Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Convidado: TIAGO MOREIRA RAMALHO

por Pedro Correia, em 25.11.10

  

O texto que nunca escrevi

 

«It is the unwritten book which might have made the difference. Which might have allowed one to fail better. Or perhaps not.»

George Steiner

 

Digo muitas vezes, tantas que já nem sei se é a sério se a brincar, que a introdução de My Unwritten Books de George Steiner é a coisa mais bonita que já li. Encerra, em poucas, pouquíssimas linhas, a essência cobarde que reside em cada um de nós. Os livros que Steiner nunca escreveu são as declarações de amor que nunca fizemos, são o café que nunca combinámos, são o beijo que sempre tememos. Os livros que Steiner não escreveu são metáfora de todas as nossas frustrações, todos os nossos ‘se’, todas as nossas possibilidades passadas que gostaríamos futuras, na ilusão de que no futuro faríamos diferente. E a introdução de Steiner, que deveria ser conclusão, na verdade, é a elementar evidência de que somos incapazes de não pensar no que teria sido se tivesse sido. Obrigamo-nos a pensar que o mundo, o nosso mundo, teria sido melhor caso tivéssemos escrito o livro que não escrevemos, como se fosse possível fazer tal cálculo. Não é possível. Não sabemos, nunca saberemos o que teria mudado, seja para melhor, seja para pior. O que apenas nos deixa uma alternativa, que sendo única não deveria ter tal nome: olhar para a frente e deixar de pensar na maravilha de vida que nunca tivemos. Até porque - «or perhaps not» - a vida com o livro escrito poderia muito bem ser tão ou mais infeliz que aquela sem livro nenhum.

 

Tiago Moreira Ramalho


6 comentários

Imagem de perfil

De João Carvalho a 25.11.2010 às 13:19

Bela evasão, se o termo me é permitido. Parabéns, Tiago.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 25.11.2010 às 13:45

Excelente princípio, Tiago, e excelente texto. Nada é mais mortífero e frustrante do que aquele terrível "e se?" sem remédio, como nenhum arrependimento é maior do que o daquilo que não se fez ou disse. E é muito bom saber que há na vossa geração quem tenha essa noção, porque ainda vai a tempo.
Bem-vindo ao DO.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.11.2010 às 13:49

Olá, Tiago. Gosto de te ver por cá. Com a qualidade habitual. Steiner também havia de gostar de ler este pequeno/grande texto.
Abraço.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 25.11.2010 às 14:24

E há sempre um novo livro que podemos ou não escrever. Excelente, Tiago.
Sem imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 25.11.2010 às 14:59

Quando um "se" se mete de permeio nem sempre a lucidez permanece. Não será o caso deste pequeno trecho.

Gosto de gente lúcida.
Sem imagem de perfil

De Eugénia de Vasconcellos a 25.11.2010 às 15:23

Olá Tiago.

Gosto sempre de o ver às voltas com mais questões do que apenas as do dia. Dia político. Dia social. Dia do dia que for. Aquelas que nos acompanham a vida toda e não permitem que tempo se esgote na actualidade.

Um abraço

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D