isto? São conhecidos os que levaram a "família portuguesa à falência".
Não tocaram nos seus "bens" e não estão na "pobreza", mas levaram os outros a tal situação.
Daí o nosso 1º andar a fazer a figura que faz, em nome dos portugueses que trabalharam e trabalham.
O futuro, "orgulhosamente só" e neste caso mais "sós".
Se dantes esta leitura era somente política, agora é real e de "barriga vazia", infelizmente.
Que dizer mais!
Imagem de perfil

De DaSilva a 04.03.2011 às 09:04

O"truque" faz parte de uma estratégia que contém vários pontos a cumprir. O nosso "amigo" Sócrates sacrifica o seu povo e depois arranja forma de se colar a alguem que, depois de lhe pagar um jantarzinho, diga em público que assim é que está bem. De seguida, volta a Portugal, toma mais uma medida para nos depenar, vai lá fora novamente, manda umas bocas a dizer que matou mais 2 ou 3 com aumento de impostos (porque assim é que está bem), paga o jantar, o outro diz que ele tem razão e que é assim que se faz... acho que o próximo a ganhar o jantar deve ser o Sarcozy... (este fica meio alterado depois dos jantares e chiba-se todo). Ou talvez o Berlusconi mas com este o Socrates não vai lá só com o jantar...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2011 às 09:06

Propaganda e mais propaganda!
Sem imagem de perfil

De spinto a 04.03.2011 às 09:49

é triste...estamos num país a afundar...corrupção mentiras, enganos, roubos, desvios, etc...é o nosso histórico...mas a acrescer a esta tristeza - a nossa politica- que mais não é do que "dizer mal", insultar...soluções ninguem as aponta ou as discute....
Sem imagem de perfil

De Amandio Gonçalves a 04.03.2011 às 09:27

O meu comentário é para os Administradores do BANCO SANTANDER, é preciso ter coragem caros senhores numa divida tão difícil que por doença ficarem de pagar umas quantas prestações quatro ou cinco, logo que recuperou normalizou as mesmas informando o que setinha passado, por espanto fazem uma penhora ao seu ordenado com filhos a estudar e casa para pagar ao reclamar foi dito ou todo ou nada
fica na consciência dos srs.
Sem imagem de perfil

De joao vilaça a 04.03.2011 às 12:58

o que os srs. esperam de banqueiros?De onde se originaram os bancos? O que é de admirar é que os diretores alguns Portugueses não tenham sensibilidade,humanismo e respeito ao seu semelhante.Só nos resta desejar que um dia eles(essas ienas) passem pelo mesmo sofrimento.

Comentar post


Pág. 1/4



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D