Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O caminho de Alegre

por J.M. Coutinho Ribeiro, em 08.03.09

Também acho que foi deslocada a forma como José Lello se referiu ao carácter de Manuel Alegre. E também acho que Almeida Santos, ao criar a dicotomia "nós" e "ele", denota que o PS já não considera Alegre um dos seus. E também me parece evidente que nada disto teria sido dito se não tivessem o beneplácito do chefe supremo. Mas também acho que a posição que Alegre vem assumindo começa a tornar-se intolerável.

Manuel Alegre não pode estar e não estar no PS conforme lhe dá jeito ou não. Não pode usufruir da vantagem de ser um "histórico" do PS e andar de braço dado com o Bloco de Esquerda, que parece ser o principal adversário do seu partido. Não pode andar a fustigar permanentemente o PS e deixar de ir debater o PS ao congresso ou noutros fóruns do seu partido.

Lendo o Expresso deste fim de semana, vê-se que é o próprio Alegre quem admite que está a esticar a corda até ao limite. A táctica ate pode ser boa, se Manuel Alegre pretende ser candidato presidencial com o apoio de toda a esquerda. Mas, confesso, que tanto tacticismo já me está a criar urticária. Se Alegre é mesmo um caso de gente séria que está a tentar refundar a esquerda à sua imagem, então está na hora de ser consequente e fazer o seu caminho â margem do PS. Ou corre o risco de se tornar igual aos que critica.

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.03.2009 às 23:22

Falando de tacticismos, meu caro Joaquim, lanço-te então a seguinte questão: por que motivo o secretário-geral não se deixa de tacticismos e decide expulsar Alegre do PS em vez de permitir que outros dirigente o insultem, talvez na secreta esperança que Alegre saia sem necessidade de ser empurrado?
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 08.03.2009 às 23:28

Eu não estou contra o tacticismo de Alegre e de acordo com o tacticismo dos "outros". O que pretendo sublinhar, meu caro Pedro, é precisamente que se Alegre não arrepia caminho, acaba igual aos "outros". Se queres saber, eu acho é que Alegre tem meo (será preguiça?) de dançar sozinho e noutra companhia
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.03.2009 às 23:33

Olha que não, meu caro. O Alegre já lidera uma tendência dentro do partido, tem votado vezes sem conta contra a orientação da bancada (e com ele têm votado sistematicamente pelo menos outros quatro deputados). A fracção está criada: Almeida Santos, como bem sublinhas, já interiorizou tal facto. E tudo isto, no fundo, remonta à campanha presidencial de 2006, que acompanhei no terreno, e à forma desastrosa como Sócrates geriu esse dossiê. Nos próximos três meses muita coisa vai acontecer: teremos ocasião de continuar a comentar isto.
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 08.03.2009 às 23:48

Espero que tenhas razão. Aliás, há muio que ando a pedir que tudo se esclareça. No PSD e no PS.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2009 às 00:02

No PSD a história é (ainda) mais complicada. Como se tem visto.
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 09.03.2009 às 00:07

E o desbocado do Manezes acaba por ter razão quando diz que "aquilo" [PSD] já não é uma família...
Imagem de perfil

De José Carlos Pereira a 09.03.2009 às 00:05

Ainda gostava de perceber essa tua distinção entre Alegre e os "outros". Alegre é um deles, há anos e anos.
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 09.03.2009 às 00:08

Pois, meu amigo, mas pelos vistos já não é, atendendo ao que diz Almeida Santos...
Sem imagem de perfil

De O meu olhar a 09.03.2009 às 17:32

Se bem compreendi o que defende o Pedro o Correia é que Sócrates se deveria deixar de tacticismos e deveria expulsar Alegre do PS, ficando este, dessa forma, a salvo de insultos de dirigentes socialistas. Interpretação errada? De certeza. É que a ser verdadeira a questão que lhe colocaria seria a seguinte: aplaudia Sócrates se este expulsasse Alegre?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.03.2009 às 17:37

Claro que não. Entendo que nenhum dirigente político deve ser expulso do partido em que milita por delito de opinião. Por isso critiquei durante anos o comportamento do PCP nesta matéria. Você concordaria que Alegre - militante do PS desde o tempo em que Sócrates andava pela JSD a dar vivas a Sá Carneiro - devia ser expulso?
Sem imagem de perfil

De O meu olhar a 09.03.2009 às 17:50

Evidentemente que não e também não esperava que a sua resposta fosse outra. Só não compreendo porque se questiona “por que motivo o secretário-geral não se deixa de tacticismos…?”
Sem imagem de perfil

De anonimo a 09.03.2009 às 15:42

Podem consultar os arquivos. O verdadeiro nome da criatura é Lelo. Nada tem a ver com a família Lello da editora e livraria.
Imagem de perfil

De J.M. Coutinho Ribeiro a 09.03.2009 às 22:09

Com ll fica com mais patine...

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D