Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Finalmente!

por André Couto, em 07.10.10

 

 

Mário Vargas Llosa, Prémio Nobel de Literatura 2010

 

Este ano a Academia abandonou a postura de Ídolos da literatura mundial, dando a conhecer talentos até então quase desconhecidos, consagrando com toda a justiça um escritor já largamente admirado e premiado.

Para além da obra, um dos expoentes máximos da riquíssima literatura latino-americana, fica igualmente na retina a homenagem ao político, ao Homem dedicado às causas sociais e da liberdade no Peru.

Uma das escolhas que há muito se exigia e que aplaudo de pé!


29 comentários

Sem imagem de perfil

De RAA a 07.10.2010 às 12:28

Grande notícia! Grande Nobel! Estou a sabê-lo por si. Obrigado.
Imagem de perfil

De André Couto a 07.10.2010 às 21:20

Fico contente por ter sido o veículo das boas notícias!
Sem imagem de perfil

De Carlos Faria a 07.10.2010 às 12:36

Subscrevo, A conversa na catedral marcou-me profundamente e fez-me olhar para a américa latina com outros olhos.
Embora não conheça muitos mais livros dele, já escolhi que o próximo a ler será a Festa do Chibo que comprei há pouco tempo.
Sem imagem de perfil

De manuel menezes a 07.10.2010 às 18:39

A Festa do Chibo! Absolutamente fabuloso (e se for possível, lido no original).
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 08.10.2010 às 00:11

Subscrevo o que disse Manuel Menezes. "A Festa do Chibo" é um dos romances mais marcantes que li na vida. Obra inesquecível, inspirada na tenebrosa ditadura de Trujillo.
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 07.10.2010 às 14:16

"a homenagem ao político, ao Homem dedicado às causas sociais e da liberdade no Perú."

Gostei que dissesse isso, André Couto. Muitos indignam-se contra o facto de o Nobel premiar esse tipo de coisas, em nome de uma suposta pureza absoluta da literatura. Quando foi do Saramago, por exemplo, foi um ai jesus por causa disso. E outros.
Mas discordo de si numa coisa: O Nobel não deve ter como critério um escritor ser já largamente conhecido, ou premiado. Isso é Mercado (não estou de modo nenhum a tirar méritos ao Vargas llosa por causa disso). Há escritores, que mal ultrapassaram ainda a barreira da sua lingua, por razões várias, e que são personalidades fascinantes e excelentes escritores, que mereceriam concerteza ser também premiados. Assim como o ser "conhecido" não é critério, não deverá também o ser "desconhecido", ser critério do que quer que seja.
Sem imagem de perfil

De A pau a 07.10.2010 às 17:07

"Concerteza"?
Eheheheheh...
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 07.10.2010 às 17:39

Já não vou ganhar o prémio nobel da literatura?... ;)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.10.2010 às 18:41

O facto de ser um autor muito conhecido e bem sucedido comercialmente não pode ser motivo para o excluir do Nobel, de forma alguma. Por este absurdo critério Graham Greenne nunca recebeu o prémio. Também as ideias políticas de um escritor não devem ser factor de exclusão, como sucedeu com o 'politicamente incorrecto' Jorge Luis Borges, um dos gigantes da literatura do século XX - que morreu igualmente sem receber o Nobel.
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 07.10.2010 às 20:26

Pedro Correia, isso foi o que eu disse:

"Assim como o ser "conhecido" não é critério, não deverá também o ser "desconhecido", ser critério do que quer que seja." Ou seja, nenhum desses factores pode ser motivo de inclusão, ou de exclusão.

De resto, já houve premiados escritores mais politicamente incorrectos do que o Jorge Luis Borges. Refere-se ao facto de ele não ter condenado a ditadura de direita argentina? Já houve laureados com o prémio que não só não condenaram ditaduras de direita, como as apoiaram activamente. O Camilo José Cela, por exemplo, e há outros.
Sem imagem de perfil

De Antifarsista a 07.10.2010 às 21:17

"Concerteza"...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.10.2010 às 21:42

Então estamos de acordo, Fallorca. A propósito: também já muitos houve laureados com o prémio que não só não condenaram ditaduras de esquerda, como as apoiaram activamente.
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 08.10.2010 às 10:04

Exactamente, já houve tudo isso. O Nobel é democrático.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2010 às 11:37

Tão democrático que até premeia escritores que são lidos, como este ano se viu.
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 08.10.2010 às 16:38

Pedro Correia, eu podia dar-lhe uma longa lista de escritores premiados mais lidos, mais traduzidos e mais publicados do que o Vargas Llosa. Acho que a Pearl Buck, por exemplo, já tem mais edições e mais leitores do que o Vargas Llosa alguma vez terá, por exemplo. Isso é muito importante, porquê? Quem não leu ainda o Vargas Llosa, ou outros dos premiados, começa a lê-los depois do Nobel, e isso é bom.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2010 às 18:58

É bom, claro. A propósito: a Pearl Buck venceu o Nobel em 1937.
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 08.10.2010 às 19:15

Ah, é isso? Mas nem em 2075 o Llosa chegará aos números dela, se calhar, não faço ideia... e quanto a dinheiro ganho, fazendo a correcção monetária, etc... Pedro Correia, com todo o respeito, estamos aqui a fazer uma contabilidade pateta ;).

Já agora, eu gosto muito do Vargas Llosa (gostei muito do Tia Júlia e o Escrevinhador e do A Guerra do Fim do Mundo), embora lhe prefira o Garcia Marquez. É pena que se dêem tão mal. Mais guerra de egos do que outra coisa.
Sem imagem de perfil

De Fallorca a 08.10.2010 às 19:31

O "Escrevedor", não "o escrevinhador", que palermice.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2010 às 19:38

Caro Fallorca: creio que estamos de acordo no essencial. E o essencial é lermos bons autores. Com ou sem prémios.
Sem imagem de perfil

De Fllorca a 08.10.2010 às 20:09

Ora bem, Pedro Correia

Um abraço.
Imagem de perfil

De imprevistoseacasos a 08.10.2010 às 21:48

Aquela aparente escrita fácil de Graham Greenne só é possível quando se respiram as letras :) é um dos meus escritores preferidos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2010 às 22:06

Também é um dos meus. 'O Poder e a Glória', 'A Inocência e o Pecado', 'O Nó do Problema', 'O Americano Tranquilo', 'Os Comediantes', 'O Fim da Aventura'...
Sem imagem de perfil

De Irene Pereira a 07.10.2010 às 16:04

Eu estou muito contente... Sugiro um dos mais recentes "Travessuras da menina má"!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 07.10.2010 às 16:36

Também soube disso há bocadinho e fiquei contente. Justíssimo.

Quanto ao título do post, aplico-o também a ti. Tens feito falta por cá!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.10.2010 às 18:16

Grande escolha. Mario Vargas Llosa é, sem dúvida, um dos melhores escritores do nosso tempo. Não apenas da literatura de matriz castelhana, mas da literatura universal.
Sem imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 07.10.2010 às 18:44

Não há nada como dar o Nobel a um homem que também escreve livros. Há uma certa diferença em relação aos que os escrevem por atacado, para cumprirem contratos.
Sem imagem de perfil

De Chloé a 07.10.2010 às 20:06

Também estou em festa. Há uns anos que não me sentia tão em sintonia com A.Nobel, God bless him!
Sem imagem de perfil

De ze luis a 07.10.2010 às 21:30

Eu acho notável. E oportuno.

Até por, segundo já vi publicitado, está para sair um novo livro dele.

E o que tem isso a ver com o... Benfica?

É só um convite para desfrutarem, à excepção dos escarafunchosos...

em portistasdebancada.blogspot.com
Sem imagem de perfil

De António Manuel Venda a 08.10.2010 às 01:02

Sim, finalmente. Notícia boa, que soube em viagem, pelo rádio, num dia triste para mim. Tenho alguns dos livros mais recentes de Vargas Llosa, mas ainda não os li. A notícia trouxe-me a lembrança de horas e horas de leitura, há dez, quinze anos, sobretudo de «A Tia Julia e o Escrevedor», dos dois romances onde entra o polícia Lituma, de «A Cidade e os Cães» e de «Pantaleão e as Visitadoras».

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D